Voluntários fazem ‘casinhas’ de papelão para aquecer animais abandonados no DF

Preocupado com a chegada do frio, um grupo de voluntários decidiu produzir casas de papelão para aquecer cães e gatos abandonados no Distrito Federal. O primeiro “mutirão” para confeccionar os abrigos reuniu cerca de 30 pessoas nesta segunda-feira (10) em Santa Maria. Em duas horas, os voluntários confeccionaram 30 casas, que foram distribuídas perto de hospitais, praças e pontos de ônibus de quatro regiões. No próximo fim de semana serão realizados mais dois mutirões, em Santa Maria e no Gama. O grupo ficou conhecido como “Casinha AUmiga” e já conta com mais de 200 voluntários. A ideia surgiu da estudante de gastronomia Juliana Karolynne Rocha, de 18 anos. Ela conta que começou a cuidar dos animais há um ano, quando o cachorro dela morreu. A partir daí, para afastar a tristeza, começou a resgatar animais de rua e ajudar no tratamento e na adoção. Há cerca de uma semana, Juliana, com o apoio de três amigos, iniciou o projeto na área onde mora, em Santa Maria. Eles criaram uma conta em redes sociais para divulgar o projeto e, em duas horas, mais de cem pessoas já haviam feito contato e pedido para participar.
Todo mundo pensa no ser humano, né? Mas, nas campanhas de agasalho, eu não tenho visto nada para os animais. Quando eu decidi criar o projeto, não imaginei que tomaria uma proporção tão grande.
Voluntários fizeram camiseta com a logomarca do ‘Casinha AUmiga’ (Foto: Arquivo pessoal)
A ideia dos organizadores é expandir a iniciativa para outras regiões do DF. Eles começaram a escolher representantes de cada região para promover oficinas e mutirões nos locais. Os voluntários mapeiam pontos estratégicos e distribuem “casinhas” e ração. Segundo Juliana, o intuito não é apenas ajudar de forma emergencial, mas, a longo prazo, mapear os locais com animais abandonados para dar assistência veterinária e ajudar na adoção.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


0 0 vote
Article Rating
Inscreva-se
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments