Vírus da ideologia: Bolsonaro rejeita vacina chinesa; bancos disputam baixa renda

*Vírus da ideologia: Bolsonaro rejeita vacina chinesa; bancos disputam baixa renda*. Esses são destaques da grande mídia impressa, nesta quinta-feira, 22 de outubro de 2020. Veja na *sinopse do noticiário*.

*BIRÔ DE IMPRENSA*, Ano III, Nº 712, de 22.10.2020

🖋 Edição: _Sérgio Botêlho_

📃 *Manchetes do dia*:

“Vírus da ideologia. Politização de combate à Covid gera incerteza sobre distribuição da vacina. Bolsonaro desautoriza ministro da Saúde e cancela compra da Coronavac’” *Manchete de capa do O Globo*.

“Sob pressão da ala ideológica, Bolsonaro rejeita vacina chinesa. Protagonismo do governador João Doria no episódio irritou o presidente, que desautorizou ministro da Saúde” *Manchete de capa do Estadão*.

“Bolsonaro se contradiz, esvazia acordo e deflagra crise da vacina. Um dia após o ministro da Saúde celebrar acerto com São Paulo, presidente nega tudo e provoca revolta de governadores” *Manchete de capa da Folha*.

“Caixa e bancos digitais disputam a baixa renda. Digitalização da economia, pagamento do auxílio emergencial e queda das taxas de juros têm aumentado o interesse na prestação de serviços para os mais pobres. ” *Manchete de capa do Valor Econômico*.

“A guerra da vacina. Virou briga política. Bolsonaro desautoriza compra de imunizante chinês e critica Doria, um dia depois de o Ministério da Saúde anunciar acordo com governo de São Paulo para adquirir 46 milhões de doses da Coronavac.” *Manchete de capa do Correio Braziliense*.

 *Editoriais do dia*:

_*FOLHA*_

°”Conter Bolsonaro. Instituições não podem permitir risco de falta de vacina por interesse eleitoral.” 

°”A tal cristofobia. Perseguição a cristãos não é questão na América Latina, assombrada por populismo.”

_*O GLOBO*_

°”Aprovação de Kassio não justifica novo método de indicações ao STF. É grave equívoco alterar regras que criam espaço para os ministros exercerem sua independência.” 

°”A politização irresponsável da pandemia. Nada de bom, nada mesmo, pode vir da disputa estapafúrdia entre Doria e Bolsonaro em torno da vacina.” 

_*ESTADÃO*_

°”Um presidente contra a Saúde. O que Bolsonaro deseja – e assim faz valer – é uma pasta incondicionalmente subserviente a suas idiossincrasias políticas e ideológicas.”

°”A reconstrução da Bolívia. A democracia boliviana parece ter saído revigorada das eleições deste ano.” 

°”O ensino superior e o desemprego. Cenário revelado pela Pnad Contínua é preocupante para o futuro do Brasil.” 

°”Confiança e maior atividade na indústria do aço. Em setembro, a produção brasileira de aço bruto alcançou 2,6 milhões de toneladas, alta de 7,5% em relação ao ano passado” 

_*VALOR ECONÔMICO*_

°“Senado foge de seus deveres com desleixo em sabatinas. O Senado pode se redimir pondo um fim ao mandato de Chico Rodrigues” 

_*CORREIO BRAZILIENSE*_

°“Crise sanitária pede coerência. A decisão do presidente Jair Bolsonaro de cancelar a possível compra de vacina desenvolvida por farmacêutica chinesa revela-se inoportuna” 

📈 *Bolsa de Valores*

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou o pregão da quarta-feira, 21, em +0,01%, a 100.552 pontos. O dólar terminou o dia em +0,04%, a R$ 5,61.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


    Inscreva-se
    Notifique-me de
    guest
    0 Comentários
    Inline Feedbacks
    View all comments