Trump absolvido, Petrobras e Bolsonaro se destacam

Trump absolvido, Petrobras e Bolsonaro. Estes são os destaques da grande mídia, nesta quinta-feira, 06 de fevereiro de 2020.

? Edição: Sérgio Botêlho

? Destaques do dia:

“Senado dos EUA livra Trump do impeachment. Maioria republicana na Casa absolve presidente em processo iniciado na Câmara”. Manchete de capa da Folha.

“Absolvido pelo Senado, Trump se fortalece como candidato à reeleição. Presidente tem semana de vitórias e atinge seu mais alto índice de aprovação popular”. Manchete de capa do O Globo

“BNDES capta R$ 22 bi com venda de ações da Petrobras. Maior oferta da década é o avanço mais relevante até agora no programa de desinvestimentos do banco estatal”. Manchete de capa do Valor Econômico.

“Bolsonaro diz que demitirá quem usar cargo para eleição. Em entrevista ao ‘Estado’, presidente afirma que pretende aprovar reforma tributária no primeiro semestre”. Manchete de capa

“Bong Joon-ho: Diretor de ‘Parasita’ fala sobre sua maratona rumo ao Oscar. DIRETOR DE ‘PARASITA’, primeiro filme estrangeiro indicado a seis estatuetas, fala da maratona rumo ao Oscar. Há 13 semanas em cartaz, longa ganhou versão em p&b e vai virar minissérie.”. Destaque de capa do O Globo.
“Avião se parte em pouso difícil. Mau tempo fez aeronave sair da pista; das 183 pessoas a bordo, uma morreu e 157 ficaram feridas”. Destaque de capa do O Globo.
“BC reduz juros a 4,25% e encerra ciclo de queda. Banco Central reduz Selic a 4,25% e sinaliza fim do ciclo de reduções”. Destaque de capa do O Globo.
“Kirk Douglas, astro da Era de Ouro de Hollywood, morre aos 103. Ator marcou Hollywood com papéis como Spartacus e, em 1996, levou um Oscar pelo conjunto da obra.”. Destaque de capa do O Globo.
“Bolsonaro provoca governadores a reduzir imposto de combustível. Presidente propõe zerar impostos federais dos combustíveis, mas só se o mesmo for feito com o tributo estadual. Custo seria de R$ 27,4 bi. Governadores reagem ao que veem como nova tentativa de culpá-los pelo preço alto nos postos”. Destaque de capa do O Globo.
“Depois do recesso, Congresso contraria decisões do Judiciário. Câmara e Senado barram decisões do STF e do TSE sobre punições a parlamentares”. Destaque de capa do O Globo.
“Witzel desiste de indicação para Agenersa, que fiscaliza a Cedae. Witzel chegou a prometer o fim da Agenersa, que tem 65 comissionados e regula a Cedae.”. Destaque de capa do O Globo.
“Namoradas confessam que planejaram assalto a casa. Em novo depoimento, Ana Flávia e Carina negam que tenham autorizado o assassinato de Flaviana, Romuyuki e Juan Victor”. Destaque de capa do O Globo.
“Merval Pereira: A frágil relação entre o STF e o Congresso”. Destaque de capa do O Globo.
“Míriam Leitão: Comunicado do BC é confuso e contraditório.”. Destaque de capa do O Globo.
“Taxa de juros cai a 4,25% ao ano, a menor da história. Política monetária. Por unanimidade, Copom corta 0,25 ponto porcentual da Selic, na quinta redução consecutiva, e indica o fim do ciclo de baixa como previsto pelos especialistas; bancos comerciais seguem BC e anunciam reduções de taxas para o consumidor”. Destaque de capa do Estadão.
“Garimpo em reserva indígena vai ao Congresso. Texto regulamenta também a produção de óleo e energia nas áreas e será analisado pelo Congresso; presidente critica ambientalistas.”. Destaque de capa do Estadão.
“Câmara ignora STF e reintegra deputado acusado de corrupção. Wilson Santiago havia sido afastado pelo STF em dezembro; ele é suspeito de participar de esquema de pagamento de propina na Paraíba”. Destaque de capa do Estadão.
“Remédio do HIV trata coronavírus”. Destaque de capa do Estadão.
“Portugal limita visto para investidores. País aprovou fim do aval de residência para quem comprar imóveis em Lisboa e Porto.”. Destaque de capa do Estadão.
“Senado absolve Trump em ação de impeachment”. Destaque de capa do Estadão.
“William Waack: Forças profundas favorecem a reeleição de Donald Trump, além da incompetência dos adversários democratas.”. Destaque de capa do Estadão.
“Celso Ming: Nova tesourada nos juros básicos requenta a questão sobre bolha especulativa no mercado de ações no Brasil..”. Destaque de capa do Estadão.
“Bravata sobre ICMS opõe governadores a Bolsonaro”. Destaque de capa da Folha.
“Copom reduz juros a 4,25% e não prevê novos cortes. Destaque de capa da Folha.
“BNDES arrecada R$22 bi com ações da Petrobras”. Destaque de capa da Folha.
“Deputados pedem impeachment de Weintraub no STF”. Destaque de capa da Folha.
“Cida Bento: A presença de Marielle Franco”. Destaque de capa da Folha.
“Copom reduz taxa de juros a 4,25% e conclui ciclo de baixa. O cenário base do banco é de que a taxa deve permanecer em 4,25% até o segundo trimestre de 2021, quando o BC começará a elevar a taxa”. Destaque de capa do Valor Econômico.
“Já faltam peças em indústrias de celulares. Falta de matéria-prima importada impacta Motorola, Samsung e Calçados Bibi”. Destaque de capa do Valor Econômico.
“Supremo e STJ paralisam 2,3 milhões de ações. Com atual ritmo de julgamento, STF levaria quase dez anos para acabar com acervo”. Destaque de capa do Valor Econômico.
“‘Nosso mercado de seguros é concentrado e obsoleto’. Solange Vieira defende medidas para aumentar concorrência e ampliar uso de tecnologia”. Destaque de capa do Valor Econômico.
“Bolsonaro faz desafio e bate boca com governadores. Presidente desafia Estados a zerarem ICMS e reação dos governadores é dura”. Destaque de capa do Valor Econômico.
“Temporários ganham espaço e já são mais de 10% dos servidores da União. Número de funcionários contratados caiu 7,5% entre 2015 e 2019”. Destaque de capa do Valor Econômico.

? Editoriais do dia:

“Festa no céu. Abuso em viagem aérea, que levou a demissão hesitante de assessor, é recorrente”. Editorial da Folha.

“A conta da meia-entrada. Produtor faz lobby desastrado contra benefício, que de fato deveria ser revisto”. Editorial da Folha.

“Juros do crédito não cedem, apesar da queda da Selic. O arsenal de instrumentos para reduzir o custo do crédito é amplo, mas a resistência dos bancos parece igualmente grande”. Editorial do Valor Econômico.

“Ambiente institucional afeta indústria. Faltam mudanças em impostos e na qualificação da mão de obra, entre outras ações, para ajudar o setor”. Editorial do O Globo.

“Trump vive bom momento e derrota democratas no impeachment. Presidente dos EUA faz campanha no discurso do Estado da União e vence adversários no Senado”. Editorial do O Globo.

“Afinal, que reforma tributária? O Brasil precisa com urgência de uma reforma para modernizar e tornar mais funcional seu sistema de impostos, contribuições e taxas.” Editorial do Estadão.

“Um país imaginário. Várias passagens da mensagem indicam preocupante litígio do governo com a realidade.” Editorial do Estadão.

“O STF em 2020. Mais do que controlar outros Poderes, a Justiça tem o desafio de controlar a si mesma.”. Editorial do Estadão.

? Mercado:

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou a quarta-feira, 04, em alta de 0,41%, a 116.028 pontos. O dólar terminou o dia em baixa de -0,47%, a R$ 4,24.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


Inscreva-se
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments