Tragédia no Rio, polarização política e ameaças de ministro são os destaques das manchetes dos grandes jornais.

Crédito da foto: Fernando Frazão, da Agência BrasilA nova tragédia no Rio com o desabamento de prédios sob a responsabilidade de milícias, polarização política no Brasil e relato de ameaças feita por deputada acusando ministro são principais temas da mídia. Guedes considera que conversa com presidente pode consertar erro do diesel.

📰 Birô de Imprensa – Ano 2 – Número 155

🖋Edição: Sérgio Botêlho

📅 A 261 dias do fim do ano de 2019, hoje é domingo, 14 de abril de 2019, 104º dia do ano.

📃 Editorial:

📊 Mercado: Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) não funciona nos finais de semana.

🏙️ Cidades:

“Rio à beira do abismo são 14 mil moradias em 218 áreas de alto risco. São 14.204 casas em 218 áreas de alto risco.” Manchete de capa do O Globo.

🏙️ Cidades:

“Cidadãos tratados como dejetos. Por onde andará Fabrício Queiroz, o ex-assessor encrencado do hoje senador Flávio Bolsonaro, que há 45 dias também se desmaterializou, junto com a família igualmente encrencada. É. Junto com os dois prédios que se esfarelaram na comunidade da Muzema, no Rio de Janeiro, exauriu-se o tempo da esperança.” Na coluna de Dorrit Harazim, no O Globo.

🏙️ Cidades:

“Onde andam as autoridades em sua absoluta inépcia? Eles são incríveis. Prefeito, governador, presidente da República. São incríveis. O Rio desaba numa enxurrada sem limites e um dos gestores locais acha que foi mais um episódio corriqueiro, o outro se omite de qualquer responsabilidade e diz que chuva é com o município. O chefe federal não manda sequer um tweet de solidariedade.” Na coluna de Ascânio Seleme, no O Globo.

📜 Denúncias:

“DF agora tem carteirada oficial. O governador do DF criou uma carteira para os parentes. O presidente disse que o filho pitbull merecia ser ministro. E o velho patrimonialismo se veste de nova política.” Na capa do O Globo.

💲Economia:

“Grandes chances dadas pelo novo ciclo do petróleo. Projeções de produção e investimentos são crescentes e precisam ser aproveitadas.” Editorial do O Globo.

💲Economia:

“Acordo com os EUA sobre Alcântara pode impulsionar setor espacial. Aliança com os americanos para o lançamento de foguetes ajuda na absorção de tecnologia.” Editorial do O Globo.

💲Economia:

“Indústria de alta tecnologia no Brasil vive encolhimento.” Na capa da Folha.

💲Economia:

“Infraestrutura do país está sob risco de colapso. Uma ponte desaba em Belém, um viaduto cede em São Paulo, o BRT carioca em estado precário. O investimento em infraestrutura, hoje, não cobre nem a manutenção, dizem especialistas. Só para evitar a deterioração, seria necessário aplicar 1,9% do PIB. Em 2018, o aporte foi de 1,69%.” Na capa do O Globo.

💲Economia:

“Vale reduz produção e derruba PIB. Redução de 92,8 milhões de toneladas na produção de minério pode prejudicar a indústria extrativa e tirar 0,2 ponto porcentual do PIB este ano, segundo cálculo da FGV; efeito pode ser em parte compensado por alta de produção esperada na Petrobrás.” Na capa do Estadão.

💲Economia:

“Conversa conserta tudo, diz Guedes sobre Bolsonaro. Um dia após o presidente admitir que determinou o cancelamento de reajuste do diesel, ministro afirma em Washington que ‘uma conversa conserta tudo’”. Na capa do Estadão.

👨‍🎓Educação:

“Por que o Brasil de Olavo e Bolsonaro vê em Paulo Freire um inimigo? Biógrafo analisa hostilidade contra o educador, em alta nos últimos anos. Paulo Freire seria agraciado em vida e in memoriam com 48 títulos de doutor honoris causa por diversas universidades no Brasil e no exterior. Instituições de ensino de várias partes do mundo o convidaram para tê-lo no corpo docente. Foi presidente honorário de pelo menos 13 organizações internacionais.” Na Folha.

👨‍🎓Educação:

“Ler o inimigo. Há anos, digo a mesma coisa. Se você quer pensar, leia. Se você quer combater uma ideia da qual discorda, leia mais ainda.” Na coluna de Leandro Karnal, no Estadão.

🏆 Esporte:

“Jogadores têm de pagar para ter vaga em times. A cobrança, segundo o sindicato, é cada vez maior. Garotos bancam despesas que, por lei, pertencem aos clubes.” Na capa do Estadão.

🏛 Governo:

“Não é mera questão de etiqueta. As estripulias de Jair Bolsonaro não são mera questão de estilo. A liturgia do cargo não é um disjuntor que se ligue ou desligue conforme suas variações de humor.” Editorial do Estadão.

🏛 Governo:

“Ilha de excelência. Tarcísio Gomes de Freitas tem feito da pasta da Infraestrutura uma ilha de excelência num governo conturbado.” Editorial do Estadão.

🏛 Governo:

“Sem capitalização. Governo deveria abandonar a ideia de criar regime baseado na poupança individual.” Editorial da Folha.

🏛 Governo:

“Experimento de verão. Decisão de Bolsonaro volta a acalorar debates acerca da mudança nos relógios.” Editorial da Folha.

🏛 Governo:

“Deputada relata ameaça de ministro ligado a laranjas. Eleita pelo PSL-MG acusa Álvaro Antônio, que vê difamação por rixa política.” Manchete de capa da Folha.

🏛 Governo:

“Pode-se consertar intervenção de Bolsonaro no diesel, diz Guedes”. Na capa da Folha.

🏛 Governo:

“‘Uma conversa conserta tudo’, afirma Guedes. Ministro afirma ainda não ter falado com presidente sobre intervenção na Petrobras para revogar reajuste do diesel. Ações da estatal caíram 8,5% na sexta-feira.” Na capa do O Globo.

🏛 Governo:

“’O desconforto de Bolsonaro com o liberalismo. Projeções de produção e de investimentos são crescentes, e precisam ser aproveitadas.” Na coluna de Merval Pereira, no O Globo.

🏛 Governo:

“Dilma ou Guedes? O presidente tem de decidir se quer ser o Bolsonaro intervencionista dos seus 28 anos de Congresso ou o liberal da campanha.” Na coluna de Eliane Catanhêde, no Estadão.

🌉 Infraestrutura:

“Muro de vidro da USP tem falhas na instalação. Abandonado há quatro meses, o muro que separa a raia olímpica da USP e a Marginal Pinheiros teve falhas na instalação.” Na capa da Folha.

🕵Investigações:

“Cabral mentiu em depoimento ao juiz Bretas. A colaboração de Sérgio Cabral com o Ministério Público do Rio e com o juiz Marcelo Bretas virou conversa de botequim. Até agora, suas confissões confirmam que ele corrompeu o mandato de governador do Rio, mas isso já se sabia, pois está condenado a 198 anos e seis meses de prisão.” Na coluna de Elio Gaspari, no O Globo.

⚖️Justiça:

“A prisão e a punição. A decisão da 2.ª Turma do STF de revogar a prisão preventiva do ex-presidente do Banco do Brasil e da Petrobrás Aldemir Bendine ajuda a restabelecer um importante princípio do processo penal.” Editorial do Estadão.

🎙 Mídia:

“Não toleraríamos pessoal que agisse como a Internet.” Na coluna de Ricardo A. Pereira, na Folha.

💲 Negócios:

“Gigante chinesa negocia compra da Andrade Gutierrez. A Andrade Gutierrez, que por décadas tem sido (junto com a Odebrecht) sinônimo de empreiteira no Brasil, pode acabar em mãos chinesas. Há negociações em curso.” Na capa do O Globo.

💲 Negócios:

“Pós-Lava Jato, conduta ética define bônus de executivos. Empresas reforçam ‘patrulhamento’ para evitar Polícia Federal batendo à sua porta.” Na capa do Estadão.

💼Política:

“Senso de justiça não se submete a projeto de poder. No Brasil, a adesão a um projeto de poder tem impedido que autoridades tenham senso de justiça diante de crimes e dores.” Na coluna de Miriam Leitão, no O Globo.

💼Política:

“Polarização política no Brasil supera média de 27 países. Pesquisa mostra que, para 32% dos brasileiros, não vale a pena conversar com quem tem visão diferente.” Manchete de capa do Estadão. “Protagonismo de pautas morais. A microempresária Patrícia Jimenes deixou de ver a mãe após divergências por ‘valores e princípios’. O corretor de imóveis Paulo Nolasco diz que luta ‘pela moral que a Igreja defende’”. Na capa do Estadão.

💼Política:

“‘Bolsonaro criminalizou o Parlamento’. Para Delegado Waldir, líder do PSL na Câmara, Bolsonaro criminalizou a conduta do Parlamento ao usar as expressões “velha e nova política” e agora precisa “fazer carinho” nos deputados. Ele diz a Luiz Maklouf Carvalho que as mudanças nas regras da aposentadoria só saem se Rodrigo Maia quiser. “Ele é o primeiro-ministro.” O parlamentar alfineta a influência de Olavo de Carvalho no governo e afirma que é criticado porque mostra “o amargo, o fel” ao presidente.” Na capa do Estadão.

💼Política:

“Começos – o principal agora. Executivo precisa de habilidade e lideranças para conduzir a agenda legislativa, em especial quando envolve Constituição.” Artigo de Pedro Malan, no Estadão.

💼Política:

“O crescimento do nacionalismo. O nacionalismo populista sempre busca um cara durão, como Trump e Bolsonaro, para proteger a nação dos liberais.” Na coluna da Fareed Zakaria, no Estadão.

🚑 Saúde:

“’Não quero ser o único paciente curado de HIV.’ Há 12 anos ele se tornou o “paciente de Berlim”, a primeira pessoa do mundo curada do vírus HIV após passar por um transplante de medula óssea para tratar de uma leucemia. As células vieram de um doador que possuía um gene hereditário pouco comum, associado à redução do risco de contrair o HIV.” Na capa da Folha.

👥 Social:

“Avaliação de feminismo é mais positiva entre homens. A avaliação do feminismo é mais positiva entre os homens que entre as mulheres brasileiras, mostra pesquisa Datafolha. Para 48% deles, o feminismo traz mais benefícios que prejuízos às mulheres, enquanto 41% vêem mais prejuízo que benefício.” Na capa da Folha.

😱 Tragédia:

“Continuam as buscas por desaparecidos em desabamento no Rio. Mais de 30 horas após o colapso de dois prédios sob guarda da milícia na zona oeste do Rio, que matou nove moradores, bombeiros alimentavam a esperança de ainda encontrar sobreviventes entre os desaparecidos”. Na capa do Estadão.

😱 Tragédia:

“Incêndio no Ninho: último garoto internado deixa o hospital”. Na capa do O Globo.

Destaque histórico:

“Em 15 de abril de 1912, o Titanic, o maior e mais luxuoso transatlântico do mundo, com 10 andares naufraga, após se chocar contra um iceberg perto de Terranova. Morrem 1.513 pessoas, e apenas 705 sobrevivem por problemas com barcos reservas. O navio havia partido de Southampton e se dirigia à Nova York.” No portal Terra.

👍Positivo:

“Cacá Diegues toma posse na Academia Brasileira de Letras. Diretor de ‘Bye Bye Brasil’ ocupará a cadeira 7, que foi do amigo Nelson Pereira dos Santos.” No G1.

👎Negativo:

“Como ligações telefônicas de robôs se tornaram um problema mundial. Brasil está no topo do ranking de países que mais sofrem com esse e outros tipos de spam.” Na Folha.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notifique-me de
Fechar Menu