Tempestade em São Paulo e preços de ações no mercado

Tempestade em São Paulo e preços de ações no mercado. Estes são os destaques da grande mídia, nesta terça-feira, 11 de fevereiro de 2020.

🖋 Edição: Sérgio Botêlho

📃 Destaques do dia:

“Tempestade inunda e trava São Paulo. Pinheiros e Tietê transbordam com a 2ª chuva mais intensa em 77 anos; governos afirmam que suas ações mitigaram impacto”. Manchete de capa da Folha.

“TEMPORAL FAZ SÃO PAULO VIVER DIA DE CAOS. EM 24H, CIDADE TEM MAIOR CHUVA EM 37 ANOS NO MÊS DE FEVEREIRO • ESCOLAS CANCELAM AULAS, COMÉRCIO TEM PREJUÍZO DE R$ 110 MILHÕES E EMPRESAS LIBERAM FUNCIONÁRIOS • INFRAESTRUTURA PRECÁRIA É EXPOSTA”. Manchete de capa do Estadão.

“São Paulo para com chuva forte, ‘novo normal’ no país. Eventos extremos se tornam frequentes e exigem adaptação”. Manchete de capa do O Globo.

“Preços de ações atingem maior nível da história. Índice P/L do Ibovespa está acima da média histórica, mas gestores ponderam que preços altos estão concentrados em alguns papéis e setores”. Manchete de capa do Valor Econômico.

“Miriam Leitão: Brasil está muito atrasado na preparação das cidades.”. Destaque de capa do O Globo.

“José Casado: Amigos estranham silêncio dos Bolsonaros sobre Adriano”. Destaque de capa do O Globo.

“Bernardo Mello Franco: As memórias do chefe de milícias valiam muito”. Destaque de capa do O Globo.

“André Kfouri: A diretoria do Flamengo precisa convocar profissionais.”. Destaque de capa do O Globo.

“Para autoridades, Adriano tinha informantes. Autoridades suspeitam que miliciano foi avisado de operações na Bahia”. Destaque de capa do O Globo.

“Perícia: voz não é do porteiro que citou Bolsonaro. Laudo feito pela Polícia Civil em áudio, obtido pelo GLOBO, mostra que funcionário de condomínio na Barra que liberou entrada de acusado de matar Marielle não é o mesmo que mencionou presidente em depoimento”. Destaque de capa do O Globo.

“Após 40 dias de crise, presidente da Cedae cai. Governador resolve afastar Hélio Cabral, cuja nomeação foi atribuída ao Pastor Everaldo, presidente nacional do PSC, partido de Witzel. Ele será substituído por engenheiro que comandou a Direção de Saneamento e Grande Operação por dois meses.”. Destaque de capa do O Globo.

“Mortos em epidemia já passam de mil. País volta de feriado prolongado com ruas ainda vazias e recorde de mortos”. Destaque de capa do O Globo.

“Prêmios de ‘Parasita’ podem abrir mais portas em Hollywood. PASSADA A FESTA, fica a pergunta: até que ponto os quatro Oscars de ‘Parasita’ representam uma real transformação da Academia de Hollywood?”. Destaque de capa do O Globo.

“Na hora do sufoco, paulistano andou até de trator”. Destaque de capa do Estadão.

“Prefeitura deixa de gastar R$ 2,7 bi em obras anticheia. Apenas R$ 1,1 bilhão dos R$ 3,8 bilhões previstos para intervenções planejadas por Haddad, Doria e Covas saiu do papel desde 2015.”. Destaque de capa do Estadão.

“Inundação interfere em distribuição da edição impressa”. Destaque de capa do Estadão.

“José Bueno: Culpamos a chuva pelos problemas que os humanos criam nas cidades”. Destaque de capa do Estadão.

“Aplicativos ignoram bloqueios em vias alagadas e motoristas reclamam. Waze e Google Maps ignoram interdições de ruas.”. Destaque de capa do Estadão.

“Defesa mantém sob sigilo dados de pensão de filha de militar. Executivo. Ministério da Defesa alega inexistência de lei, ignora TCU e deixa de informar número de filhas de ex-integrantes das Forças Armadas que atualmente recebem pensão”. Destaque de capa do Estadão.

“Cinema em nova direção. Parasita, de Bong Joon-ho, coloca Hollywood no globalismo.”. Destaque de capa do Estadão.

“Eliane Catanhêde: Na eleição de SP, ojeriza ao PT ainda será poderoso ativo, mas “Bolsodoria” dificilmente se repetirá.”. Destaque de capa do Estadão.

“Pedro Fernando Nery: O ator José de Abreu anunciou mudança para a Nova Zelândia, exemplo de reformas liberais.”. Destaque de capa do Estadão.

“Só metade dos Estados deve alcançar o PIB pré-crise. O resultado de pesquisa reflete grave situação fiscal enfrentada pelos governadores que, com despesas de pessoal elevadas e arrecadação baixa, se viram obrigados a cortar investimentos para fechar as contas e ainda vão precisar de mais tempo para a retoma”. Destaque de capa do Estadão.

“Tempestade em São Paulo. Prejuízos no setor privado podem passar de R$140 mi”. Destaque de capa da Folha.

“Vinícius Torres Freire: Centro rico de SP ficou ilhado e vazio em dia de desastre”. Destaque de capa da Folha.

“Marcelo Leite: Cidades precisam mudar estratégia para lidar com águas”. Destaque de capa da Folha.

“Morte de miliciano levanta dúvidas sobre rede de apoio”. Destaque de capa da Folha.

“Epidemias revelam profundo medo do desconhecido e expõem xenofobia”. Destaque de capa da Folha.

“Valor do IRB cai R$ 11 bi no mercado. Resseguradora diz que suas demonstrações contábeis terão abertura maior de dados”. Destaque de capa do Valor Econômico.

“Caiado diz que Goiás pode ir a ‘liquidação’. Socorro da União é única saída viável para o governo de Goiás”. Destaque de capa do Valor Econômico.

“Enchentes paralisam São Paulo. Entre a tarde de domingo e a manhã de segunda-feira, foram 114 milímetros de chuva, o segundo maior volume em 24 horas para o mês de fevereiro nos últimos 77 anos”. Destaque de capa do Valor Econômico.

“Noxis Energy busca sócio para refinaria. Projeto de US$ 700 milhões mira produção de bunker”. Destaque de capa do Valor Econômico.

“Com epidemia, Xi enfrenta seu ‘Tchernobil’. Se o vírus não puder ser contido logo, a epidemia pode se tornar aquele momento em que as mentiras e os absurdos de uma autocracia ficam expostos à vista de todos, o que ameaçaria criar uma crise existencial para o Partido Comunista chinês”. Destaque de capa do Valor Econômico.

“Crise da água derruba presidente da estatal de saneamento do Rio. Hélio Cabral será substituído no comando da Cedae por Renato Lima do Espírito Santo”. Destaque de capa do Valor Econômico.

“União prevê R$ 3 bi com venda de imóveis. No ano passado, operações totalizaram R$ 180 milhões, ante objetivo R$ 1 bilhão”. Destaque de capa do Valor Econômico.

“Mudança facilita entrada de estrangeiro em licitação. Exigência de parceria nacional já no momento do cadastro para disputa deixa de existir”. Destaque de capa do Valor Econômico.

“Arrecadação sobre patrimônio e renda tem alta forte em 2019. Participação avança de 33,7% do total, em 2018, para 35,5%”. Destaque de capa do Valor Econômico.

“Divisão de recursos está na pauta de Guedes e Estados. Reforma tributária também será discutida amanhão com secretários da Fazenda”. Destaque de capa do Valor Econômico.

“Servidores convocam protesto contra reforma administrativa. Uma representação contra o ministro junto à Comissão de Ética da Presidência será apresentada nesta terça-feira”. Destaque de capa do Valor Econômico.

“São Paulo teme rombo e quer diminuir teto de docentes. Governo paulista contesta no STF alta nos salários de 4 mil professores”. Destaque de capa do Valor Econômico.

“PEC do Fundeb deve prever dobro de recursos da União. Ideia é passar dos atuais 10% para algo em torno de 20% no próximo ano, segundo relatora”. Destaque de capa do Valor Econômico.

“Professores prometem entrar em greve em MG. Decisão acontece após governo Zema enviar projeto prevendo reajuste para policiais”. Destaque de capa do Valor Econômico.

“Prioridade é reaproximação com Brasil, diz chanceler argentino. País paga o custo interno que for necessário para evitar distanciamento, afirma Felipe Solá”. Destaque de capa do Valor Econômico.

“Menos um CPF para Bolsonaro. Morte de miliciano é seguida do silêncio do presidente e de Moro”. Destaque de capa do Valor Econômico.

📃 Editoriais do dia:

“9 mortos, nenhum culpado. Desfecho de inquérito sobre Paraisópolis expõe falhas do controle da polícia”. Editorial da Folha.

“Memórias de Adriano. Operação que matou miliciano ligado a Flávio Bolsonaro precisa ser esclarecida”. Editorial da Folha.

“Fase principal do ativismo monetário ficou para trás. Ao chegar a um recorde de baixa, e retirar o país do ranking dos campeões mundiais de juros, não há muito mais que ele possa fazer diretamente”. Editorial do Valor Econômico.

“O impacto positivo da queda dos juros da dívida interna. É substancial a redução de gastos com os cortes na Selic, mas nada será preservado sem mais reformas”. Editorial do O Globo.

“Chuvas no Sudeste mostram o quanto governos estão despreparados. União, estados e municípios precisam se planejar para enfrentar tempestades”. Editorial do O Globo.

“Contendo o dragão da dívida pública. Domado o dragão da inflação, falta domar o dragão da dívida pública, passo indispensável para o Brasil recobrar o selo de bom pagador, perdido em 2015.” Editorial do Estadão.

“O Censo Escolar do Inep. Promovido pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) e divulgado em 30 de dezembro do ano passado, o Censo Escolar de 2019 apresenta os números mais atualizados sobre os gargalos do ensino básico brasileiro, deixando claro que o País vem perdendo a corrida educacional.” Editorial do Estadão.

“A democracia em recessão. América Latina foi principal fator da “recessão democrática”.”. Editorial do Estadão.

📊 Mercado:

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou a segunda-feira, 10, em baixa de -1,05%, a 112.570 pontos. O dólar terminou o dia em alta de 0,02%, a R$ 4,32.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notifique-me de
Fechar Menu