STF transforma Aécio em réu e assunto vira destaque das manchetes dos jornais

SINOPSE DE 18 DE ABRIL DE 2018

Edição: Sérgio Botêlho 

JORNAIS:

Manchete e destaques do jornal O Globo: Em revés para o PSDB, Aécio vira réu por corrupção. Por unanimidade, 1ª Turma do STF aceita denúncia contra senador. Gravado em conversa com Joesley Batista na qual pedia R$ 2 milhões, tucano diz que vai provar sua inocência; ele alega que a quantia era um empréstimo para pagamento a advogados. O senador Aécio Neves (PSDB-MG) tornou-se ontem réu sob as acusações de corrupção passiva e obstrução da Justiça. A denúncia, aceita por unanimidade na 1ª Turma do STF, se baseia na delação dos executivos da J&F, após gravação de conversa na qual ele pede ao empresário Joesley Batista R$ 2 milhões. Aécio alega que se tratava de empréstimo destinado a pagar advogados. A Polícia Federal flagrou o recebimento de uma parcela de R$ 500 mil, em dinheiro vivo, por emissários do senador. A decisão do STF causa embaraço ao PSDB. O pré-candidato do partido a presidente, Geraldo Alckmin, evitou ontem defender o colega. Aécio disse que vai provar sua inocência/

Demóstenes é autorizado a se candidatar/

Merval Pereira: Decisão do Supremo é um duro golpe em todo o PSDB/

Robson Bonn: Tucano prometia construir “projeto honrado”/

Temer aposta em liberação de até R$ 66 bi. Com a retomada da atividade patinando, o governo recorre a medidas sem impacto fiscal para estimular a economia. Redução do compulsório e permissão para saques do PIS/Pasep, entre outras ações, têm potencial de injetar R$ 66 bilhões este ano. Temer quer usar iniciativas econômicas para aumentar popularidade/

Crimes em alta na intervenção. Em março, primeiro mês completo da intervenção federal na Segurança Pública do Rio, os roubos de veículos, cargas, a pedestres, em ônibus e de celulares registraram seus piores índices da série histórica/

Editorial: Aécio convertido em réu abala teoria persecutória do PT. A decisão da Primeira Turma do STF reforça o caráter pluripartidário da atuação dos organismos do Estado de combate à corrupção.

 

Manchete e destaques do jornal Estado de São Paulo: Aécio é réu no STF; PSDB tenta se afastar do senador. Pré-candidato e presidente do partido, Alckmin diz que ‘lei é para todos’ após lamentar decisão da Corte. A 1.ª Turma do STF aceitou a denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG) por corrupção passiva e obstrução da Justiça com base na delação do Grupo J&F. Aécio se tornou réu na investigação sobre supostas irregularidades no repasse de R$ 2 milhões de Joesley Batista. O senador também é acusado de tentar atrapalhar investigações da Lava Jato. “Terei oportunidade que não tive até aqui de poder provar de forma clara e definitiva a absoluta correção dos meus atos”, afirmou o senador, alvo de outros oito inquéritos no STF. Ontem, tucanos procuraram dissociar o episódio da conduta geral do partido. A preocupação é evitar que o desgaste atinja Geraldo Alckmin, presidente do PSDB e candidato ao Planalto. Alckmin disse que viu a decisão com tristeza e que Aécio terá oportunidade de se defender, mas “a lei é para todos” e a decisão do STF “precisa ser respeitada”. “Não existe Justiça verde, amarela, azul, vermelha, existe Justiça”, afirmou/

Vera Magalhães: Dilma, Aécio e a Lava Jato. A Lava Jato une o destino dos dois finalistas da eleição de 2014. Ver na Justiça uma tentativa de criminalizar a política é inverter responsabilidades/

Mensalão mineiro. Ex-presidente do PSDB, Eduardo Azeredo pode ser preso na próxima semana, após julgamento de recurso. “Que Deus ilumine os desembargadores”, disse, sobre a 9ª Câmara Criminal de BH/

Exportação de frango faz País ir à OMC contra União Europeia. O Brasil vai recorrer à Organização Mundial do Comércio (OMC) contra a decisão da União Europeia de suspender a compra de carne de frango do País. Segundo o ministro Blairo Maggi (Agricultura), o bloco não acatou os apelos do governo e anunciará o descredenciamento de nove unidades da BRF. Os europeus alegam preocupações sanitárias. O Brasil é o maior exportador do produto no mundo/

Pane em Belo Monte paralisa hidrelétrica. Com capacidade para fornecer energia a 4 milhões de pessoas, a Usina de Estreito (MA) desligou as turbinas após apagão da linha de transmissão de Belo Monte, em março/

Inflação deve ser de 14.000% na Venezuela. O FMI prevê inflação de quase 14.000% na Venezuela em 2018 e queda do PIB de cerca de 15%. O salário mínimo não chega a 1,3 milhão de bolívares. O valor corresponde a cerca de US$ 2,50 no câmbio paralelo/

Disputa faz ações da Eletropaulo subirem/

MP quer que Unesp e USP devolvam diárias/

Ataque a caixa eletrônico se espalha por SP. Nos últimos três anos, 336 cidades do Estado de São Paulo já registraram pelo menos um ataque a bancos e caixas eletrônicos. Bandidos miram cidades com pequeno efetivo policial e usam explosivos nas ações/

Monica De Bolle. O governo que herdar a atual crise de desconfiança terá dificuldade para convencer a população dos méritos de seus ajustes/

Editorial1: A necessária segurança jurídica. Encaminhado para sanção presidencial, Projeto de Lei 7.448/2017 é sumamente importante e fixa regras claras para a aplicação do Direito Público/

Editorial2: Não há lei que baste. Boa parte da opinião pública resiste às privatizações graças a uma sistemática campanha de desinformação e sabotagem/

Editorial3:

 

Manchete e destaques do jornal Folha de São Paulo: Acusado de corrupção, Aécio Neves se toma réu no Supremo. Senador tucano, ex-candidato à Presidência, responderá a ação penal; ele nega as imputações. A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal decidiu ontem receber denúncia da Procuradoria-Geral da República contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG), acusado de corrupção passiva e de obstrução da Justiça. A acusação pelo primeiro crime foi acolhida por unanimidade pelos cinco ministros. A segunda foi recebida por maioria, de 4 a 1. Com o resultado, Aécio torna-se réu em ação penal no Supremo pela primeira vez. A denúncia advêm de gravação feita por Joesley Batista, em que o senador pede R$ 2 milhões ao empresário da JBS. O valor seria repassado em algumas entregas —uma delas, a um primo do senador, foi filmada pela PF. Aécio diz que o dinheiro constituía empréstimo. “Recebo hoje com absoluta tranquilidade a decisão, já esperada. Agora, terei a oportunidade de provar de forma clara e definitiva a absoluta correção dos meus atos.” Geraldo Alckmin, pré-candidato à Presidência pelo PSDB, expressou tristeza por Aécio, que concorreu ao cargo pelo partido em 2014, mas afirmou que decisão judicial se respeita e que a lei vale para todos/

Eloisa M. de Almeida: Para a corte, caiu a delação de Joesley, mas não seus frutos/

Hélio Schwartsman: Jurisprudência sobre a corrupção evolui, e é correto que o faça/

Painel: Tucanos avaliam que decisão liquida chance de o senador se reeleger/

Candidatura não depende de rivais, diz Marina Silva. Pré-candidata à Presidência, Marina Silva (Rede) afirma que pode governar com PT, MDB e PSDB pelo fim de um “Estado perdulário”. Sobre aliança com Joaquim Barbosa, do PSB, diz que sua candidatura não depende de adversários. Acredita, porém, que o ex-presidente do STF trará grande contribuição para o processo político/

Mônica Bergamo: Aliados de Barbosa e Marina almejam chapa conjunta. A possibilidade de uma chapa que una Joaquim Barbosa (PSB) e Marina Silva (Rede) na eleição presidencial está no radar de apoiadores de ambos. O ex-presidente do STF Carlos Ayres Britto decidiu promover encontro entre eles para tentar um entendimento/

Preços de etanole gás não têm queda para o consumidor. A retração nos preços do etanol e do gás de cozinha nas usinas e nas refinarias, que ocorre há quatro semanas, atingindo 20% e 9% respectivamente, não tem chegado ao consumidor. Na bomba, o valor do etanol caiu só 0,4%. 0 preço do botijão de gás teve queda similar, de 0,3%/

Em Cuba, ditador sairá de cena, mas não deixará o poder/

Movimentos. Truculentos e pueris. Invasões promovidas por MST e MTST só revelam a ausência de ideias e o vazio de lideranças/

Eleições. Bases precárias. Alckmin e Doria deixam suas administrações em meio a avaliações de mornas a sofríveis.

Editorial1: A necessária segurança jurídica. Encaminhado para sanção presidencial, Projeto de Lei 7.448/2017 é sumamente importante e fixa regras claras para a aplicação do Direito Público.

Editorial2: Não há lei que baste. Boa parte da opinião pública resiste às privatizações graças a uma sistemática campanha de desinformação e sabotagem/

Editorial3: A Cúpula das América. A oitava edição da Cúpula das Américas terminou no fim de semana deixando a impressão de ter sido um mero encontro protocolar entre chefes de Estado, mas houve resultados significativos. Embora a maior emergência humanitária do continente nas últimas décadas – a tragédia social, política e econômica provocada pela ditadura bolivariana na Venezuela – não tenha sido mencionada na Declaração Conjunta assinada pelos dignatários que estiveram em Lima, no Peru, sextafeira e sábado passados, o veto à presença do presidente Nicolás Maduro e o apoio isolado que ele recebeu de Evo Morales, presidente da Bolívia, e de Bruno Rodríguez, chanceler cubano, atestam de forma cabal que a chamada era bolivariana chegou ao fim.

 

Manchete e destaques do jornal Valor Econômico: Enel e Iberdrola disputam o controle da Eletropaulo. A companhia italiana Enel e a espanhola Iberdrola, duas gigantes mundiais do setor de energia, disputam o controle da Eletropaulo. Quem obtiver sucesso deve se consolidar como a maior companhia do setor de distribuição no Brasil, deixando para trás a gigante CPFL Energia/

SP retira da Justiça R$ 5,9 bi em cobranças. O Estado de São Paulo pretende retirar da Justiça 683 mil processos de execução fiscal que cobram uma dívida total de R$ 5,92 bilhões. É a primeira vez que a Procuradoria-Geral do Estado desiste de ações de cobrança de dívidas tributárias. A desistência será para valores inferiores a R$ 30,84 mil/

Mais de 72% da poupança fica no governo. Com a piora da situação fiscal do país, uma fatia expressiva e crescente da poupança financeira passou a ser drenada para financiar o desequilíbrio das contas públicas/

No forno. A Wickbold voltou à gestão familiar em 2016, após a compra da Seven Boys. Depois de ajustes, espera chegar a uma receita próxima a R$ 1 bilhão neste ano, diz Pedro Wickbold, neto do fundador/

STF aceita denúncia e Aécio vira réu. O senador Aécio Neves tornou-se réu no Supremo Tribunal Federal, onde será julgado pela suposta prática dos crimes de corrupção passiva e obstrução à Justiça, com base nas delações dos executivos do grupo J&F/

Starbucks treinará empregados contra racismo. A Starbucks, maior rede de cafeterias do mundo, com 28 mil pontos, anunciou ontem que fechará 8 mil lojas nos EUA por uma tarde para treinar quase 175 mil funcionários sobre como combater o racismo/

Executivos locais estão no comando das montadoras. Há alguns anos, europeus e americanos eram maioria no comando das montadoras no Brasil e na América do Sul. Mas agora a tendência é outra. Oito presidentes de grandes empresas são sul-americanos. Destes, seis são brasileiros e dois, argentinos. Seis deles assumiram o posto há menos de dois anos/

Editorial: Candidatos de centro ficam para trás nas pesquisas. As inclinações do eleitorado tendem a se tornar mais claras a partir de julho e o tempo de TV terá um peso fundamental na competitividade dos candidatos.

Deixe uma resposta

Fechar Menu