STF e segunda instância é o tema de maior destaque no noticiário

STF e segunda instância é o tema de maior destaque no noticiário, nesta sexta-feira, 25 de outubro, 298º dia do ano, e a 67 dias para o término de 2019. Segundo as manchetes do O Globo e do Estadão, STF deve vetar prisão após segunda instância. Com efeito, o voto da ministra Rosa Weber conduz a tal entendimento. Por isso, era o mais aguardado.

Tem mais. Resistência da Argentina à limitação da Taxa de Exportação Comum-TEC, pode levar Brasil a deixar o Mercosul. Por outro lado, vitórias eleitorais de Fernández, na Argentina, e de Martínez, no Uruguai, podem isolar o Brasil. A informação está na manchete da Folha de São Paulo.

Enquanto isso, o Valor Econômico destaca que o governo quer desvincular receita dos fundos setoriais. Nesse sentido, a PEC do Pacto Federativo prevê a desvinculação das receitas de cerca de 280 fundos setoriais que financiam investimentos em pesquisa e tecnologia. Parcela do dinheiro obtido com desindexação de despesas públicas iria para investimentos.

? Edição: Sérgio Botêlho

? Manchetes do dia:

STF e segunda instância

“STF se aproxima de vetar prisão em 2ª instância. Placar está em 4 a 3, mas são esperados votos a favor do trânsito em julgado”. Manchete de capa do O Globo.

“Voto de Rosa indica revisão de prisão após 2ª instância. Posição da ministra era considerada fundamental no julgamento no STF; decisão deve ficar para Toffoli”. Manchete de capa do Estadão.

Mercosul

“Governo avalia impacto de eventual saída do Mercosul. Extinção do bloco pode levar à perda de R$2,4 milhões de empregos, projeta CNI”. Manchete de capa da Folha.

Governo

Governo quer desvincular receita de fundos setoriais. Plano da equipe econômica é destinar para investimentos parcela dos R$ 50 bilhões que espera obter com a desindexação de boa parte das despesas públicas”. Manchete de capa do Valor Econômico.

? Editoriais do dia:

Eduardo Bolsonaro

“A desistência do 03. Ao abandonar plano de ir para Washington, Eduardo Bolsonaro evita vexame”. Editorial da Folha.

“Derrota anunciada. Senadores rechaçaram o disparate de aprovar Eduardo Bolsonaro para embaixada. Isso determinou a desistência”. Editorial do Estadão.

Reformas

“PEC paralela é peça fundamental da reforma. Equilíbrio das previdências de estados e municípios torna-se básico para ajuste fiscal não correr novos riscos”. Editorial do O Globo.

“A elite dentro da elite. A reforma da máquina pública não significa desmonte, mas sua melhora operacional, com impactos positivos significativos também para os servidores.” Editorial do Estadão.

Óleo no litoral nordestino

“É preciso mais esforço contra a tragédia do óleo no litoral. É hora de trabalhar sério – mil toneladas de óleo foram tiradas do mar e não se sabe quanto mais há ou virá”. Editorial do Valor Econômico.

Gastos públicos

“Municípios gastam além do limite. Nada menos que 61% dos municípios do Estado de São Paulo arrecadaram até agora menos do que o previsto pelos orçamentos aprovados pelas Câmaras Municipais para 2019.” Editorial do Estadão.

Mundo

“Uruguai escolhe presidente e decide sobre o sistema de segurança pública. Proposta de mudanças constitucionais joga com o medo do eleitor numa conjuntura de aumento da violência”. Editorial do O Globo.

“Contagem regressiva. Fiasco em nova tentativa de formar governo pode levar Israel a 3ª eleição”. Editorial da Folha.

? Outros destaques:

STF e segunda instância

“Votação no STF caminha para liberdade até último recurso”. Na capa do Valor Econômico.

Rosa Weber vota e indica veto do Supremo à prisão logo após a 2ª instância”. Na capa da Folha.

Queiroz

“Queiroz cuide da vida dele, diz Bolsonaro”. Na capa do Valor Econômico.

Economia

“Guedes quer ‘shutdown’ para estados em crise. Guedes quer criar situação de emergência em que governos podem demitir e cortar salário”. Na capa do O Globo.

Brasil cai 15 posições em ranking de ambiente de negócios. País vai do 109º para o 124º lugar na avaliação Doing Business, do Banco Mundial, apesar de ligeira melhora na pontuação geral”. Na capa do O Globo.

Óleo no Nordeste

“Salles insinua culpa de ONG em óleo, mas recua. Na China, Bolsonaro diz que vazamento de óleo foi ‘ato terrorista’ e que ONG ambientalista estrangeira ‘não traz nada de bom para o país’; voluntários que limpam as praias foram hospitalizados após contato com o produto”. Na capa do O Globo.

Mundo

Argentina tem corrida por dólar antes da eleição. Receio de medidas econômicas fortes leva argentinos à corrida por dólares”. Na capa do O Globo.

“Evo vence em 1º turno, mas OEA fará auditoria. Ministros bolivianos dizem que não houve fraude e rejeitam esperar resultado de análise da apuração”. Na capa do Estadão.

? Colunas e artigos:

STF e segunda instância

“Calendário elástico de julgamento da segunda instância preocupa juristas, que preveem mais pressão sobre STF”. Na coluna Painel, da Folha.

Governo

Ricardo Salles imita o hábito do chefe de semear confronto”. Na coluna de Bernardo Mello Franco, no O Globo.

Economia

“Mercado saturado no ‘país dos bacharéis’. O grande número de advogados e de estudantes de direito em um mercado que encolhe com o uso de tecnologia preocupa os profissionais do setor.” Na coluna de Zínia Baeta, no Valor Econômico.

A queda dos juros e os recursos do pré-sal trazem importante efeito sobre a trajetória da relação dívida/PIB”. Na coluna de Claudia Safatle, no Valor Econômico.

O Brasil precisa se preparar para o uso racional dos recursos do pré-sal e impedir que essa bênção se transforme em maldição”. Na coluna de Carlos von Doelinger, no Valor Econômico.

Governo precisará de mais foco para tocar pauta econômica”. Na capa do O Globo.

Relatório recente divulgado pelo Ministério da Economia traz em números o que já desconfiávamos: o Estado brasileiro tem o dom da ubiquidade. São 637 participações diretas ou indiretas da União, em todo tipo de atividade econômica. Na coluna de Elena Landau, no Estadão.

Redes sociais

“Facebook News, enfim, vai começar a pagar por notícia. Nova aba será lançada nesta sexta, com Mark Zuckerberg ao lado de executivo do WSJ”. Na coluna de Nelson de Sá, na Folha.

Queiroz

“Bolsonaristas denunciam bolsonarismo. Novo caso Queiroz leva mais gente do PSL a sugerir que há podres no governismo”. Na coluna de Vinícius Torres Freire, na Folha.

Política

“Mundo político refaz as contas com possível libertação de Lula. Dirigentes partidários temem que discurso de centro seja engolido por radicalização”. Na coluna de Bruno Boghossian, na Folha.

Suspeição de Sergio Moro

“Suspeição de Sergio Moro deve ser julgada na segunda quinzena de novembro no STF. Debate, na visão de magistrados da corte, será menos conturbado caso Lula esteja solto até lá”. Na coluna de Mônica Bergamo, na Folha.

Mundo

“‘Vai pro Chile!’ É bom Dona Zelite ser bem criteriosa na hora de cortar alguns direitos e gastos A concentração de renda no Chile das contas arrumadas é obscena: dados da ONU de 2015 apontam que 0,1% da população detém 19,5% da renda. Caso se multiplique esse contingente por 10, chega-se ao 1% que detém 33%. Amplie-se o grupo para 5% dos chilenos, e lá se encontram 51,5% da renda.”. Na coluna de Reinaldo Azevedo, na Folha.

? Mercado:

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) tem queda de -0,52% a 106.986 pontos. Dólar tem alta de 0,30%, a R$ 4,05.

⏳ Destaque histórico:

“Em 25 de outubro de 1960, o pastor negro Martin Luther King é preso na Geórgia durante uma manifestação contra o racismo.” Na Barsa.

 

(Anexo 6 publica diariamente a sinopse da grande mídia impressa, com foco nas manchetes, nos editoriais e nos destaques de capa)

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


    Inscreva-se
    Notifique-me de
    guest
    0 Comentários
    Inline Feedbacks
    View all comments