Investigações sobre Caixa 2 seguem para Justiça Eleitoral, decide STF. Assunto é destaque na Grande Mídia.

Plenário do STF: Crédito da foto: Nelson Jr./SCO/STF

O STF decidiu, nesta quinta-feira, 14, que as investigações envolvendo Caixa 2 devem seguir para a Justiça Eleitoral. A deliberação do Supremo contraria vontade dos procuradores que compõem a Lava Jato. A notícia é destaque das manchetes de capa dos principais jornais do país. Ontem, ainda, o presidente do Supremo, ministro Dias Toffoli, decidiu abrir investigação sobre ataques que vêm sendo feitos, nas redes sociais, contra o tribunal. Envolvidos com a morte da vereadora Marielle Franco, do Rio, serão, agora, também investigados por tráfico internacional de armas. Polícia desconfia de um terceiro envolvido na chacina da escola estadual de Suzano. Trump sofre sua pior derrota no Senado, apesar de maioria republicana, que rejeitou o Estado de Emergência decretado por ele para construir o muro na fronteira com o México.

📰 Birô de Imprensa – Ano 2 – Número 125

🖋Edição: Sérgio Botêlho

📅 A 291 dias do fim do ano de 2019, hoje é sexta-feira, 15 de março de 2019, 74º dia do ano.

🌩 Livre pensar: Parafraseando Vinícius: a política é a arte do encontro, embora haja tantos desencontros na política. (SB)

📊 Mercado: Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou a quinta-feira, 14, em baixa de -0,30%, a 98.605 pontos. O dólar também fechou em alta a 0,89%, a R$3,85, e o euro também em alta de 0,58%, a R$4,35.

💲Economia:

“Continuação e inovação no BC. Transformar o real em moeda conversível, negociada e usada muito mais amplamente, é a meta mais ambiciosa anunciada pelo presidente do Banco Central.” Editorial do Estadão.

💲Economia:

“Desfecho positivo. Espera-se que cadastro de bons pagadores, com novas regras, seja capaz de elevar a competição no sistema financeiro.” Editorial da Folha.

🇧🇷 Governo federal:

“Arriscados acenos de mudanças na política externa. Teses do novo chanceler afrontam o pragmatismo e o multilateralismo com que o Itamaraty precisa agir.” Editorial do O Globo.

🌐Internacional:

“Trump sofre derrota histórica no Congresso. A exemplo da Câmara dos Deputados, o Senado derrubou a declaração de emergência expedida pelo presidente Donald Trump, que, na prática, visava suplantar o Parlamento a fim de obter recursos para construir muro na fronteira com o México. É a primeira vez na História que o Congresso americano rejeita a medida.” Na capa do O Globo.

🌐Internacional:

“rasil e EUA farão parceria estratégica. Os EUA darão ao Brasil status de aliado preferencial na visita de Jair Bolsonaro a Washington. Isso significa que o País terá prioridade em cooperação na Defesa. A medida deve facilitar a transferência de tecnologia.” Na capa do Estadão.

🌐Internacional:

“Derrotas de May. Primeira-ministra entrou em terreno incógnito após ter seu plano de saída negociada da UE rejeitado pela 2ª vez.” Editorial da Folha.

🌐Internacional:

“Ataque transmitido pelo Facebook em mesquitas na Nova Zelândia deixa 49 mortos. Polícia prendeu três homens e uma mulher; massacre em Christchurch ainda tem 48 feridos.” Na Folha.

🌐Internacional:

“Tramitação do Brexit no Legislativo confirma dificuldades do projeto. Depois de sucessivas derrotas de May, pode-se abrir mais espaço para tentativa de acerto com a UE. Editorial do O Globo.

🕵Investigações:

“MP denuncia 12 por fraude de R$ 1,8 bi no BNDES. O Ministério Público Federal acusa 12 pessoas que estão sob suspeita de fraude de R$ 1,86 bilhão no BNDES de 2007 a 2011, nos governos de Lula e Dilma. Entre os citados estão os ex-ministros Guido Mantega e Antonio Palocci, o ex-presidente do banco Luciano Coutinho e o empresário Joesley Batista. Na capa do O Globo.

🕵Investigações:

“Investigado um 3° envolvido no ataque em Suzano. A Polícia Civil de São Paulo pediu a apreensão de um adolescente de 17 anos que é suspeito de ter ajudado a planejar o massacre na Escola Professor Raul Brasil, em Suzano, na Grande São Paulo, com a morte de dez pessoas. Ele, que já foi ouvido como testemunha, estudou no colégio e era amigo de Guilherme Taucci Monteiro, um dos autores do atentado. Mais de dez mil pessoas compareceram ao velório coletivo das vítimas do ataque, realizado em um ginásio esportivo da cidade sob clima de incredulidade.” Na capa do O Globo.

🕵Investigações:

“MP investiga se ‘rede de ódio’ incentivou massacre. O Ministério Público investiga se um grupo dedicado a espalhar ódio, que atua nas “profundezas” da internet, participou da preparação do ataque à Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano. Os promotores querem saber se os membros de um fórum na “darkweb” incentivaram Luiz Henrique de Castro e o menor G.T.M. a praticar o crime e se deram dicas de onde conseguir as armas usadas. Esses grupos existem há pelo menos uma década no País e são dedicados a distribuir pornografia infantil e a propagar ideias racistas, homofóbicas e misóginas – eles chegam a fazer ameaças de “terrorismo doméstico”. A polícia pediu ontem a apreensão de um adolescente de 17 anos, suspeito de ser o terceiro envolvido.” Na capa do Estadão.

🕵Investigações:

“Para especialistas, reforçar segurança não evita ataques. Catracas, câmeras e alarmes podem ser úteis para melhorar a segurança nas escolas, mas canais de denúncia, protocolos e mediação de conflitos são ferramentas mais eficientes, segundo pesquisadores.” Na capa da Folha.

🕵Investigações:

“Algoz agora é investigado por tráfico de armas. Suspeito de matar Marielle, Ronnie Lessa confessa ser dono de 117 fuzis apreendidos. Acusado de matar a vereadora Marielle Franco, o PM reformado Ronnie Lessa é suspeito de ser um dos principais traficantes de armas do Rio. Segundo a polícia, Lessa confessou ser o dono dos 117 fuzis desmontados apreendidos na casa de um amigo. Ontem, dia em que a execução de Marielle e seu motorista completou um ano, houve homenagens pelo país.” Na capa do O Globo.

🕵Investigações:

“Atos lembram um ano da morte de Marielle. Manifestações ocorreram no Rio e em SP. Ato na Câmara em homenagem à vereadora foi interrompido por deputados.” Na Folha.

🕵Investigações:

“Pirataria e contrabando. O volume de dinheiro perdido para o crime organizado mostra que o País perde a guerra contra os corsários modernos.” Editorial do Estadão.

⚖️Justiça:

“Crimes ligados a caixa 2 irão para a Justiça Eleitoral. Por 6 a 5, STF decide que competência é do ramo especializado. O STF decidiu, por 6 a 5, que o julgamento de crimes como corrupção e lavagem de dinheiro quando ligados à prática de caixa dois deverão ser julgados pela Justiça Eleitoral. Advogados poderão pedir a nulidade de casos que estão na Justiça comum. Para o procurador Deltan Dallagnol, da Lava-Jato, a decisão “começa a fechar a janela de combate à corrupção”. O voto de Minerva foi dado pelo presidente do STF, Dias Toffoli, que abriu inquérito sobre declarações de procuradores consideradas por ele ofensivas à Corte.” Manchete de capa do O Globo.

⚖️Justiça:

“Corrupção com caixa 2 ficará na Justiça Eleitoral. Procuradores veem ‘golpe na Lava Jato’ e temem que processos prescrevam ou decisões sejam anuladas.” Manchete de capa do Estadão.

⚖️Justiça:

“Voto dos ministros. Se os cidadãos querem maior combate à corrupção, como demonstrado nas eleições e no apoio à Lava Jato, não devem ter saído satisfeitos ontem.” Na capa do Estadão.

⚖️Justiça:

“Inquérito de Toffoli mira procuradores e auditores. Em reação a ataques em redes sociais e críticas de procuradores, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, anunciou a abertura de inquérito para apurar ofensas à Corte e a seus integrantes. Entre os alvos da investigação estão integrantes da Lava Jato, como o coordenador da força-tarefa, Deltan Dallagnol, além de auditores da Receita Federal.” No Estadão. “Ameaças e fake news levam Toffoli a abrir inquérito.” Na Folha.

⚖️Justiça:

“Supõe-se que, após reação do Estado e do STF, outras vítimas deem um basta nas fake news.” Chamada de capa para a coluna de Eliane Catanhêde, no Estadão.

Política:

“Governadores aprendem rápido. Enquanto o presidente Jair Bolsonaro patina na articulação política, os governadores João Doria e Wilson Witzel cumprem cartilha de tragédias e sonham com o Planalto.” Na coluna de Daniela Lima, na Folha.

📦 Previdência:

“Previdência: proposta de militares custará R$ 10 bi. A proposta do Ministério da Defesa para a reforma da Previdência dos militares inclui uma reestruturação na carreira da categoria com aumento de gratificações, bônus e criação de um novo posto. O custo extra fica em tomo de R$ 10 bilhões por dez anos. A partir de 2029, militares teriam um sistema superavitário. Proposta agora será avaliada no Ministério da Economia.” Na capa do Estadão.

📦 Previdência:

“Começam os debates da reforma da Previdência. Projeto não terá vida fácil no Congresso.” Chamada de capa para a coluna de Celso Ming, no Estadão.

Destaque histórico:

“Em 15 de março de 44 a.C., Júlio César, ditador da República Romana, é esfaqueado até a morte por Marco Júnio Bruto, Caio Cássio Longino, Décimo Júnio Bruto Albino e vários outros senadores romanos nos Idos de março.” Na Wikipedia.

👴Sextilha:

Tem muita coisa na vida

Que a gente pode, e não faz,

Ou por conta da indolência

Ou porque não foi capaz.

É ruim a chance perdida

Que o tempo leva e não traz.

(SB)

👍Positivo:

“Técnica para descontaminar órgãos pode acelerar filas de transplantes no Brasil.” Jornal da Record.

👎Negativo:

Mudanças climáticas podem fazer desaparecer vários alimentos. No portal da BBC Brasil.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notifique-me de
Fechar Menu