Governo e STF em decisões e posicionamentos que influenciam a economia nacional são os destaques das manchetes de capa dos grandes jornais.

Crédito da foto: Agência BrasilGoverno e STF em decisões e posicionamentos que influenciam a economia nacional são os destaques das manchetes de capa dos grandes jornais. “Bolsonaro: economia com reforma pode ser de R$ 800 bi”, reproduz a do O Globo. “Bolsonaro admite tirar Coaf da Justiça contra vontade de Moro; órgão voltaria para a pasta da Economia”, adianta a do Estadão. “STF amplia subsídio à Zona Franca em até R$ 16 bi ao ano”, noticia a da Folha. “Nova Lei de Licitações {em negociação} exclui preferência a empresa local”, conta a do Valor Econômico.

📰 Birô de Imprensa – Ano 2 – Número 167

🖋Edição: Sérgio Botêlho

📅 A 249 dias do fim do ano de 2019, hoje é sexta-feira, 26 de abril de 2019, 116º dia do ano.

📊 Mercado: Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou em alta de 1,41%, a 96.386 pontos. O dólar terminou o dia em baixa de -0,75, a R$3,96. Já o euro fechou também em baixa de -0,97%, R$4,40.

🎨 Arte e cultura:

“Secretários de São Paulo e Rio propõem audiência com ministro para rever Lei de Incentivo à Cultura.” No O Globo.

📜 Denúncias:

“Carlos Bolsonaro empregou idosa que nega ter trabalhado para vereador. Gabinete diz que irmã de militar entregava mala direta.” Na Folha.

💲Economia:

“Petrobras aprova mudança no estatuto e permite venda de subsidiárias sem aval de acionistas.” No O Globo.

💲Economia:

““STF amplia subsídio à Zona Franca em até R$ 16 bi ao ano. Com a decisão, empresas terão crédito fiscal mesmo sem ter pago imposto.” Manchete de capa da Folha. “Benesse do STF custará R$ 16 bilhões por ano aos cofres públicos.” Na coluna de Miriam Leitão, no O Globo.

💲Economia:

“Subsídio à Zona Franca crescerá, em 5 anos, R$ 49 bi. O STF decidiu que as empresas de fora da Zona Franca de Manaus podem abater de seus tributos crédito de IPI na compra de insumos isentos produzidos no polo industrial do AM. A Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional estima que o impacto seja de pelo menos R$ 49,7 bilhões em 5 anos. Apesar de a medida ser defendida pelo governo do AM, especialistas dizem que, a longo prazo, a decisão pode ser prejudicial à Zona Franca.” Na capa do Estadão.

💲Economia:

“Nova Lei de Licitações exclui preferência a empresa local. O governo Jair Bolsonaro e parlamentares articulam mudanças de última hora no projeto da nova Lei de Licitações, aprovado em comissão especial no fim do ano passado. A principal mudança prevista pela equipe econômica é a retirada da margem de preferência para fornecedores nacionais.” Manchete de capa do Valor Econômico.

💲Economia:

“Sustos em dólar. Alta da divisa decorre, em boa parte, de fatores externos, mas gera custos.” Editorial da Folha.

💲Economia:

“Passagens aéreas sobem com a crise da Avianca. A crise da Avianca, que está em recuperação judicial desde dezembro e já cancelou mais de 1.500 voos, provocou uma escalada de preços nas rotas operadas pela companhia. Em média, uma viagem do Rio para Brasília, a partir do aeroporto do Galeão, teve alta de 114% de abril do ano passado até agora.” Na capa do O Globo.

💲Economia:

“Sobre a desestatização de setores da economia não há o que discutir, porque o Estado nem deveria ter passado por lá.” Na coluna de Elena Landau, no Estadão.

💲Economia:

“Mais competição. Ex-diretor do BC, Reinaldo Le Grazie diz que o setor de meios de pagamento está supercompetitivo e vê o crédito como a nova fronteira da concorrência, fomentada por novas tecnologias.” Na capa do Valor Econômico.

👨‍🎓Educação:

“Bolsonaro critica e ministro da Educação fala em tirar dinheiro público de escolas do MST.” No O Globo.

👨‍🎓Educação:

“Sem fundo. Três em cada 5 alunos não pagam o Fies. O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), programa de crédito do MEC para graduação em faculdades privadas, tem 59% dos 899 mil contratos com pagamento em atraso. A dívida acumulada já supera R$ 13 bilhões, recorde na história do fundo. O governo anunciou plano de refinanciamento inédito.” Na capa do O Globo.

👨‍🎓Educação:

“Gráfica que ficou em 2º lugar em concorrência deve imprimir Enem”. Na capa da Folha.

🏛 Governo:

“Bolsonaro: economia com reforma pode ser de R$ 800 bi. Fala do presidente preocupa área técnica do governo por criar piso para mudanças.” Manchete de capa do O Globo.

🏛 Governo:

“Presidente diz que, sem a reforma, ‘será o caos’. O presidente Jair Bolsonaro disse ontem de manhã que o ministro Paulo Guedes (Economia) aceita uma economia de R$ 800 bilhões em dez anos com a reforma da Previdência e fez um apelo pela sua aprovação: “O navio está no rumo da reforma. Se não der certo, o caos vai se instalar porque ninguém mais vai confiar no Brasil”. À tarde, porém, recuou ao dizer que não existe um valor mínimo e que Guedes fala de uma economia em torno de R$ 1,1 trilhão. “Eu gostaria que a nossa proposta saísse na ponta da linha como entrou. Mas nós sabemos, até pela minha experiência de sete legislaturas, que haverá mudanças. Agora, não existe um dado mínimo”, disse. Para o presidente, “a bola está com o Parlamento”. Sem detalhar a estratégia no Congresso, Bolsonaro apenas disse que o governo fará um mapeamento da posição dos parlamentares.” Na capa do Estadão.

🏛 Governo:

“’Sem reforma, viramos Argentina’. O presidente Jair Bolsonaro disse ontem que a reforma da Previdência terá de proporcionar, no mínimo, uma economia de R$ 800 bilhões em dez anos. Abaixo disso, segundo ele, o país poderá se transformar na Argentina, onde a crise produziu o risco do retorno da ex-presidente Cristina Kirchner.” Na capa da Folha.

🏛 Governo:

“Bolsonaro admite tirar Coaf da Justiça contra vontade de Moro. Órgão voltaria para a pasta da Economia em troca de aprovação no Congresso da reforma administrativa.” Manchete de capa do Estadão.

🏛 Governo:

“Bolsonaro veta campanha publicitária do Banco do Brasil marcada pela diversidade. Diretor de Comunicação e Marketing do banco, Delano Valentim, deixou o cargo.” No O Globo.

🏛 Governo:

“Publicidade do BB sai do ar por ordem do Planalto. Campanha do Banco do Brasil sobre o serviço de abertura de conta corrente, voltada para jovens, foi retirada do ar por recomendação de Jair Bolsonaro. Diretor de Comunicação e Marketing do banco, Delano Valentim deixou o cargo.” Na capa do Estadão.

🏛 Governo:

“Bolsonaro e o desabafo do general Paulo Chagas. Tuitada do jovem vereador do Rio não pode desestabilizar o País; o presidente tem de tomar uma atitude.” No Estadão.

🏛 Governo:

“As confusões cobram a conta. Pesquisa mostra que, aparentemente, a paciência dos brasileiros com Bolsonaro está acabando, e mais rapidamente do que aconteceu com os antecessores.” Editorial do Estadão.

🏛 Governo:

“Os radares e a nova CNH. Tal como foram expostas, as ideias de Jair Bolsonaro para o trânsito brasileiro aproximam-se de medidas eminentemente populistas.” Editorial do Estadão.

🏛 Governo:

“Integrantes do Exército dizem que Forças não vão responder ataques de Olavo a generais que estão no governo.” Na Folha.

🏛 Governo:

“Entrevista Roberto Castello Branco. Presidente da Petrobrás. ‘Não dá para bancar o machão’. Duas semanas após o recuo no reajuste do diesel, a pedido do presidente Jair Bolsonaro, Roberto Castello Branco diz que a estatal não deve subsidiar o preço do produto, mas não poderia “desconsiderar os riscos” de uma greve dos caminhoneiros: “Eu poderia ter dito não, que a Petrobrás é independente (…). Mas este tipo de atitude não é construtivo. Não dá para bancar ser o machão”.” Na capa do Estadão.

🏛 Governo:

“Venda dos Correios. Jair Bolsonaro disse ter dado sinal verde para estudos visando à venda da estatal, que tem mais de 100 mil funcionários e acumula prejuízos.” Na capa do Estadão.

🏛 Governo:

“Presidente da ECT é contra a privatização. Contrariando opinião do presidente Jair Bolsonaro, o presidente dos Correios, Juarez Aparecido de Paula, deixou claro, em entrevista ao Valor, que é contrário à privatização da estatal.” Na capa do Valor Econômico.

🏛 Governo:

“É um espanto a pesquisa CNI-Ibope apontar Educação e Meio Ambiente entre as áreas que vão bem no governo.” Na coluna de Eliane Catanhêde, no Estadão.

“Levy, do BNDES, vê momento de ‘expectativa’. O presidente do BNDES, Joaquim Levy, disse ao Valor que o desempenho do banco no primeiro trimestre reflete momento de expectativa da economia. “As empresas ainda estão aguardando para tomar decisões”.” Na capa do Valor Econômico.

🌐Internacional:

“Ucrânia confirma tendência de eleitorado buscar outsiders. Degradação da vida pública ajuda a eleger gente de fora do ramo, mas sem eficiência e ética, nada feito.” Editorial do O Globo.

🌐Internacional:

“Brasil lidera ranking da OCDE de violência contra professores.” Na capa da Folha.

🌐Internacional:

“PIB e comércio fracos forçam BCs a desistir de alta do juro. Uma inesperada contração da economia da Coreia do Sul, de 0,3% no primeiro trimestre em relação ao trimestre anterior, reacendeu os temores quanto ao crescimento da economia mundial.” Na capa do Valor Econômico.

🕵Investigações:

“PGR pede 22 anos de prisão, além de cassação de Collor. A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu ao STF que o senador Fernando Collor seja condenado a 22 anos, oito meses e 20 dias de prisão por ter recebido R$ 9,6 milhões em propina sem contratos da BR Distribuidora, entre 2010 e 2014, segundo a acusação. Ela quer a cassação do mandato.” Na capa do O Globo.

⚖️Justiça:

“O irrealismo do MP paulista. Procuradoria-Geral de Justiça pede a criação de 400 cargos de promotores no MPE.” Editorial do Estadão.

⚖️Justiça:

“Dodge faz chamado contra inquérito do STF sobre fake News. A procuradora-geral da República convocou membros do Ministério Público a se unirem ao entendimento da PGR de que deve ser arquivado o inquérito aberto pelo Supremo para apurar fake News e ofensas aos ministros.” Na capa da Folha.

⚖️Justiça:

“Cortes supremas sofrem ataques em vários países. É essencial, porém, que se busque compreender os fatores institucionais e dinâmicas específicas do caso brasileiro, que deixaram nossa Suprema Corte numa posição de enorme vulnerabilidade.” Na coluna de Oscar Vilhena Vieira.

⚖️Justiça:

“Lewandowski veta outros veículos em entrevista de Lula. O ministro do Supremo Tribunal Federal desautorizou orientação da Polícia Federal e decidiu que a entrevista que o ex-presidente deve conceder hoje, na prisão em Curitiba, só poderá ter jornalistas da Folha e do El País.” Na capa da Folha.

💼 👴 Política e Previdência:

“’O presidente, cada vez que fala, ele desidrata a reforma. Se ele não falar até o final da votação, ele vai ajudar um bocado’”. Do presidente da Comissão Especial da Reforma da Previdência, no Estadão.

💼 👴 Política e Previdência:

“’Minha antipatia por esse governo é menor do que a responsabilidade’, diz presidente da comissão especial”. No O Globo.

💼 👴 Política e Previdência:

“’Se a economia com a reforma da Previdência cair abaixo de R$ 800 bi, Brasil ficará como Argentina’, diz Bolsonaro.” No O Globo.

💼 👴 Política e Previdência:

“Governo precisa se organizar para aprovar a reforma. Há muitas incertezas, e uma das maiores é se o governo hostilizará forças políticas que podem votar a seu favor.” Editorial do Valor Econômico.

💼 👴 Política e Previdência:

“Maia trata Previdência como assunto de Estado, e não de governo.” Na coluna de Merval Pereira.

💼 👴 Política e Previdência:

“Desemprego pressiona em favor de reformas. A da Previdência é básica para destravar a economia, mas o custo do emprego precisa ser enfrentado.” Editorial do O Globo.

💼 👴 Política e Previdência:

“Governo abre parte de dados em sigilo da reforma e anuncia economia maior com PEC.” Na Folha.

💼 👴 Política e Previdência:

“A escolha de Samuel Moreira (PSDB-SP) para a relatoria da reforma da Previdência na Câmara provocou desconforto em ala do partido. Ele foi chefe da Casa Civil de São Paulo na gestão Geraldo Alckmin. O ex-presidenciável, que deixa em breve a direção do PSDB, era contra o embarque da sigla na empreitada.” Na Folha.

💼 👴 Política e Previdência:

“Relatoria da Previdência desagrada ao Centrão. A definição do nome do deputado Samuel Moreira (PSDB-SP) (na foto, abaixo, à dir.) para a relatoria da reforma da Previdência na Comissão Especial contrariou lideranças do Centrão. O presidente da comissão será o deputado Marcelo Ramos (PR-AM), que já foi do PCdoB e hoje se define como um ‘liberal de centro’.” Na capa do Estadão.

💼 👴 Política e Previdência:

“Emenda tem margem para concessões. A retirada de dois pontos da reforma da Previdência que mais enfrentam resistências no Congresso reduziria em apenas R$ 101,2 bilhões a economia esperada em dez anos, de acordo com dados divulgados pela Secretaria Especial de Previdência e Trabalho.” Na capa do Valor Econômico.

👮 Segurança Pública:

“Mortes violentas têm queda em 20 estados no 1º trimestre. O número de homicídios e de mortes após roubo ou lesão caiu em 20 estados e no Distrito Federal no primeiro trimestre de 2019, em comparação com o mesmo período do ano anterior. O destaque foi o Ceará, que diminuiu em 56% suas vítimas. Os dados foram coletados com governos das unidades da Federação onde há dados disponíveis — em todas houve redução. Para analistas, confirma-se a tendência de queda de crimes violentos em curso desde o ano passado.” Na capa da Folha.

👥 Social:

“Preocupa a revelação de que o governo bloqueia há mais de um ano a divulgação do 3º Levantamento Nacional Domiciliar sobre o Uso de Drogas, completado em 2016 pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) —uma entidade da estrutura federal.” Editorial da Folha.

👥 Social:

“Índios pressionam Congresso. Líderes indígenas que estão em Brasília receberam apoio do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, para que Funai volte à esfera do Ministério da Justiça.” Na capa do O Globo.

😱 Tragédia:

“Muzema simboliza a omissão de nossos podres poderes.” Na coluna de Ruth de Aquino, no O Globo.

Destaque histórico:

“Em 26 de abril de 1986, o reator número quatro do complexo nuclear de Chernobil, na Ucrânia (URSS), explode. A nuvem radioativa afetou países vizinhos, provocou 31 mortes no primeiro dia, contaminou 10 mil quilômetros quadrados e atingiu com as radiações 600 mil pessoas.” No portal Terra.

👍Positivo:

“STJ autoriza continuidade das obras de transposição do São Francisco. João Otávio de Noronha, presidente do órgão, suspendeu decisão da Justiça Federal que impedia continuidade da construção do último trecho da obra.” Na BBC Brasil.

👎Negativo:

“Brasil liderou desmatamento de florestas primárias no mundo em 2018, mostra relatório.” Na BBC Brasil.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notifique-me de
Fechar Menu