Governo, estados, política, economia e reformas são os destaques das manchetes dos grandes jornais

Crédito da foto: José Cruz/Agência BrasilManchetes dos jornais da grande mídia focam em ações do governo, no quadro político e na economia. “Governo mudará lei para repartir com os estados R$ 100 bi do pré-sal”, informa O Globo.  “Esperança na economia do Brasil piora depois da posse”, comenta a Folha, a partir do DataFolha. “Indústria tem a menor fatia do PIB em mais de 70 anos”, aponta o Estadão. “Reforma tributária pode tornar-se ‘agenda positiva’. Câmara deve discutir texto inspirado em estudos do Centro de Cidadania Fiscal (CCiF),” avalia o Valor Econômico. Dia decisivo para o MEC: senador do PSDB é cotado para substituir Velez.

? Birô de Imprensa – Ano 2 – Número 149

?Edição: Sérgio Botêlho

? A 267 dias do fim do ano de 2019, hoje é segunda-feira, 08 de abril de 2019, 98º dia do ano.

? Editorial:

? Mercado: Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) reabre nesta segunda-feira, 08, após o fim de semana.

?️ Cidades:

“Ato na Avenida Paulista une artistas contra cortes na cultura do Estado de São Paulo.” No Estadão.

? Denúncias:

“Militares fuzilam carro com crianças e matam músico. Militares dispararam mais de 80 tiros de fuzil contra um carro onde havia crianças, na tarde de ontem na Zona Norte do Rio, segundo a Polícia Civil, matando o músico Evaldo Rosa, de 51 anos. Seu sogro ficou ferido. O Exército alegou que os homens eram criminosos e abriram fogo, o que a família nega.” Na capa do O Globo.

?Economia:

“Indústria tem a menor fatia do PIB em mais de 70 anos. Em 2018, setor registrou a mais baixa participação desde o início da série histórica, e não há sinais de reversão.” Manchete de capa do Estadão.

?Economia:

“Esperança na economia do Brasil piora depois da posse. Otimismo da população em relação à situação do país e ao próprio bolso recua, mostra Datafolha.” Manchete de capa da Folha.

?Economia:

“Ainda a conta do PT. Nas mãos do PT, o BNDES torrou dinheiro público em projetos sem relevância para o interesse nacional.” Editorial do Estadão.

?Economia:

“O peso da burocracia. Estudo da Fiesp mostra que a indústria gasta 1,2% do que fatura para preparar e pagar tributos – uma despesa de R$ 37 bilhões em 2018. O setor quer usar a reforma tributária para reduzir esse custo e mudar prazos de recolhimento.” Na capa do Estadão.

?Economia:

“Ibama libera leilão da ANP em ‘área sensível’.” Na capa do Estadão.

?Economia:

“Nova regra faz varejo suspender promoções.” Na capa do Estadão.

?Economia:

“Tesouro reduz taxa de compra e venda de título que rende Selic.” Na capa da Folha.

?Economia:

“Reforma tributária pode tornar-se ‘agenda positiva’. De empecilho, a tramitação conjunta com as mudanças previdenciárias passou a ser o principal ativo da reforma tributária. Câmara deve discutir texto inspirado em estudos do Centro de Cidadania Fiscal (CCiF)”. Manchete de capa do Valor Econômico.

?Economia:

“Dívida do Rio é “impagável”, diz secretário. A dívida do Estado do Rio de Janeiro com a União é “impagável” e a situação só mudará, diz o secretário de Fazenda, Luiz Cláudio Rodrigues de Carvalho, se a economia fluminense voltar a crescer de forma significativa e passar por transformações.” Na capa do Valor Econômico.

?Economia:

“Greves de terceirizados foram 70% do total. Trabalhadores terceirizados de serviços foram responsáveis por 70% das greves do setor privado no ano passado, quando as paralisações no país diminuíram 7%, segundo o Dieese.” Na capa do Valor Econômico.

?‍?Educação:

“UFRJ: Eleita 1a. reitora, Denise de Carvalho diz não haver motivo para Bolsonaro barrar sua nomeação.” Na capa do O Globo.

?‍?Educação:

“Dia decisivo para o MEC: senador do PSDB é cotado. Jair Bolsonaro voltou a dizer que decidirá hoje o destino do ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, que pode deixar o cargo. Entre os cotados para substituir Vélez, estão o senador Izalci Lucas (PSDB-DF) e o presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Anderson Ribeiro Correia.” Na capa do Estadão.

? Governo:

“’Geisel não foi eleito, eu fui’, diz Mourão, aplaudido de pé em Harvard. Vice-presidente diz que Forças Armadas sairão desgastadas se governo ‘errar demais’”. No Estadão.

? Governo:

“Governo mudará lei para repartir com os estados R$ 100 bi do pré-sal. Proposta que vai ao Congresso exclui recursos do teto de gastos. Fundo Social também será dividido.” Manchete de capa do O Globo.

? Governo:

“Bolsonaro tem a pior avaliação em 1° mandato. Pesquisa do Datafolha mostra que 30% dos brasileiros consideram o governo ruim ou péssimo, e 32%, ótimo ou bom. É a pior avaliação de início de mandato desde Collor. Ao comentar seus primeiros 100 dias, Bolsonaro disse não haver “tanta notícia ruim’.” Na capa do O Globo.

? Governo:

“Bolsonaro exibe gráfico da pesquisa dos cem dias e ironiza comparação com Dilma e Lula.” Na capa da Folha.

? Governo:

“Militar em cargo de governo tem apoio de 60% no país. Pesquisa Datafolha aponta que 60% dos entrevistados consideram positiva para o país a atuação de militares em cargos no governo Jair Bolsonaro, ante 36% que julgam o fato negativo.” Na capa da Folha.

? Governo:

“Presidente não cumpriu até agora maioria das metas. O Palácio do Planalto estabeleceu 35 objetivos para os primeiros cem dias. Segundo levantamento feito pela Folha, 20% das metas não têm previsão de serem alcançadas. No restante, 34% já foram realizadas e anunciadas, e 46% estão em fase final e têm chance de serem cumpridas até quarta-feira.” Na capa da Folha.

?Internacional:

“Theresa May defende pacto com oposição como única saída para o Brexit.” No Estadão.

?Internacional:

“Eleiçao em Israel ignora conflito com palestinos. A guinada à direita na política de Israel fez com que o acordo de paz com a Palestina, antes prioritário, ficasse ausente da campanha, relata o enviado especial Marcelo Ninio. Israelenses vão às urnas amanhã, em pleito que opõe o premier Benjamin Netanyahu e o ex-comandante do Exército Benny Gantz.” Na capa do O Globo.

?Internacional:

“Grã-Bretanha já paga há algum tempo um alto preço pelo Brexit. Desde junho de 2016, US$ 1 trilhão em ativos financeiros saiu de Londres para cidades da UE.” Editorial do O Globo.

?Internacional:

“Falta pressionar a Bolívia por um acordo antidrogas. Brasil é hoje a grande plataforma de exportação para cocaína produzida no país vizinho.” Editorial do O Globo.

?Internacional:

“Cisjordânia gera críticas a Netanyahu. Autoridades palestinas e grupos moderados de Israel criticaram ontem a promessa do premiê israelense Binyamin Netanyahu de anexar partes da Cisjordânia, se reeleito. A declaração despertou preocupações sobre a cooperação existente na região.” Na capa do Estadão.

?Internacional:

“China espera sinais positivos em encontro com Mourão. Expectativa em Pequim é de os países voltarem à normalidade na relação bilateral, a despeito de declarações polêmicas de Bolsonaro.” Na capa do Valor Econômico.

?Internacional:

“Juro baixo de BCs favorece emergentes. As incertezas sobre o ritmo de crescimento da economia global ainda não são suficientes para tirar a atratividade de mercados emergentes, que continuam sendo beneficiados pela política de juros historicamente baixos adotada pelos bancos centrais dos países ricos.” Na capa do Valor Econômico.

?Internacional:

“Sudeste Asiático é o novo alvo para carnes. Os países do Sudeste Asiático representam a nova fronteira a ser explorada pelos exportadores de carnes. Segundo estudo da consultoria alemã Roland Berger, a que o Valor teve acesso, o consumo na região – formada por 12 países principais – já responde por 8% do total mundial.” Na capa do Valor Econômico.

?Internacional:

“Empresários argentinos se frustram com Macri. Setor produtivo se vê asfixiado pela taxa de juros proibitiva para crédito e também pela inflação, que paralisou as vendas.” Editorial do Valor Econômico.

⚖️Justiça:

“TRF-2 pode mandar cúpula do bicho para cadeia amanhã. Condenados em 1ª instância a 47 anos de cadeia, os bicheiros Anísio e Capitão Guimarães vão a novo julgamento amanhã, no TRF-2. Em caso de confirmação unânime da sentença, os dois serão presos de imediato, após sete anos apresentando recursos. Eles respondem por formação de quadrilha e corrupção ativa.” Na capa do O Globo.

? Negócios:

“Desoneração de cigarro divide setor. A possibilidade de redução do IPI sobre cigarros, com o objetivo de desestimular o contrabando, pôs em campos opostos as gigantes do setor no país. Enquanto a Souza Cruz, fabricante de cigarros de preços menores, defende a desoneração, a Philip Morris é contrária à medida, que classifica como ‘simplista’.” Na capa do Valor Econômico.

?Política:

“Um ano preso. Com confusões, SP e Curitiba têm atos contra e pró-Lula.” Na capa do O Globo.

?Política:

“Constituição. Em 30 anos, mais de 21 mil emendas foram apresentadas.” Na capa do O Globo.

?Política:

“Saúde fará guia para ensinar parlamentares a gastar bem. O Ministério da Saúde fará um guia para orientar deputados e senadores na formulação de emendas no valor de R$ 5,3 bilhões para o setor, informa Lígia Formenti. A medida surge no momento em que o Congresso atua para ampliar poderes dos parlamentares na definição do Orçamento. A ideia é produzir até agosto uma lista de sugestões e evitar que Estados e municípios recebam recursos fora de suas prioridades.” Na capa do Estadão.

?Política:

“Planalto veta até presidente. O governo anulou mais da metade dos empenhos de gastos feitos por deputados e senadores. A medida atingiu indicações do próprio presidente.” Na capa do Estadão.

?Política:

“Estou além da polarização entre esquerda e direita. Tentam me rotular, e dizer que sou progressista nunca é suficiente. Minha visão é humanista, mas pragmática, e tenho compromisso com educação de qualidade. Não importa se a pauta é de ‘direita’ ou ‘esquerda’. Artigo da deputada Tabata Amaral (PDT-SP), que passa a escrever todas as segundas-feiras na Folha.

?Política:

“Ver o professor como inimigo foi um grande erro. Entrevista da 2a :: Fernando Holiday. O Escola sem Partido ficou estigmatizado por tratar o professor como inimigo, na autocrítica do vereador Fernando Holiday (DEM). “Muito se deve à comunicação equivocada pela direita”, diz um dos criadores da ideia e membro do Movimento Brasil Livre.” Na capa da Folha.

? ? Política e Previdência:

“Sob pressão, governo recua na capitalização e põe foco na reforma do regime atual da Previdência, o de repartição.” Na coluna de Cida Damasco, no Estadão.

? ? Política e Previdência:

“Reforma não é tudo ou nada. Embora acredite que a Previdência está ‘totalmente desequilibrada’, o senador José Serra (PSDB-SP) considera ‘exagero condicionar tudo ao destino da reforma’.” Na capa do Valor Econômico.

? Previdência:

“A bomba da dívida e a reforma. O governo central ficou no vermelho porque todo o excedente acumulado pelo Tesouro foi tragado pelo enorme buraco do INSS.” Editorial do Estadão.

? Previdência:

“A velha Previdência e o novo trabalho. As relações de trabalho atípicas crescem em detrimento do emprego tradicional. O País precisará se adaptar ao novo mundo do trabalho.” Editorial do Estadão.

? ?‍?  Protestos:

“Confusão entre apoiadores e críticos Lula marca atos em SP. Mulher é cercada e agredida por homens contrários a Lula; avenida Paulista foi palco de ato em defesa do ex-presidente, cuja prisão completou um ano, e de manifestação para apoiar a Operação Lava Jato e a condenação do petista.” Na capa da Folha.

? Saúde:

“Tuberculose resistente triplica em uma década. A taxa de incidência de tuberculose preocupa o governo – foram 73,2 mil registros em 2017 e o número de infecções que não respondem aos principais medicamentos triplicou em uma década, alcançando três casos por dia.” Na capa do Estadão.

? Segurança Pública:

“Fraude leva a mudança em cadastro de usuário de celular. Para evitar a habilitação de celulares em nomes de terceiros, operadoras que atuam no país serão obrigadas pela Anatel a mudar o sistema de cadastro de usuários. Hoje, é possível registrar um pré-pago no nome de qualquer um, basta ter seu CPF. Inocentes que têm dados usados por bandidos sofrem até prisão.” Na capa da Folha.

? Segurança Pública:

“Mortes demais. Poder público estimula, mais do que tolera, cultura de violência na polícia.” Editorial da Folha.

? Social:

“Para 94% dos brasileiros, receita de impostos deveria ser destinada aos pobres. Pesquisa da Oxfam e Datafolha foi realizada com 2 mil pessoas em fevereiro.” No O Globo.

? Social:

“Até 3% do IR podem ser destinados a doações para projetos sociais.” No O Globo.

Destaque histórico:

“08 de abril de 1942. Segunda Guerra Mundial: Cerco a Leningrado: as forças soviéticas abrem uma ligação ferroviária muito necessária para Leningrado.” Na Wikipedia.

?Positivo:

“História afro-brasileira nas escolas eleva autoestima de crianças. Conhecimento por meio da cultura melhora desempenho escolar e promove o respeito entre colegas.” No Estadão.

?Negativo:

“Santa Cruz. Um ano depois de ‘festa da milícia’, com 150 detidos no Rio, ninguém está preso. Atualmente milícia domina totalmente o bairro.” No G1.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


    Inscreva-se
    Notifique-me de
    guest
    0 Comentários
    Inline Feedbacks
    View all comments