Economia é o destaque das manchetes dos grandes jornais

Fatos relacionados com a economia são os destaques das manchetes dos jornais de grande imprensa. “Governo dá a estados 6 meses para mudar aposentadoria”, diz a manchete de capa do O Globo. “Licença ambiental mais flexível ganha urgência na Câmara”, contra a do Estadão. “Recuperação da renda per capita é a pior da história”, revela a da Folha Folha. “Com dólar a R$ 4, mercado se divide sobre ação do BC”, noticia a do Valor Econômico.

? Birô de Imprensa – Ano 2 – Número 166

?Edição: Sérgio Botêlho

? A 250 dias do fim do ano de 2019, hoje é quinta-feira, 25 de abril de 2019, 115º dia do ano.

? Mercado: Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) cai -0,95%, a 95.045 pontos, enquanto o dólar sobe 1,74%, a R$3,99, e o euro também sobe 1,21%, a R$4,45.

? Arte e cultura:

“Nova lei de incentivo. Mega exposições e musicais, os mais afetados.” Na capa do O Globo.

? Arte e cultura:

“Nova Rouanet deve encarecer projetos culturais. Novas regras da lei de incentivo foram formalizadas ontem. Apesar de setor esperar redução no número de projetos, exceções a museus e mostras farão com que as mudanças tenham menos impacto do que se pensava.” Na capa da Folha.

? Denúncias:

“Índios viram acionistas de ferrovia para denunciar empresa.” Na capa da Folha.

? Denúncias:

“Para pressionar a Rumo, índios compram ações. Cinco índios guarani mbya participaram da assembleia da Rumo, em Curitiba. Eles compraram ações da companhia para ter direito de participar da reunião e protestar contra os atrasos e pendências nas compensações a danos causados pela duplicação da ferrovia Itirapina-Cubatão, em São Paulo.” Na capa do
Valor Econômico.

?Economia:

“Petrobras agora quer termelétrica no Comperj. A estatal, que vinha negociando parceria com a chinesa CNPC para construir refinaria no Comperj, em Itaboraí, desistiu do empreendimento e agora quer no local uma termelétrica que utilizaria gás natural do pré-sal. Símbolo da corrupção na empresa, o projeto do complexo petroquímico já custou US$ 14 bilhões.” Na capa do O Globo.

?Economia:

“Dólar beira R$ 4, apesar de avanço da reforma. Mesmo após a aprovação da reforma da Previdência pela CCJ da Câmara, motivo de pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro na TV, o dólar fechou em R$ 3,99, a maior cotação desde 1.º de outubro. O movimento se deve a receio de desidratação da reforma e a incertezas no cenário externo.” Na capa do Estadão.

?Economia:

“País perde 43,2 mil empregos. Resultado de março surpreendeu negativamente. Somente o comércio varejista registrou o fechamento de 28,8 mil postos formais de trabalho.” Na capa do Estadão.

?Economia:

“Recuperação da renda per capita é a pior da história. Padrão de vida do brasileiro não se altera desde o fim da última recessão, em 2016; quadro pode se prolongar.” Manchete de capa da Folha.

?Economia:

“Um país atolado na incerteza. Desconfiança e cautela continuam sendo palavras de ordem nos mercados, enquanto se esperam os próximos lances da reforma da Previdência.” Editorial do Estadão.

?Economia:

“Com dólar a R$ 4, mercado se divide sobre ação do BC. A rápida escalada do dólar – que ontem fechou próximo de R$ 4,00 – aqueceu o debate sobre possível intervenção do Banco Central no mercado.” Manchete de capa do Valor Econômico.

? Governo:

“Governo dá a estados 6 meses para mudar aposentadoria. Deputados do centrão não querem arcar sozinhos com ônus de alterar regime de servidores. Na TV, Bolsonaro agradeceu à CCJ e a Rodrigo Maia.” Manchete de capa do O Globo.

? Governo:

“Salles nomeia PMs para cúpula do ICMBio. Três diretores do ICMBio que pediram exoneração e um quarto que foi demitido serão substituídos nos cargos por policiais militares de São Paulo. A decisão foi do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, que já havia escolhido outro PM para a presidência do instituto que cuida das áreas de conservação.” Na capa do O Globo.

? Governo:

“Sorriso para a câmera, ataque na rede. Contrariado com o presidente Bolsonaro, que mandou tirar de seu canal vídeo com críticas a militares, Carlos Bolsonaro refugiou-se no feriado num clube de tiro, de onde continuou a disparar contra o vice, sem atender ligações do pai. Ele reapareceu ontem no Rio.” Na capa do O Globo.

? Governo:

“Trapalhadas em família viram problema do país.” Na coluna de Miriam Leitão, no O Globo.

? Governo:

“A repetição das velhas práticas.” Na coluna de Bernardo Mello Franco, no O Globo.

? Governo:

“Disputa de poder com vice tem referência histórica.” Na coluna de Merval Pereira, no O Globo.

? Governo:

“Intrigas no ar. Em conversa com senadores e um deputado em viagem de Brasília para o Rio, há duas semanas, o presidente Jair Bolsonaro relatou problemas que vinha tendo com o vice, Hamilton Mourão. A impressão de passageiros daquela viagem, apelidada de “voo da queimação”, foi a de que Bolsonaro acha que Mourão se movimenta como uma espécie de presidente paralelo, interessado em holofotes.” Na capa do Estadão.

? Governo:

“Intrigas palacianas são tão velhas quanto palácios. Ataques contra Hamilton Mourão são, em última análise, luta pelo poder.” Na coluna de William Waack, no Estadão.

? Governo:

“Olavo de Carvalho diz ter virado ‘boi-de-piranha’ de Bolsonaro e ataca Mourão: ‘divisionista’”. No O Globo.

? Governo:

“O importante e o irrelevante. Fez bem o presidente ao desvincular-se do burburinho criado por Olavo de Carvalho.” Editorial do Estadão.

? Governo:

“Mourão segue ‘rotina’ apesar de tiroteio. O vice-presidente, Hamilton Mourão, não pretende mudar seu comportamento, apesar do ataque cerrado movido contra ele por Carlos Bolsonaro. Segundo pessoas ligadas ao vice, não há razões para que o protagonismo de Mourão – criticado por Carlos – deixe de existir.” Na capa do Valor Econômico.

? Governo:

“Com Bolsonaro, as crises nascem no próprio governo. Não é um presságio. Os resultados desse modo de governar foram até agora desastrosos e não será diferente no futuro.” Editorial do Valor Econômico.

?Internacional:

“Políticos peruanos agora temem OAS. Empreiteira brasileira vai fornecer informações sobre irregularidades em obras no país, informa o enviado Luiz Raatz. OAS reconheceu ter pago propinas.” Na capa do Estadão.

?Internacional:

“Turco naturalizado brasileiro é preso a pedido de Erdogan. Ali Sipahi está preso desde o dia 6, e o STF analisa o processo de extradição. A Turquia o acusa de integrar o Hizmet, organização considerada terrorista pelo presidente Erdogan. Para integrantes da comunidade turca, trata-se de perseguição.” Na capa da Folha.

?Internacional:

“Temor de novo calote reduz o apoio a Macri. Em meio à forte deterioração na confiança dos investidores na Argentina, que temem novo calote na dívida, cresce no país o debate sobre a possibilidade de o presidente Mauricio Macri não disputar a reeleição.” Na capa do Valor Econômico.

?Internacional:

“Confiança na Argentina cai e deixa Macri sob pressão. Risco-país atingiu o maior patamar do governo de Mauricio Macri, com temor de novo calote da dívida, e dólar continua subindo na Argentina. Pesquisa mostra que María Eugenia Vidal teria mais chances que o presidente nas eleições.” No Valor Econômico.

?Internacional:

“Partido Vox convulsiona o cenário político da direita na Espanha. O Vox, o partido ultranacionalista que irrompeu no cenário nacional no fim de 2018, transformou a correlação de forças políticas da Espanha.” No Valor Econômico.

?Internacional:

“Biden tem maior apoio entre os eleitores democratas. De acordo com a pesquisa Reuters/Ipsos, 24% votariam no ex-vice-presidente Joe Biden em relação aos demais 19 candidatos declarados e potenciais.” No Valor Econômico.

?Investigações:

“Delator cita R$ 24 mi a Paulo Preto em propina da marginal. Um ex-gerente da empreiteira Delta disse à Justiça ter pago cerca de R$ 24 milhões em propina ao ex-diretor da Dersa Paulo Vieira de Souza, o Paulo Preto, por obras de ampliação da marginal Tietê, em SP, na gestão José Serra (PSDB). A defesa de Paulo Preto não quis comentar.” Na capa da Folha.

⚖️Justiça:

“Sítio De Atibaia. Lula tem 8 dias para defesa; TRF-4 julga em seguida.” Na capa do O Globo.

⚖️Justiça:

“Cármen Lúcia suspende decisão que abria brecha para ‘cura gay’”. Na capa da Folha.

⚖️Justiça:

“8 a 0. O STJ se tornou a terceira instância – o segundo órgão colegiado – a condenar o ex-presidente Lula por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.” Editorial do Estadão.

? Lula:

“Sem perseguição. Não há como sustentar a ideia de que Lula é alvo de um processo de exceção.” Editorial da Folha.

? Meio Ambiente:

“Licença ambiental mais flexível ganha urgência na Câmara. Projeto que prevê fim da exigência de diversas licenças tem apoio de ministérios.” Na capa do Estadão.

? Negócios:

“Gerdau pretende ampliar lavra em Minas Gerais. A Gerdau pediu licença ambiental ao governo de Minas para uma nova lavra de minério de ferro em Itabirito, que vai abastecer sua usina de Ouro Branco. A unidade terá processamento a seco, sem o uso de barragem.” Na capa do Valor Econômico.

? Negócios:

“Oi quer reajuste de 114% para conselho. Está na pauta da assembleia de acionistas da Oi, que acontece amanhã, proposta para ampliar em 114% a remuneração dos membros do conselho de administração.” Na capa do Valor Econômico.

? ? Política e Previdência:

“Centrão terá maior peso em comissão da Previdência. Grupo responsável pela próxima fase da tramitação do projeto terá ao menos 21 deputados, de total de 49, do centrão. Ontem, Jair Bolsonaro agradeceu, em cadeia de rádio e TV, a Rodrigo Maia, presidente da Câmara, pela aprovação do texto em comissão.” Na capa da Folha.

? ? Política e Previdência:

“‘Espero que o atraso na CCJ sirva de lição’, diz Felipe Francischini”. No O Globo.

? ? Política e Previdência:

“Comissão Especial exigirá melhorias na articulação política. Passagem do projeto da reforma da Previdência pela CCJ mostra que persistem falhas no bloco governista.” Editorial do O Globo.

? ? Política e Previdência:

“A reforma se move. Proposta para a Previdência passa pela CCJ sem mudanças relevantes.” Editorial da Folha.

? Saúde:

“Aposta na saúde. Um grupo de investidores, liderados pelo empresário Horácio Lafer Piva, da Klabin, fez aporte na brain4care, startup criada pelo cientista Sergio Mascarenhas, que desenvolveu um dispositivo para medir a pressão intracraniana sem perfurações no crânio.” Na capa do Valor Econômico.

? Segurança Pública:

“Exército prende oficial por desvio de armas. Mais importante autoridade no controle de armas que circulam no Rio e no Espírito Santo, o tenente-coronel Alexandre de Almeida foi preso na terça-feira pelo Exército, acusado de montar esquema de desvio de armamento dentro do Serviço de Fiscalização de Produtos Controlados da 1ª Região Militar, que ele chefiava. O inquérito policial-militar investiga também se o oficial teria fornecido armas a milícias. Ele agia em conluio com o irmão, Rafael Felipe de Almeida, e com o Guerreiros Escola de Tiro e Comércio de Armas, de Serra (ES).” Na capa do O Globo.

? Segurança Pública:

“Redução da violência em estradas no feriado não estimula otimismo. Cai número de acidentes e de mortes na Semana Santa, mas nada está resolvido nesta questão.” Editorial do O Globo.

Destaque histórico:

“No dia 25 de abril de 1945, representantes de 47 países criam, na Conferência de San Francisco (EUA), a Organização das Nações Unidas (ONU). Ela foi resultado do esforço de visionários que buscavam a mundo capaz de resolver seus conflitos por outros caminhos que não o da guerra.” No portal Terra.

?Positivo:

“Polícia prende mais de 3 mil ladrões, assassinos, pedófilos e estupradores em todo o País.” Na Agência Estado.

?Negativo:

“Presídio em Goiás tem fuga de 24 detentos.” Agência Estado.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


    Inscreva-se
    Notifique-me de
    guest
    0 Comentários
    Inline Feedbacks
    View all comments