Temas ligados à economia dominam as manchetes dos grandes jornais

Temas ligados à economia dominam as manchetes dos grandes jornais. “Governo prevê arrecadação de R$ 1 tri com petróleo em 30 anos”, diz a do O Globo. “União será fiadora de até R$ 40 bilhões para Estados em crise”, adianta a do Estadão. “Indústria cai 1,3% e reforça desconfiança sobre crescimento”, revela a da Folha.

? Birô de Imprensa – Ano 2 – Número 175

?Edição: Sérgio Botêlho

? A 241 dias do fim do ano de 2019, hoje é sábado, 04 de maio de 2019, 124º dia do ano.

? Mercado: Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou a sexta-feira, 03, em alta de 0,5%, a 96.008 pontos. O dólar terminou o dia em alta de 0,23%, a R$3,94, enquanto o euro também fechou em alta de 0,48%, a R$4,40.

? Ciência:

“Computador transformou a atividade elétrica do córtex cerebral em sons. Já sabemos que é possível falar sem usar a boca.” Na coluna de Fernando Reinach, no Estadão.

?Economia:

“Governo prevê arrecadação de R$ 1 tri com petróleo em 30 anos. Promessa é partilhar 70% da receita com estados e municípios.” Manchete de capa do O Globo.

?Economia:

Indústria cai 1,3% e reforça desconfiança sobre crescimento. Com queda em quase todos os segmentos, a produção industrial caiu 1,3% em março, na comparação com fevereiro, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Em relação a março de 2018, a queda é de 6,1% —a maior desde a paralisação dos caminhoneiros.” Manchete de capa da Folha.

?Economia:

“Em queda. Com recuo de 1,3% em março, indústria tem pior resultado em 6 meses.” Na capa do O Globo.

?Economia:

“Ilusão de recuperação rápida dá lugar a uma nova expectativa.” Na coluna de Miriam Leitão, no O Globo.

?Economia:

“Preocupada, Fecomercio orienta lojistas a baixar preços no Dia das Mães.” Na capa da Foha.

?Economia:

“Petrobras aumenta preço do diesel em 2,5%, 15 dias após último reajuste.” Na capa da Folha.

?Economia:

“Enfim, metas para cortes dos bilionários incentivos fiscais. Intenção da equipe econômica de reduzir a pesada conta de subsídios deve levar à avaliação dessa ajuda.” Editorial do O Globo.

? Governo:

“Com anúncio de corte, Educação tem R$ 7,4 bilhões bloqueados. O governo anunciou corte no orçamento da Educação de R$ 1,6 bilhão, após contingenciar R$ 5,8 bilhões. Assim, as perdas da pasta para este ano chegam a R$ 7,4 bilhões. Segundo o MEC, ainda não é possível informar quais as áreas afetadas. Cefet e Pedro II,no Rio, afirmam terem restrição de mais de 30%.” Na capa do O Globo.

? Governo:

“Dinheiro na mão. Para reanimar economia, governo vai liberar de novo saques do PIS.” Na capa do O Globo.

? Governo:

“Personalidade do ano. Alvo de protestos, Bolsonaro desiste de ir aos EUA para receber prêmio.” Na capa do O Globo.

? Governo:

“União será fiadora de até R$ 40 bilhões para Estados em crise. Novo programa de socorro permitirá a 11 governadores ter mais crédito para pagar despesas desde que se comprometam com medidas de ajuste. Estados com problemas de caixa vão ser mais uma vez socorridos pelo governo federal. BA, GO, MA, MT, MS, PE, RN, SC, SE, TO e DF terão alívio de até R$ 40 bilhões em quatro anos.” Manchete de capa do Estadão.

? Governo:

“MEC congela recursos da educação básica. Apesar da promessa do governo federal de priorizar a educação básica, pelo menos R$ 2,4 bilhões que estavam previstos para programas de educação infantil a ensino médio foram bloqueados pelo MEC. O contingenciamento atinge até áreas defendidas pelo presidente, como a educação a distância e o ensino técnico – só o Pronatec perderá R$ 100,45 milhões.” Na capa do Estadão.

? Governo:

“Como Bolsonaro vê a educação. Presidente mostra desconhecimento, despreza estatísticas e comete erros factuais.” Editorial do Estadão.

? Governo:

“Receita limita investigações e ‘enxuga’ estrutura. Após vazamentos de informações sigilosas, a Receita Federal vai restringir investigações e se concentrará em crimes tributários. A ordem é para que auditores não usem a fiscalização para investigações policiais. Na maior reestruturação no órgão em 50 anos, serão extintos cerca de mil dos 4 mil cargos comissionados. O número de superintendências cairá de 10 para cinco.” Na capa do Estadão.

? Governo:

“Chanceler se emociona. O chanceler Ernesto Araújo chorou ontem durante formatura de diplomatas, citou passagens do Evangelho e comparou Bolsonaro a Jesus, ‘pedra rejeitada que se tornou pedra angular’”. Na capa do Estadão.

? Governo:

“Salvo-conduto não é prioritário para Agricultura. A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse ontem que há demandas mais urgentes do que isentar de punição produtores rurais que atirarem contra invasores de terra. A medida é defendida por Bolsonaro.” Na capa do Estadão.

? Governo:

“Se ficar ocupado com coisas menores, como as promessas de Bolsonaro de liberação de armas, Sérgio Moro será engolido.” Na coluna de João Domingos, no Estadão.

? Governo:

“ONGs se voltam contra decreto que extingue conselhos. Entidades da sociedade civil veem prejuízos na formulação de políticas públicas diante do decreto do presidente Jair Bolsonaro que determina o fim de conselhos, comissões, comitês, juntas e entidades similares na administração federal.” Na capa da Folha.

? Governo:

“Humanidades para quê? Estou convicto de que Jair Bolsonaro e Abraham Weintraub fracassarão na missão anti-humanidades que se atribuíram. Para o bem e para o mal, transformar uma diretriz governamental numa realidade é mais difícil do que se imagina.” Na coluna de Hélio Schwartsman, na Folha.

? Governo:

“Muitas plateias. Bolsonaro busca conexão com seguidores fiéis para conter erosão de prestígio.” Editorial da Folha.

? Governo:

“Sem margem de erro. Suscita preocupação a perspectiva de redução abrupta do orçamento de censo.” Editorial da Folha.

?Internacional:

“‘Militares não querem mais Maduro’, diz Guaidó. O autointitulado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, afirmou, em entrevista à enviada especial JANAÍNA FIGUEIREDO, que o comando das Forças Armadas do país está rachado, mas, devido à perseguição do governo, os militares ainda hesitam em aderir ao movimento oposicionista. Em cerimônia no Instituto Rio Branco, o presidente Bolsonaro disse que o presidente Nicolás Maduro só será destituído se o Exército se enfraquecer. Ontem, o líder chavista fez nova mudança na cúpula militar, trocando o diretor da Polícia Nacional.” Na capa do O Globo.

?Internacional:

“Abrigo a opositor de Maduro trava governo na Espanha. Primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez vem recebendo críticas de políticos de direita e esquerda por dar abrigo a Leopoldo López, líder da oposição na Venezuela. Medida deve dificultar as alianças no novo governo.” Na capa do Estadão.

?Internacional:

“Guaidó convoca marchas até bases militares. O líder opositor venezuelano Juan Guaidó fez chamados à população para marchar rumo a bases militares hoje, na tentativa de convencer membros das Forças Armadas a aderir ao movimento contra Nicolás Maduro.” Na capa da Folha.

?Internacional:

“Por que o sucesso econômico não eleva a popularidade de Trump?” Na coluna de Guga Chacra, no O Globo.

?Internacional:

“Competência política vai definir o prazo da inevitável queda de Maduro. O isolamento interno do ditador é evidente, assim como são visíveis as fissuras na base chavista.” Editorial do O Globo.

?Investigações:

“CPMI vai apurar ‘ofensas’. Na linha de inquérito do STF, deputados e senadores querem criar CPMI para apurar o uso de perfis falsos nas redes sociais com objetivo de disseminar ofensas contra autoridades.” Na capa do Estadão.

⚖️Justiça:

“Ações de crime eleitoral opõem juízes federais e estaduais. Audiência pública no TSE expôs disputa entre juízes estaduais e federais por postos na Justiça Eleitoral, que, por decisão do STF, poderá julgar crimes como corrupção e lavagem de dinheiro ligados a caixa dois. Litígio envolve remuneração e ação do MPF na Lava-Jato.” Na capa do O Globo.

⚖️Justiça:

“Sucessão na PGR. Procuradores da Lava-Jato no Rio defendem a lista tríplice.” Na capa do O Globo.

⚖️Justiça:

“Zona eleitoral para apurar corrupção divide opiniões. A criação de zonas especializadas na Justiça Eleitoral para agilizar processos de corrupção e lavagem de dinheiro, após decisão do STF, gerou controvérsia em audiência realizada ontem no Tribunal Superior Eleitoral.” Na capa da Folha.

? Lula:

“Lula pedirá progressão para o semiaberto”. Na capa do Estadão.

?Política:

“O humanismo está sob ataque. A democracia exige oposição, o que é saudável e deve ser visto como direito legítimo de contar com forças sociais que ampliam o repertório para testar convicções.” Na coluna de Fernando Haddad, agora, todos os sábados, na Folha.

? Saúde:

“Crise na saúde. Hospital Pedro II tem superlotação e déficit de 150 profissionais.” Na capa do O Globo.

? Segurança Pública:

“O direito de repelir invasões. Prevenir e repelir atos ilegais contra prédios públicos sem precisar recorrer à Justiça não é apenas um direito, é um dever da administração pública.” Editorial do Estadão.

Violência:

“Repressão ao tráfico. Quatro suspeitos são mortos em operação da PM no Borel.” Na capa do O Globo.

Destaque histórico:

“Em 04 de maio de 1888, almoçaram no Palácio Imperial 14 africanos fugidos das fazendas vizinhas de Petrópolis. A informação é do abolicionista André Rebouças, que tudo registrava em sua caderneta implacável. Ele afirmava que a Princesa Isabel também protegia escravos fugidos de Petrópolis.” No portal Terra.

?Positivo:

“MPF instaura 1,4 mil ações contra desmatamentos ilegais com área igual ou superior a 60 hectares na Amazônia.” No portal do Ministério Público Federal.

?Negativo:

“Indústria tem pior resultado para março em 2 anos. Produção caiu 1,3 por cento ante o mês anterior.” No JB online.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


    Inscreva-se
    Notifique-me de
    guest
    0 Comentários
    Inline Feedbacks
    View all comments