Sinopse do noticiário em 15.07.2016

Manchetes dos principais jornais e sites de notícias destacam novo atentado reconhecido pelo governo francês como de motivação terrorista, que matou em torno de 80 pessoas na Riviera Francesa.

Noticiário político foca a vitória de Rodrigo Maia, as reações no Planalto, no mercado e no Congresso. Derrota de Cunha na CCJ também é destacada pela mídia.

Segue a SINOPSE DE 15 DE JULHO DE 2016

Edição: Sérgio Botêlho

MANCHETES DOS JORNAIS: Terror mata 80 na Riviera Francesa. Caminhão atingiu multidão que celebrava Dia da Bastilha. Veículo atropelou pessoas por quase dois quilômetros em Nice; havia explosivos e armas a bordo, e motorista foi morto. Manchete do jornal O Globo. (…) 2 km de terror. Atentado com caminhão em Nice mata pelo menos 80. Manchete do jornal Estado de São Paulo. (…) Atentado em feriado nacional mata dezenas no sul da França. Caminhão avançou sobre multidão na cidade de Nice durante celebração da Queda da Bastilha. Manchete do jornal Folha de São Paulo. (…) Terror no dia da liberdade. Manchete do jornal Correio Braziliense. (…) França sangra mais uma vez. Manchete do jornal Estado de Minas. (…) Terror no 14 de julho. Manchete do jornal Zero Hora, do RS (…) Maia promete votar teto de gastos. O novo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), mostrou alinhamento com o governo do presidente interino Michel Temer ao eleger como prioridade de sua gestão a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que institui um teto para os gastos públicos. Manchete do jornal Valor Econômico. (…) Incerteza tributária dificulta planejamento de empresas. Manchete do jornal DCI-Diário, Comércio, Indústria e Serviços online. (…) Renan: em meio à crise, Senado garantiu avanços para o país. Manchete do Jornal do Senado. (…) Maia defende a união na base aliada. Presidente da Câmara reúne-se com políticos e diz que vai trabalhar no apoio ao governo interino de Michel Temer. Manchete do Jornal da Câmara. (…)

MANCHETES DOS SITES DE NOTÍCIAS: Autor de atentado no Dia da Bastilha é de Nice e tem origem tunisiana, diz polícia. Caminhão avança sobre multidão e mata dezenas; presidente francês diz que estado de emergência será estendido por três meses. Manchete da hora da Folha online. (…) Mais uma noite de terror na França: pelo menos 84 mortos; acompanhe

Caminhão avançou dois quilômetros no meio da multidão que acompanhava a festa do Dia da Bastilha em Nice; motorista, que seria um franco-tunisiano, foi morto. Manchete da hora do Estadão online. (…) Após ataque, Hollande prolonga estado de emergência por 3 meses. Manchete da hora de O Globo online. (…) Caminhão atropela multidão na França e mata mais de 70 pessoas. Manchete da hora do Correio Braziliense online. (…) Hollande confirma que ataque com caminhão na França foi ato terrorista. Veículo avançou sobre multidão e matou ao menos 77 durante celebração do Dia da Bastilha. Manchete da hora do Estado de Minas online. (…) Ataque em Nice. Hollande estende estado de emergência por três meses e anuncia medidas. Manchete da hora do jornal Zero Hora, do RS, online (…) Hollande diz que ataque em Nice é ato de terrorismo e estende estado de emergência. Presidente francês também promete reforçar ações militares na Síria e Iraque. Manchete da hora do Valor Econômico online. (…) Ibovespa sobe 1,6%, acima de 55 mil pontos, com exterior e eleição na Câmara. Manchete da hora do DCI-Diário, Comércio, Indústria e Serviços online. (…) Crise não paralisou Senado, diz Renan ao fazer balanço do semestre. Manchete da hora da Agência Senado. (…) Presidente da Câmara vai trabalhar pela união da base do Governo Temer. Rodrigo Maia informou que vai atuar junto com o presidente do Senado, Renan Calheiros, para que deputados e senadores voltem a trabalhar de forma integrada. Entre as prioridades da pauta, o presidente da Câmara citou a agenda econômica e temas da reforma política. Manchete da hora da Agência Câmara. (…) Mundo

Atentado na França mata pelo menos 80 pessoas no feriado do Dia da Bastilha. Caminhão avançou sobre multidão que festejava em Nice a data símbolo da Revolução Francesa. Motorista, que também carregava explosivos dentro do veículo, foi morto a tiros pela polícia.  Manchete da hora da revista Veja online. (…) Mais uma vez o terror atinge a França. Manchete da hora da revista Isto É online. (…) Mais de 70 morrem em ataque com caminhão na França. Manchete da hora da revista Exame online. (…) Caminhão avança sobre multidão e mata ao menos 70 em Nice. Manchete da hora da revista Época online. (…) Mulheres, entre o amor e a morte. Relações que começam com brigas e terminam em agressão física vitimam cada vez mais brasileiras. Manchete da hora da revista Carta Capital online. (…) Mercado exagerou no otimismo com Rodrigo Maia? Especialistas respondem. Manchete da hora da InfoMoney/Bloomberg online. (…) Ataque em Nice, na França, deixa mais de 70 mortos. Caminhão avançou contra multidão durante comemoração da Queda da Bastilha. Polícia fala em uma centena de feridos. Manchete da hora do Jornal do Brasil online. (…) “A França inteira está sob ameaça do terrorismo islâmico”, diz Hollande após ataque. Manchete da hora do IG Últimas Notícias. (…) Atentado na França deixou ao menos 84 mortos. Primeiro-ministro diz que terrorismo não irá desestabilizar a França e anuncia luto. Hollande ampliará estado de emergência e cita “caráter terrorista”.  Manchete da hora do UOL. (…) Hollande diz que ataque teve caráter terrorista e amplia plano de emergência.Manchete da hora do G1. (…) Com decisão do MP, senadores pedirão para paralisar o impeachment. Manchete da hora do Brasil 247. (…) Pente-fino após impeachment. Governo revisará contratos e nomeações após julgamento no Senado. Manchete da hora do Diário do Poder, de Cláudio Humberto (…) Situação de Cunha fica crítica depois de votação na CCJ. Manchete da hora do Blog do Camarotti. (…) Cunha vai ficando para trás. Manchete da hora do Blog de Cristiana Lobo, em O Globo online. (…) Fórum aprova propostas de mudanças radicais na gestão do Estado e na economia para enfrentar a crise. Manchete da hora do Congresso em Foco. (…) François Hollande confirma que ataque em Nice foi ato terrorista. Manchete da hora da Agência Brasil. (…) França estende estado de emergência após ataque com 84 mortos. Manchete da hora da BBC Brasil. (…) Ataque com caminhão deixa mais de 70 mortos em Nice no Dia da Bastilha. Manchete da hora da Agência Reuters. (…) Atentado deixa ao menos 84 mortos em Nice, na França. Caminhão avançou sobre multidão que acompanhava queima de fogos pelo Dia da Bastilha. Há mais de 120 pessoas feridas. Manchete da hora do site da rádio CBN. (…) Hollande vê caráter terrorista e amplia plano de emergência. Manchete da hora do site Globo.com (…) Hollande confirma ato terrorista e amplia estado de emergência na França. Manchete da hora do site da Bandeirantes-TV. (…) Dia da Bastilha: ataque com caminhão deixa pelo menos 84 mortos e feridos em Nice. Multidão comemorava o feriado na cidade localizada no sul da França. Manchete da hora do site da TV-Record. (…) Terroristas atacam calçadão de Nice, um dos grandes símbolos da França. Manchete da hora do site do Jornal da Globo, que foi ao ar a zero hora desta madrugada. (…)

GOVERNO TEMER. ‘Quero desidratar o Centrão’, diz Temer. O presidente em exercício, Michel Temer, disse confiar no recesso para que “pequenas ranhuras” deixadas na disputa pelo comando da Câmara sejam cicatrizadas e falou em atuar pela “inclusão política” da base. “Quero desidratar essa coisa de Centrão e de outro grupo. É preciso unificar isso. Quero que seja tudo situação”, afirmou a Tânia Monteiro, Vera Rosa e Marcelo Beraba. O Centrão abriga partidos médios. O “outro grupo”, PSDB, DEM e PPS. Sobre economia, Temer disse que a situação é “dificílima” e que virão “medidas amargas”. Primeira página do jornal Estado de São Paulo. (…) O ajuste e os quebra-galhos – Um ajuste duradouro das contas públicas só pode ter como base medidas de longo alcance. Editorial do jornal Estado de São Paulo. (…) Temer pede ao novo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que refaça pontes com derrotados.Primeira página do jornal Folha de São Paulo. (…) Temer ganha e Cunha perde com Maia na Câmara. Novo presidente da Casa pode garantir espaço para o diálogo essencial à aprovação de reformas, enquanto derrota de deputado é outra garantia de tranquilidade. Editorial do jornal O Globo. (…)

GESTÃO RODRIGO MAIA.  Maia: teto para gastos e previdência são prioridades. Eleito por maioria ampla, o novo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), elegeu como prioridade de sua gestão a agenda econômica do país. Em entrevista ao GLOBO, cita a renegociação das dívidas dos estados, o teto para gastos e a reforma da Previdência como os projetos mais urgentes. Afirma ainda que o aumento de impostos não pode ser solução para o Brasil. Primeira página do jornal O Globo. (…) Uma chance para os políticos – Em seu mandato-tampão, Rodrigo Maia poderá dar passo decisivo para a recuperação do papel institucional da Câmara. Editorial do jornal Estado de São Paulo. (…) Eleição de Maia recoloca antigo PFL no centro do poder.Destaque da hora da Folha online. (…) Depois da vitória. De indiscutivelmente positivo no resultado, destaca-se o enfraquecimento da influência do ex-presidente da Casa, que renunciou ao posto na tentativa de salvar seu mandato. Trata-se de condição necessária, ainda que insuficiente, para a dissolução de impasses que desde o ano passado travam a pauta legislativa. Vislumbra-se, assim, um ambiente mais benigno para a tramitação das imprescindíveis reformas econômicas, tanto mais porque o novo presidente da Câmara representa forças historicamente alinhadas à agenda liberal. As dificuldades pela frente, contudo, não podem ser subestimadas. A tarefa de pacificar facções que concorrem por espaços no governo, ou que lutam pela própria sobrevivência, raramente se harmoniza com um programa de austeridade orçamentária. Editorial do jornal Folha de São Paulo. (…) Maia terá força para votar ajuste e reformas, dizem líderes da base. PT avisa que não dará trégua nem ao novo presidente da Câmara nem a Michel Temer. Destaque da hora de O Globo online. (…) Na primeira agenda do dia, Rodrigo Maia agradece apoio de Aécio. Novo presidente da Câmara recebe proposta de reforma política. Destaque da hora de O Globo online. (…) Os aliados do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, começaram a planejar uma operação para desarticular o centrão. A ideia é criar novas ligações das siglas que o integram com a antiga oposição (PSDB/DEM). Esse movimento já está em curso. O objetivo é dividir o centrão e atrelar parte dele à candidatura de Antônio Imbassahy (PSDB) para suceder Rodrigo no comando da Casa.Na coluna Panorama Político do jornal O Globo, assinada por Ilimar Franco. (…) Os líderes do centrão submergiram após a derrota para a presidência da Câmara. O líder do PTB, Jovair Arantes, e o presidente do Solidariedade, Paulinho da Força, desligaram seus celulares. Poucos conseguiram ouvi-los. “Fui para o vestiário. Vou esperar para falar”, explicou Jovair. Procurado pelos vencedores, o líder do governo, André Moura (PSC), fez questão de contar que, no dia da eleição, desligou o celular e ficou em seu gabinete. O candidato derrotado, Rogério Rosso, líder do PSD, foi procurado por tucanos e representantes do Planalto. Os governistas elogiam sua conduta na disputa e avaliam que ele precisa se livrar do carimbo de Eduardo Cunha. Na coluna Panorama Político do jornal O Globo, assinada por Ilimar Franco. (…) Mudança de rota. A vitória do deputado do DEM Rodrigo Maia para a presidência da Câmara, sobretudo da maneira como aconteceu, reforça a mudança na tendência política do Congresso, reflexo do que já havia sido detectado no eleitorado na própria eleição presidencial, vencida por Dilma por menos de 3% de diferença. Na coluna de Merval Pereira, em O Globo. (…) Depois da derrota, centrão tende à extinção. Deputado Rogério Rosso defende o fim de reuniões exclusivas entre os partidos que compõem o grupo. Matéria no jornal O Globo. (…) A prova cabal de que a influência do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) sobre os seus pares está perto de se esgotar foi a votação de seu próprio partido na Comissão de Constituição e Justiça ontem. Dos seis deputados do PMDB que participaram da votação do parecer do deputado Max Filho (PSDB-ES), que encaminhou o processo contra Cunha ao plenário da Câmara, apenas dois votaram a favor do peemedebista. Somente Carlos Marun (MS), um dos mais fiéis aliados do ex-presidente da Câmara, e Hugo Motta (PB), também próximo a ele, votaram com Cunha. Os demais — José Fogaça (RS), Rodrigo Pacheco (MG), Valtenir Pereira (MT) e Vitor Valim (CE) — referendaram a decisão do Conselho de Ética pela cassação do mandato de Cunha. Matéria no jornal O Globo. (…)

RENAN. Renan: vitória de Maia mostra que boa política não morreu. Novo presidente da Câmara agradeceu imparcialidade de Temer no processo de eleição. Destaque da hora de O Globo online. (…) Vitória restabelece relações com Senado, diz Renan. Matéria no jornal Valor Econômico. (…)

AÉCIO. Aécio afirma que PSDB quer presidir a Câmara. Matéria no jornal Valor Econômico. (…)

PADILHA. Padilha pediu ajuda de executivo para contratar seu call center. Cunha foi convidado para reunião do então deputado com Otávio Azevedo. Padilha admite a troca de mensagens e os encontros com Azevedo, mas afirma que o projeto com a Oi não foi adiante. Ele sustenta que este foi o único motivo de contato dele com a Andrade Gutierrez. O cruzamento das mensagens no celular mostram, no entanto, que o deputado federal Eduardo Cunha foi convidado para participar de pelo menos uma das reuniões entre o executivo e Padilha, o que contradiz a primeira versão apresentada pelo ministro ao GLOBO. Matéria no jornal O Globo. (…)

SÃO PAULO/ELEIÇÕES. Russomanno lidera em SP; Haddad tem a maior rejeição. A um mês do início da campanha, Celso Russomanno (PRB) é o líder isolado na disputa pela Prefeitura de São Paulo e bateria qualquer adversário no segundo turno, revela o Datafolha. A seguir vêm Marta Suplicy (PMDB), Erundina (PSOL) e prefeito Fernando Haddad (PT), que perderia de todos no segundo turno. Primeira página do jornal Folha de São Paulo. (…)

IMPEACHMENT. MPF: ‘pedaladas’ do governo Dilma não são crime. Procurador da República responsável pela abertura do procedimento criminal pediu arquivamento do inquérito. Matéria no jornal O Globo. (…)

EDUARDO CUNHA. Cunha perde, e cassação vai a plenário. Primeira página do jornal O Globo. (…) Cunha perde e cassação será votada em agosto. Primeira página do jornal Estado de São Paulo. (…) Cunha perde mais uma e afirma que recorrerá ao STF. A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara rejeitou recurso de Eduardo Cunha contra sua cassação, aprovada pela Comissão de Ética. O peemedebista vê irregularidades no processo e recorrerá ao STF. Primeira página do jornal Folha de São Paulo. (…)

MORO. Moro critica governo e Congresso. Primeira página do jornal O Globo. (…)

OLIMPÍADAS/TERRORISMO. Rio 2016 – Pista aberta para a insegurança. Enquanto a Força Aérea divulgava seu esquema de segurança para os Jogos, um incidente deu um susto no Aeroporto Santos Dumont. Um grupo, que seria de militares em treinamento, se aproximou da pista, e um avião pronto para pousar teve de arremeter e outro não pôde decolar. Primeira página do jornal O Globo. (…) Espaço aéreo de áreas olímpicas ficará fechado por 30 dias.Primeira página do jornal Folha de São Paulo. (…)

TERRORISMO/FRANÇA. Veículo avançou contra multidão durante comemoração de data nacional em Nice. Tunisiano que vivia na cidade, motorista foi morto após descer atirando. Há mais de 50 feridos, entre eles um brasileiro. Nenhum grupo assumiu o ataque até a 0h30 de hoje. Primeira página do jornal Estado de São Paulo. (…) Hollande prolonga emergência.

O presidente da França, François Hollande, anunciou que vai prolongar por três meses o regime de emergência no país, em vigor desde os atentados que mataram 130 pessoas em novembro, manter 10 mil militares nas ruas e convocar reservistas. Primeira página do jornal Estado de São Paulo. (…) Um caminhão avançou sobre uma multidão que se reunia para os festejos da Queda da Bastilha, em Nice (sul da França), e matou dezenas de pessoas ontem à noite, no horário local. Segundo o jornal “Le Figaro”, 73 pessoas morreram. Autoridades locais anunciaram ao menos 60 mortes e definiram a ação como atentado terrorista. A Presidência da França não confirmou. O caminhão entrou em área fechada de avenida litorânea, pouco antes da queima de fogos que marca o mais importante feriado francês. Nenhum grupo reivindicou a autoria do ato. Segundo a imprensa francesa, um dos ocupantes do caminhão foi morto e outro estava foragido. Foi informado também que armas e granadas foram encontradas no interior do veículo. O presidente François Hollande reuniu seu gabinete de crise. A França está em estado de emergência desde novembro de 2015, quando atentados terroristas em Paris mataram 130.Primeira página do jornal Estado de São Paulo. (…)

JOÃO SANTANA. Marqueteiro João Santana vai fazer delação. João Santana, ex-marqueteiro do PT, entrou em negociações para fazer delação premiada. Ele e a mulher, Mônica Moura, que já negociava acordo, estão presos desde fevereiro. Na coluna Painel do jornal Folha de São Paulo, assinada por Natuza Nery. (…)

ECONOMIA. Valorização do real prejudica exportadores e deve afetar PIB. Destaque da hora do DCI-Diário, Comércio, Indústria e Serviços online. (…)

 

You may also like

Inscreva-se
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments