Sinopse da mídia impressa: decisão do STF sobre venda de subsidiárias de estatais é o destaque maior

Birô de Imprensa – Ano 2 – Número 209

🖋Edição: Sérgio Botêlho

📅 A 207 dias do fim do ano de 2019, hoje é sexta-feira, 07 de junho de 2019, 156º dia do ano.

📃 Manchetes do dia:

“STF dá a estatais liberdade para vender subsidiárias. STF autoriza venda de subsidiárias de estatais sem necessidade de aval do Congresso. Autorização prévia do Congresso só será necessária para se desfazer do controle acionário de ‘empresa-mãe’.” Manchete de capa do O Globo.

“STF libera venda de subsidiária de estatal sem aval do Congresso. Supremo decide que apenas privatização da ‘empresa-mãe’ precisa passar pelo Legislativo; Petrobrás pode vender ativos”. Manchete de capa do Estadão.

“STF libera privatização de subsidiárias de estatais. Para empresas como Petrobras e BB, é preciso autorização do Congresso e licitação.” Manchete de capa da Folha.

“Mourão diz que o Brasil rejeita bloqueio à Huawei. O governo brasileiro não vai acompanhar o presidente Donald Trump, dos EUA, em sua decisão de bloquear a atuação da gigante chinesa Huawei, maior fornecedora do mundo de equipamentos de redes de telecomunicações e segunda maior fabricante de smartphones”. Manchete de capa do Valor Econômico.

📃 Editoriais do dia:

“Combater fraudes no INSS tem de ser ação de Estado. O fato de haver mais aposentados no campo do que população já indica o tamanho do problema”. Editorial do O Globo.

“EUA decidem examinar o crescente poder das plataformas digitais. Há reclamações de invasão de privacidade e de manipulações para afastar concorrentes em potencial”. Editorial do O Globo.

“Regra de ouro é pensar no País. Parlamentares podem ter fortes e respeitáveis motivos para se opor a este ou àquele projeto, mas nada justifica a obstrução de atividades essenciais ao cumprimento de obrigações do governo.” Editorial do Estadão.

“Tarifas como armas. O presidente norte-americano, Donald Trump, anunciou no dia 30 que o México tem 10 dias para reduzir o fluxo de imigrantes ilegais, caso contrário seus produtos serão supertarifados, começando com 5% e aumentando mês a mês até chegar a 25% em outubro. Foi o golpe mais duro do repertório de truculência de Trump.” Editorial do Estadão.

“O retrato da violência. Os trágicos números do Atlas da Violência mostram as desigualdades do País e o fracasso das políticas sociais.” Editorial do Estadão.

“Passo em falso. Congresso cria mais gastos obrigatórios e dificulta a gestão do Orçamento”. Editorial da Folha.

“Que seja pelo aluno. Mostra-se auspicioso que o governo de SP interfira na estrutura da rede de ensino”. Editorial da Folha.

“BCE e Fed apontam de novo para a distensão monetária. A instabilidade, de qualquer forma, aumentou e isso é um mau sinal. Crescer fica mais difícil nesse ambiente”. Editorial do Valor Econômico.

📊 Mercado: Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou em alta de 1,26%, a 97.205 pontos. O dólar terminou o dia em baixa de -0,31%, a R$3,88, e o euro também em baixa de -0.02%, a R$ 4,37.

💲Economia:

“Visão privatista prevalece no Supremo”. Na coluna de Merval Pereira, no O Globo.

💲Economia:

“Decisão do STF favorável à Petrobrás elimina pinimba corporativista de que tudo tem de passar por processos políticos.” Na coluna de Celso Ming, no Estadão.

💲Economia:

“STF torna mais fácil privatizar subsidiárias. O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu dispensar o aval do Congresso Nacional para a venda de subsidiárias de empresas estatais. Além disso, não será necessária, nesses casos, a realização de licitação”. Na capa da Folha.

💲Economia:

“Marfrig busca recursos para fusão com a BRF. O empresário Marcos Molina, principal acionista e presidente do conselho da Marfrig, está conversando com potenciais interessados em algumas unidades da companhia, apurou o Valor. Em meio às negociações para uma fusão com a BRF, ele estaria em busca de R$ 2 bilhões com a venda de ativos”. Matéria de capa do Valor Econômico.

💲Economia:

“Tecnologia de dados. A presidente do IBGE, Susana Cordeiro, fechou acordo de cooperação como Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para melhorar a tecnologia de coleta e avaliação de dados”. Na capa do Valor Econômico.

🏛 Governo:

“Maré de derrotas no Congresso deve continuar. A maré de derrotas do governo no Congresso não deve se acalmar tão cedo. O Senado sinaliza a rejeição do decreto das armas, e a Câmara ameaça retirar pontos importantes do pacote anticrime de Moro. Rodrigo Maia afirmou que o fim da multa para quem transportar criança sem cadeirinha também não deve passar.” Na capa do O Globo.

🏛 Governo:

“Bolsonaro alerta argentinos para ‘novas Venezuelas’. Em visita oficial ao país, o presidente Jair Bolsonaro conclamou os argentinos a votar co               m “muita razão e menos emoção” e se disse preocupado com a criação de “novas Venezuelas’.. Em outubro, o presidente Macri tenta a reeleição contra a chapa de Cristina Kirchner.” Na capa do O Globo.

🏛 Governo:

“Brasil discute criação de moeda comum com Argentina. Respaldo. Em visita à Argentina, brasileiro quebra mais uma vez o protocolo diplomático ao interferir no processo eleitoral e apoiar a reeleição do presidente argentino; líder destaca que Brasil e Argentina têm de ser parceiros na busca ‘pela liberdade’”. Na capa do Estadão.

🏛 Governo:

“O que o ministro Salles não ouviu. O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, não gosta de contestação. Ao ser vaiado ontem no Senado, ele alegou outro compromisso e se mandou. Saiu sob gritos de “fujão”, sem ouvir o que parlamentares e ambientalistas tinham a dizer.” Na coluna de Bernardo Mello Franco, no O Globo.

🏛 Governo:

“’Nova lei de drogas prevê internação involuntária. Saúde. Dependente poderá ser levado para tratamento a pedido da família ou de profissional de saúde; medida deve ser adotada se há risco à vida do paciente ou de terceiros, pelo prazo máximo de 90 dias. Lei de drogas anterior, de 2006, não previa remoção”. Na capa do Estadão.

🏛 Governo:

“Chefes deixam o IBGE após mudanças no Censo”. Na capa do Estadão.

🌐Internacional:

“Países tendem a vetar fusões na indústria automotiva. O veto do governo de Emmanuel Macron à fusão da Renault com a italiana Fiat Chrysler não deve ser um caso isolado. Acionista da fabricante, o Estado francês fez exigências que levaram a Fiat a desistir do negócio”. Na capa do Valor Econômico.

🕵Investigações:

“Lula e Palocci viram réus por propina da Odebrecht. Ex-presidente e ex-ministro são acusados pelo MPF de receber US$ 40 mi para favorecer negócios da empreiteira em Angola”. Na capa do Estadão.

🕵Investigações:

“Presidente do PSL usa notas fiscais de firmas que vendem o documento”. Na capa da Folha.

🌪 Meio Ambiente:

“Novo portal reúne dados sobre desmatamento. Disponível a partir de hoje, o portal MapBiomas Alerta dá informações, com imagens de alta definição, sobre desmatamentos em qualquer ponto do Brasil. O site, que tem acesso gratuito, refina dados de 11 sistemas de monitoramento.” Na capa do O Globo.

💼Política:

“Articulação de Jereissati salva marco regulatório. Jereissati salvou o marco regulatório do saneamento, que será um avanço para o setor, ao fazer o que o governo não tem feito: articulação”. Na coluna de Miriam Leitão, no O Globo.

💼Política:

“Senadores aprovam novas regras para saneamento. Projeto, que ainda terá de passar pela Câmara, facilita a entrada de empresas privadas no setor”. Na capa do Estadão.

💼Política:

“Senado vota limite a Supremo. Poderes. Projeto estabelece que ações judiciais que contestam medidas do Executivo e do Legislativo só poderão ser avaliadas por ministros em votação no plenário do Supremo”. Na capa do Estadão.

💼Política:

“O Brasil regride não só nas armas, mas no trânsito, no ambiente, nos costumes, nos direitos humanos, no bom senso.” Na coluna de Eliane Catanhêde, no Estadão.

💼Política:

“MST e MTST reduzem atuação. Com sinalizações de que iria criminalizar o MST, que completou 35 anos, e o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), o presidente Jair Bolsonaro conseguiu acuar esses grupos”. Na capa do Valor Econômico.

💼Política:

“Guimarães, da Caixa, viaja pelo país como um candidato. Desde que assumiu a presidência da Caixa, em janeiro, Pedro Guimarães faz cruzada para emplacar entre funcionários, empresários e políticos seu projeto para o banco estatal”. Na capa do Valor Econômico.

💼 👴 Política e Previdência:

“Participar da reforma é desejo de 25 governadores. Carta em defesa da manutenção dos estados e municípios na reforma da Previdência foi assinada por 25 governadores. Eles veem risco de mudanças importantes não serem implementadas por lei ordinária nos estados. As exceções foram o petista Rui Costa, da Bahia, e Flávio Dino (PCdoB), do Maranhão.” Na capa do O Globo.

💼 👴 Política e Previdência:

“Governadores fazem apelo para ficar na Previdência. Em duas cartas, uma só com nordestinos, 25 governadores pedem para que Estados e municípios não sejam excluídos da reforma em tramitação”. Na capa do Estadão.

🚑 Saúde:

“Anvisa quer regulamentar uso medicinal da maconha. Prestes a ser debatida na Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a proposta de dar aval para o cultivo de maconha deve focar a pesquisa e produção de medicamentos, diz à Folha o diretor-presidente da agência, Wüliam Dib.” Na capa da Folha.

Violência:

“Epidemia de violência é assombrosa”. Na coluna de Flávia Oliveira, no O Globo.

Destaque histórico:

“Em 7 de junho de 1494, foi assinado o Tratado de Tordesilhas. Um meridiano situado a 370 léguas à oeste de Cabo Verde determinava que as terras à sua esquerda seriam dos espanhóis e o território à direita, que incluía o Brasil, seria de Portugal. O acordo também assegurava o domínio português sobre o Atlântico Sul.” No portal Terra.

👍Positivo:

“Google lança iniciativas de incentivo ao jornalismo”. Na Isto É.

👎Negativo:

“Terras indígenas também são alvo de desmatamento, aponta novo sistema”. No Valor Econômico.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notifique-me de
Fechar Menu