Sinopse 30.07.2019: falas do presidente, massacre em presídio e acordo sobre Itaipu são destaques das manchetes

? Birô de Imprensa – Ano 2 – Número 262 – A 154 dias do fim do ano de 2019, hoje é terça-feira, 30 de julho de 2019, 211º dia do ano.

*Sinopse da grande mídia impressa*:

? Edição: _Sérgio Botêlho_

? *Manchetes do dia*:

“Documentos desmentem versão de Bolsonaro sobre morto pela ditadura. Presidente afirmou que pai do atual dirigente da OAB sofreu ‘justiçamento da esquerda’”. Manchete de capa do O Globo impresso.

“Disputa entre facções deixa 57 presos mortos no Pará. Homens do Comando Classe A atearam fogo a cela do Comando Vermelho; grupos brigam pelo tráfico na região”. Manchete de capa do Estadão impresso.

“Rebelião mata 57 em presídio no PA. Chacina é a maior do ano em presídios do pais; Moro libera vagas em presídios federais para transferir líderes de facções”. Manchete de capa do Valor Econômico impresso.

“Acordo sobre Itaipu gera crise política no Paraguai. O agravamento da crise política no Paraguai criou dúvidas sobre acordo firmado com o Brasil, em 24 de maio, em torno da quantidade de energia contratada pelo país vizinho e produzida pela hidrelétrica de Itaipu, empresa binacional mantida pelas duas nações”. Manchete de capa do Valor Econômico impresso.

? *Editoriais do dia*:

“Pessoas perigosas. Portaria de Moro e ameaça de Bolsonaro indicam inclinações à arbitrariedade”. Editorial da Folha.

“Brasil acima do peso. Apesar de melhora na alimentação, piora a forma física da população”. Editorial da Folha.

“A investigação financeira no caso dos hackers. O campo parece promissor, devido ao perfil do grupo e do prontuário policial de pelo menos um deles”. Editorial do O Globo.

“É preciso rever estratégias para conter avanço do sarampo. Brasil registra mais de 400 casos da doença, enquanto índices de vacinação ainda são baixos”. Editorial do O Globo.

“É preciso mais que a tesoura. O governo tem cortado gastos, mas ainda é preciso muito esforço e a reforma da Previdência será indispensável para o conserto das contas públicas”. Editorial do Estadão.

“Disparate. É acintoso que a sede do CNJ não sirva mais para atender às suas necessidades após a reforma ao custo de R$ 7 milhões para os contribuintes”. Editorial do Estadão.

“Crise de aprendizagem. País precisa ser capaz de elaborar e implantar políticas aptas a promover um salto na qualidade da educação básica”. Editorial do Estadão.

“Crédito fica mais caro, apesar da inadimplência sob controle. Tomadores de crédito também não foram beneficiados pela queda no custo de captação dos bancos”. Editorial do Valor Econômico.

? *Outros destaques*:

“Presidente da OAB recorre ao STF contra fala de Bolsonaro. O presidente Jair Bolsonaro poderá ter que se explicar perante o Supremo Tribunal Federal pelas declarações feitas ontem sobre o assassinato e desaparecimento, durante a ditadura militar, de Fernando Augusto Santa Cruz, pai do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz”. Na capa do Valor Econômico.

“Bolsonaro é criticado após fala sobre desaparecido. Presidente da OAB, Felipe Santa Cruz vai ao STF pedir que Bolsonaro diga o que sabe sobre o desaparecimento de seu pai, Fernando de Santa Cruz Oliveira, na ditadura. O presidente disse que o militante da Ação Popular (AP) havia sido morto por “correligionários”. Lei e decisão judicial, no entanto, reconhecem responsabilidade da União no caso. Entidades criticam fala.” Na capa do Estadão.

“Bolsonaro radicaliza fala em aceno aos filhos e à base. Jair Bolsonaro (PSL) tem radicalizado suas declarações nos últimos dias. Ontem, causou repúdio até de aliados ao atacar a memória do pai de Felipe Santa Cruz, presidente da OAB. Para pessoas próximas, a subida de tom reflete incômodo com críticas a seus filhos e aceno a sua base eleitoral, com o impulso da aprovação da reforma da Previdência na Câmara em 1º turno.” Na capa da Folha.

“Doria chama de ‘inaceitável’ declaração de Bolsonaro sobre pai de presidente da OAB”. Na Folha.

“Caminho da cocaína. Rota que começa na tríplice fronteira entre Brasil, Peru e Colômbia e segue pelo Solimões é uma das maiores portas de entrada de cocaína no País e alvo de conflito entre facções. Desde 2016, 162 presos foram mortos na região.” Na capa do Estadão.

“Estados poderão incluir o ICMS no IVA federal. O governo deve permitir que os Estados possam optar, individualmente, por incluir o ICMS no futuro Imposto sobre Valor Adicionado (IVA) federal, a ser criado no âmbito da proposta de reforma tributária, em fase final de elaboração pelo Ministério da Economia”. Na capa do Valor Econômico.

“Governadores do NE aprovam Mais Médicos regional. Os governadores dos estados do Nordeste aprovaram ontem uma versão local do Mais Médicos, para assistir as áreas mais isoladas da região. Segundo Rui Costa (PT), da Bahia, o objetivo é complementar o programa federal Médicos pelo Brasil.” Na capa da Folha.

“Governadores planejam mudar reforma tributária. Os 26 Estados e o DF devem se unir e fechar um texto com sugestões de mudanças na proposta de reforma tributária elaborada pelo economista Bernard Appy e que tramita na Câmara. Os novos pontos seriam a exclusão da União do comitê gestor do Imposto sobre Bens e Serviços – que uniria ICMS, ISS, IPI, PIS e Cofins -, a ser criado, e manutenção de benefícios tributários, como a Zona Franca de Manaus.” Na capa do Estadão.

“Reforma pouparia R$ 170 bi em cidades. A ausência dos municípios na reforma da Previdência vai impedir uma redução de gastos das cidades em torno de R$ 170 bilhões em dez anos. Prefeituras se articulam para buscar ajuste de regimes próprios”. Na capa do Valor Econômico.

“Crise de Itaipu derruba chanceler do Paraguai. O ministro das Relações Exteriores do Paraguai, Luis Alberto Castiglioni, e o embaixador do país no Brasil, Hugo Saguier, renunciaram em meio à crise da assinatura de acordo com o Brasil para venda de energia de Itaipu.” Na capa do Estadão.

“Operadoras bloqueiam ligações para tentar coibir hackeamento”. Na capa da Folha.

“Após invasões, Amtel faz norma ‘anti-hacker’. Desde ontem, não é mais possível ligar para o próprio número de telefone. Era assim que hackers invadiam caixas postais e conseguiam o código de ativação do Telegram. Anatel fará campanhas de conscientização para uso de senhas.” Na capa do Estadão.

“Imposto menor para o emissor de debêntures. O Ministério da Economia vai permitir que o Imposto de Renda e a Contribuição Social sobre Lucro Líquido (CSLL) pagos pelos emissores de debêntures de infraestrutura sejam reduzidos”. Na capa do Valor Econômico.

“Dos táxis para as fintechs. O empresário espanhol Juan de Antonio, fundador e controlador da Cabify, veio a São Paulo para conversar com bancos. Ele busca parceiros para entrar no segmento de fintechs”. Na capa do Valor Econômico.

“Maconha para fins medicinais atrai 20 empresas. Vinte empresas nacionais e de países como EUA, Canadá, Austrália e Israel manifestaram interesse em cultivar, no Brasil, maconha para fins medicinais. Consulta pública sobre a liberação do plantio da erva está em andamento. A estimativa é de um mercado potencial de R$ 4,7 bilhões por ano.” Na capa do Estadão.

“Saúde e educação: há vagas. Apesar dos números ruins de desemprego, setores de serviços como saúde e educação viram o número de vagas crescer 3,1%, ou 240 mil postos, no trimestre, em relação ao mesmo período do ano passado. Nathalia Borghi é um desses trabalhadores: acaba de conseguir emprego em uma plataforma de ensino a distância.” Na capa do Estadão.

? *Colunas e artigos*:

“Jair Bolsonaro critica o interesse da Europa na Amazônia, mas quer abrir mineração aos EUA. Se o Congresso deixar.” Na coluna de Eliane Cantanhêde, no Estadão.

“O crescimento sustentável se dará a partir de uma agenda complexa, profunda e necessária, não por meio de atalhos.” Na coluna de Ana Carla Abrão, no Estadão.

“BB planeja cortar 2,3 mil funcionários”. Na Coluna do Broadcast, no Estadão.

“Arararraquers não têm nada a ver com hackers”. Na coluna de Cora Ronai, no O Globo.

“Brasil é área livre para a espionagem”. Na coluna de José Casado, no O Globo.

“Datas indicam intenção de beneficiar Lula”. Na coluna de Merval Pereira, no O Globo.

“Presidente cruza limite da decência”. Na coluna de Bernardo Mello Franco, no O Globo.

“Com Bolsonaro, o Brasil atravessa o Rubicão. A resposta às aberrações presidenciais mostrará qual país sairá dessa experiência”. Na coluna de Ranier Bragon, na Folha.

“Chocados com retórica de Bolsonaro, congressistas discutem podar MPs e decretos do presidente”. Na coluna Painel, da Folha.

“A intimidade da República. O espantoso é a facilidade com que os ataques hackers foram realizados”. Na coluna de Alvaro Costa e Silva, na Folha.

? *Mercado*: Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou em alta de 0,65%, a 103.483 pontos. O dólar terminou o dia em alta de 0,27%, a R$ 3,78, e o euro também em alta de 0,45%, a R$ 4,22.

⏳ *Destaque histórico*:

Em 30 de julho de 1930, o Uruguai vence em casa a primeira Copa do Mundo de Futebol.” No portal Terra.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


    Inscreva-se
    Notifique-me de
    guest
    0 Comentários
    Inline Feedbacks
    View all comments