Sinopse 23.07.2019: tabela de fretes, INPE, Zelotes, FGTS e economia mundial são destaques das capas dos grandes jornais

? Birô de Imprensa – Ano 2 – Número 256 – A 160 dias do fim do ano de 2019, hoje é quarta-feira, 24 de julho de 2019, 205º dia do ano.

Sinopse da grande imprensa

? Edição: Sérgio Botêlho

? Manchetes do dia:

“Pressionado por caminhoneiros, governo suspende tabela de frete. Motoristas, que fizeram greve em 2018, estão insatisfeitos e exigem remuneração maior”. Manchete de capa do O Globo impresso.

“Risco de greve faz governo recuar em frete. A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) suspendeu ontem a nova tabela dos fretes rodoviários, em vigor há apenas três dias, a pedido do ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, diante do risco de paralisação dos caminhoneiros, insatisfeitos com os valores propostos”. Segundo destaque do Valor Econômico impresso.

“Ministro quer trocar diesel por gás em caminhões.” Destaque de capa da Folha impressa.

“Bolsonaro fala em embargar dados de desmate”. Destaque de capa da Folha impressa.

“Bolsonaro quer ver dados de desmate antes da divulgação. Ambiente. Presidente cobra ‘hierarquia’ e diz não querer ser ‘pego de calças curtas’; números são divulgados pelo Inpe em tempo real para o governo e ficam abertos na internet. Diretor do órgão diz ‘ser uma ingenuidade supor que se pode esconder esses dados”. Destaque de capa do Estadão impresso.

“Cientistas defendem Inpe. A comunidade científica e especialistas em monitoramento de desmatamento saíram em defesa da transparência das informações.” Destaque de capa do Estadão impresso.

“Desmonte ameaça força-tarefa da Operação Zelotes. Procurador acompanha caso dos EUA e o outro foi ‘devolvido’ para Roraima por ordem de Raquel Dodge questionada por chefe da Procuradoria do DF”. Manchete de capa do Estadão.

“Desigualdade global ameaça democracia. Classe média do Ocidente vê cair participação na riqueza mundial e se rende a líderes populistas, mostra série especial”. Manchete de capa da Folha.

“Primeiro saque do FGTS pode ser limitado a R$ 500. A medida provisória que altera as regras de saque do FGTS, que será divulgada amanhã, deve restringir a R$ 500 a primeira retirada de todos os cotistas, prevista para setembro”. Manchete de capa do Valor Econômico.

“Saque do FGTS deve ter limite de R$ 500. Limite seria para cada conta vinculada e valeria tanto para as ativas como para as inativas. Retiradas anuais dos recursos do Fundo só começariam no ano que vem, variando de 10% a 35%. Anúncio oficial será feito amanhã”. Destaque de capa do Estadão impresso.

“Risco-país cai e pode levar à redução dos juros. O indicador CDS volta ao patamar de quando Brasil tinha selo de bom pagador. Além de corte na Selic, economistas esperam maior entrada de investimentos estrangeiros, especialmente se concessões avançarem”. Destaque de capa do Estadão impresso.

? Editoriais do dia:

“Política de pessoal do funcionalismo exige uma reforma. São necessárias regras racionais para que tudo deixe de ser definido por lobbies de grupos de pressão”. Editorial do O Globo.

“Loteamento da milícia em parque estadual demanda ação firme. Na Região dos Lagos, casas estão sendo erguidas sobre as dunas em área onde são vedadas construções”. Editorial do O Globo.

“Crédito externo, um avanço. Com a imagem do País em recuperação, empresas brasileiras têm captado dinheiro externo aos menores custos desde 2014”. Editorial do Estadão.

“A nova população mundial. Pela 1ª vez na história moderna o crescimento se deterá e possivelmente a população encolherá”. Editorial do Estadão.

“Pontes e viadutos em risco. Além de não cuidar da manutenção, Prefeitura faz vista grossa para ocupação irregular”. Editorial do Estadão.

“Disparidade salarial. Gasto com funcionalismo deve ser reduzido gradualmente e sem perda de qualidade”. Editorial da Folha.

“Pelas redes. É salutar que WhatsApp e outros aplicativos busquem desestimular a incivilidade”. Editorial da Folha.

“Crescimento global desacelera e pressiona bancos centrais. Os juros internacionais já estão bem baixos, o que reduz a margem de manobra dos BCs”. Editorial do Valor Econômico.

? Mercado: Bolsa de Valores de São Paulo fechou em alta de 0,48%, a 103.949 pontos. O dólar terminou o dia em baixa de -0,19%, a R$ 3,74, e o euro em baixa, também, de -0,31%, a R$ 4,19.

Destaque histórico:

Em 23 de julho de 1914. Estopim da Primeira Guerra Mundial. A Áustria-Hungria emite uma série de exigências em um ultimato ao Reino da Sérvia, exigindo que a Sérvia permita que os austríacos determinem quem assassinou o arquiduque Francisco Fernando. A Sérvia aceita todas as exigências, exceto uma, e a Áustria declara guerra em 28 de julho”. Na Wikipedia.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


    Inscreva-se
    Notifique-me de
    guest
    0 Comentários
    Inline Feedbacks
    View all comments