Sinopse 20.07.2019: Bolsonaro nega fome, STF antecipará Coaf e previdência são os destaques das manchetes

📰 Birô de Imprensa – Ano 2 – Número 252 – A 164 dias do fim do ano de 2019, hoje é sábado, 20 de julho de 2019, 201º dia do ano.

Sinopse da grande imprensa

🖋 Edição: Sérgio Botêlho

📃 Manchetes do dia:

“Bolsonaro nega fome no país e depois ameniza afirmação. Após declarar fato como ‘grande mentira’, presidente dez que ‘alguns passam’”. Manchete de capa da Folha.

“Toffoli pretende antecipar julgamento de uso de dados do Coaf. Advogados de ao menos três réus da Lava-Jato no Rio já pediram revisão de casos dos clientes”. Manchete de capa do O Globo impresso.

“Previdência leva risco país ao menor nível em 5 anos. Aprovação da reforma em 1º turno melhora percepção de confiança no Brasil entre investidores estrangeiros”. Manchete de capa do Estadão impresso.

📃 Editoriais do dia:

“Remendo econômico. Governo deixa receita liberal com ideia defensável de liberar recursos do FGTS”. Editorial da Folha.

“Entre Trump e Putin. Compra de armas russas pela Turquia provoca impasse nas relações com os EUA”. Editorial da Folha.

“Faltou governo, sobrou fiasco. Cada novo detalhe divulgado sobre a liberação de recursos do FGTS e do PIS/Pasep confirma o despreparo do governo”. Editorial do Estadão.

“Deterioração. Investe-se pouco, e cada vez menos como proporção do Produto Interno Bruto (PIB), na expansão de rodovias, ferrovias, portos”. Editorial do Estadão.

“As preocupações do presidente. Seria oportuno se elas expressassem prioridades do País”. Editorial do Estadão.

“Em campanha, Morales enfrenta o desgaste da longevidade no poder. A quatro meses do pleito, ruas de La Paz têm sido tomadas por protestos contra sua candidatura”. Editorial do O Globo.

“Investimentos impulsionados pela reforma. Existem muitos projetos no setor de infraestrutura, prontos ou em fase de acabamento, a serem licitados”. Editorial do O Globo.

📃 Outros destaques:

“Bolsonaro critica multa de 40% do FGTS. O presidente Jair Bolsonaro afirmou ontem que a multa de 40% sobre o saldo do FGTS, em caso de demissão sem justa causa, é um peso para os patrões e dificulta o combate ao desemprego. À noite, o Planalto divulgou nota negando que a extinção da multa, prevista na Constituição, esteja em estudo.” Na capa do O Globo.

“A fome que resiste ao discurso oficial. Dados da ONU e do Ipea contestam a afirmação do presidente Bolsonaro de que é “mentira” que haja fome no Brasil. Segundo a ONU, 5,2 milhões de brasileiros padeciam de desnutrição entre 2015 e 2017, ano em que o Ipea mostrou que os miseráveis eram 7,4% da população do país.” Na capa do O Globo.

“FGTS: saque poderá dar ao cotista opção de desistência. O projeto de saques em contas ativas do FGTS que o governo prepara prevê que o trabalhador que optar por retirar parte do saldo anualmente, no mês de aniversário, e depois mudar de ideia poderá desistir dos saques. Nesse caso, o cotista voltaria a ter direito de sacar o saldo total da conta em caso de demissão sem justa causa. O anúncio oficial do projeto será feito na próxima quarta-feira.” Na capa do Estadão.

Bolsonaro apoia decisão de Toffoli no caso do filho. Jair Bolsonaro endossou a decisão do ministro Dias Toffoli, do STF – a pedido da defesa de Flávio Bolsonaro -, de suspender processos que utilizem dados financeiros sem ordem da Justiça. “Pelo o que eu sei, pelo o que está na lei, dados repassados, dependendo para quê, devem ter decisão judicial”, disse.” Na capa do Estadão.

“Presidente ‘esquece’ corrupção. Um dos principais temas do candidato, assunto apareceu em 1,4% das postagens após a posse.” Na capa do Estadão.

“Escola Sem Partido suspende atividades”. Na capa do Estadão.

“Justiça suspende licitação de autódromo no RJ. A pedido do MPF, a Justiça ordenou que a prefeitura do Rio suspenda a contratação da empresa que vai construir o autódromo de Deodoro até a conclusão do estudo de impacto ambiental. Orçada em R$ 700 milhões, a obra faz parte do projeto do Rio de receber o GP do Brasil de F-1 a partir de 2021.” Na capa do Estadão.

“Governo vê risco em sanções ao Irã. Bolsonaro disse que empresas brasileiras correm risco ao infringir sanção dos EUA ao Irã. A Petrobrás se nega a abastecer dois navios no Paraná”. Na capa do Estadão.

“Flávio Dino, o ‘pior governador paraíba’, critica presidente”. Na capa da Folha.

“Fim da multa de 40% sobre FGTS é ‘estudado’, mas ‘desconheço’”. Na capa da Folha.

“Inpe parece ‘a serviço de alguma ONG’ nos dados sobre desmatamento”. Na capa da Folha.

“‘Se não puder ter filtro’ para pornô, Ancine será privatizada ou extinta”. Na capa da Folha.

“Bolsonaro declara que fome no Brasil é mentira, mas recua após polêmica”. Na Folha.

“Fala de Bolsonaro sobre governadores do Nordeste causa polêmica, e gestores cobram explicação”. Na Folha.

“Toffoli já fez 73 voos em aviões da FAB como presidente do STF. Quando assumiu chefia do Supremo, há menos de um ano, ministro disse que retomaria viagens internacionais. No mesmo período no cargo, a antecessora, Cármen Lúcia, viajou 30 vezes em aeronaves da Força Aérea.” Na capa da Folha.

“Exército barra líder indígena em sua própria terra. O Exército barrou um líder e cinco estudantes indígenas de entrar em seu próprio território, na Terra Indígena Alto Rio Negro, no Amazonas. Segundo o Exército, a ordem partiu da Funai, mas o órgão nega a proibição.” Na capa da Folha.

📃 Artigos e colunas:

“Intervir na Ancine é parte da cultura do ódio”. Na coluna de Merval Pereira, no O Globo.

“Todos os Poderes devem obedecer a limites”. Na coluna de Míriam Leitão, no O Globo.

“Decisão de Dias Toffoli amarrou o presidente Jair Bolsonaro e o ministro Sérgio Moro.” Na coluna de João Domingos, no Estadão.

“A disputa de propostas de reforma tributária entre governo e Câmara é gasolina pura”. Na coluna de Adriana Fernandes, no Estadão.

“Meu sonho de ser astronauta surgiu naquele dia. No alto dos meus seis anos, disse ao meu irmão: “Se este astronauta chegou à Lua, eu também posso me tornar um astronauta.” Foi o prelúdio do que se realizaria 31 anos depois.” Artigo de Marcos Pontes, na Folha.

“Regressão. Só a unidade progressista poderá conter a desigualdade crescente”. Artigo de Fernando Haddad, na Folha.

“Por que só agora Toffoli apertou a tecla pause? A decisão de Dias Toffoli de paralisar investigações Brasil afora ficou com a cara daquelas iniciativas movidas pelo casuísmo, recorrente nos andares mais altos do Judiciário.” Na coluna de Fábio Fabrini, na Folha.

“Ser o pior governador na visão de Bolsonaro é uma honraria, diz Flávio Dino”. Na coluna Painel, da Folha.

“Um conto de dois embaixadores. A nomeação de Eduardo Bolsonaro equivaleria a transferir as chaves da embaixada brasileira ao próprio Trump”. Na coluna de Demétrio Magnoli, na Folha.

📊 Mercado: Bolsa de Valores de São Paulo fechou a sexta-feira, 19, em forte queda de -1,21%, a 103.452 pontos. O dólar terminou o dia em alta de 0,48%, a R$ 3,75, e o euro fechou em alta de 0,02%, a R$4,21.

Destaque histórico:

“Em 20 de julho de 1969, o homem pisa pela primeira vez na Lua, com os tripulantes da Apollo 11. Neil Armstrong e Edwin Aldrin desceram ao solo lunar num módulo de pouso, enquanto Michael Collins ficou girando em torno da Lua. Eles ficaram duas horas, trouxeram amostras do solo e informações científicas.” No portal Terra.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notifique-me de
Fechar Menu