Sinopse 01.08.2019: economia é o tema principal das manchetes da grande mídia

? Birô de Imprensa – Ano 2 – Número 264 – A 152 dias do fim do ano de 2019, hoje é quinta-feira, 01 de agosto de 2019, 213º dia do ano.

Sinopse da grande mídia impressa:

? Edição: Sérgio Botêlho

? Manchetes do dia:

“Queda de desemprego e de juros abre espaço para recuperação. Indústria volta a contratar; taxa básica menor pode alavancar investimento”. Manchete de capa do O Globo impresso.

“Juro cai a 6%, menor taxa em 23 anos; BC indica novos cortes. Inflação sob controle e cenário externo pesaram na decisão de reduzir Selic”. Manchete de capa do Estadão impresso.

“Brasil e EUA acompanham tendência e reduzem juros. Taxa básica nacional registra primeira queda em 15 meses; americanos não a baixavam desde 2008. Manchete de capa da Folha impressa.

“Economia ganha novo alento de bancos centrais. Em dia de decisões importantes para o desempenho das economias americana e brasileira nos próximos meses, o Federal Reserve (Fed), a autoridade monetária dos EUA, e o Banco Central (BC) baixaram ontem as taxas básicas de juros, que servem de referência para os mercados dos dois países – no caso do Fed, também para o restante do mundo”. Manchete de capa do Valor Econômico impresso.

? Editoriais do dia:

“A positiva reaproximação com os EUA. Mas não se deve achar que conhecimentos pessoais resolvem tudo na diplomacia”. Editorial do O Globo.

“Preconceito atrasa a obtenção de medicamento derivado da maconha. A aplicação terapêutica do canabidiol enfrenta entraves de cunho ideológico”. Editorial do O Globo.

“O ocaso do Foro de São Paulo. Sustentado por duas mistificações – a ‘democracia’ venezuelana e a ‘inocência’ de Lula da Silva -, o Foro não tem condições de vislumbrar um futuro alvissareiro”. Editorial do Estadão.

“Cinco anos do Plano Diretor. Programas importantes avançaram, mas alguns ficaram apenas no papel”. Editorial do Estadão.

“Desemprego com leve reação. País fechou semestre com cenário ruim, mas com sinais promissores no mercado de trabalho”. Editorial do Estadão.

“Desfeita presidencial. Bolsonaro cria embaraço diplomático ao cancelar encontro com chanceler francês”. Editorial da Folha.

“Ouçam Mujica. Ex-presidente uruguaio rompe omissão da esquerda ao chamar Venezuela de ditadura”. Editorial da Folha.

“Estagnação econômica na Europa reforça freada global. A desaceleração da economia da zona do euro é o mais recente indício de que a economia mundial teve um segundo trimestre fraco, com EUA e China também perdendo algum impulso”. Editorial do Valor Econômico.

? Outros destaques:

“Inpe indica alta de 40% de desmate na Amazônia. Ambiente. Consolidado de 12 meses é feito com base no Deter, sistema de detecção em tempo real do órgão; número costuma antecipar tendência do balanço oficial. Ministro confirma haver aumento, mas diz que dados são interpretados de forma ‘equivocada’”. Na capa do Estadão.

“Deltan incentivou cerco da Lava Jato a Toffoli, revelam mensagens”. Na Folha.

“Bolsonaro ignora Constituição e compara divulgação de mensagens a crime de receptação”. Na Folha.

“Presidente da OAB pede no STF que Bolsonaro esclareça desaparecimento na ditadura”. Na Folha.

“Sou assim mesmo, diz Bolsonaro após série de declarações agressivas”. Na Folha.

“Para Amoêdo, Bolsonaro dá ar à esquerda. O presidente do Novo, João Amoêdo, concentrou-se nos últimos dias em explicar que seu partido se distingue do presidente Jair Bolsonaro. Ele disse ao Valor que o presidente da República, ao investir no sectarismo e fomentar a polarização no país, dá fôlego à esquerda”. Na capa do Valor Econômico.

“Disputa da Eldorado em nova fase. Um ano após o início de uma batalha judicial pelo controle da fabricante de celulose Eldorado Brasil, o conflito entre as sócias J&F Investimentos e Paper Excellence (PE) chegou oficialmente ao Planalto”. Na capa do Valor Econômico.

“País transita entre o emprego e o desalento. Número de ocupados é recorde, mas taxa de desemprego segue alta, novas vagas são precárias e renda recua”. No Valor Econômico.

“Governo quer brecar projeto que libera FGTS. Para Rose de Freitas, “o dinheiro é do trabalhador. E tem que ser uma garantia inclusive caso ele peça demissão””. No Valor Econômico.

“Estagnação econômica na Europa reforça freada global. A desaceleração da economia da zona do euro é o mais recente indício de que a economia mundial teve um segundo trimestre fraco, com EUA e China também perdendo algum impulso”. No Valor Econômico.

“Petrobras deve ter lucro maior que R$ 20 bi. A Petrobras deve reportar hoje os resultados financeiros do segundo trimestre com números impulsionados por seu programa de desinvestimentos”. Na capa do Valor Econômico.

“América Latina crescerá menos devido a cenário externo, diz Cepal. Comissão reduz suas projeções de crescimento da região neste ano, devido à materialização de riscos econômicos externos”. No Valor Econômico.

“Brasil torna-se aliado preferencial extra-Otan dos Estados Unidos”. Na capa do O Globo.

“STF pode antecipar decisão sobre Coaf. Suprema Corte retoma hoje os trabalhos e deve analisar MP sobre demarcação de terras indígenas”. No Valor Econômico.

“Governo propõe derrubar obrigação de tabela do frete. STF também busca solução que agrade caminhoneiros e empresários”. No Valor Econômico.

“Lava Jato apura esquema entre Grupo Petrópolis e Odebrecht em contratos da Petrobras”. Na Folha.

“‘Doleiro dos doleiros’, Dario Messer é preso em São Paulo. Cervejaria é o principal alvo da 62ª da operação, que investiga propina disfarçada de doações; Walter Faria está foragido”. Na capa do O Globo.

“Presos são assassinados durante transferência no Pará. Governo diz que detentos usavam só algema plástica e foram sufocados em caminhão-cela, o que não foi visto por agentes; MP-PA investiga”. Na capa do Estadão.

“Paulo Preto pediu propina para ‘qualificar’ empreiteira a disputar licitação, diz Cavendish”. Na Folha.

“Plano de saúde com hospitais ganha mercado. As operadoras de planos de saúde verticalizadas (que têm hospitais próprios) Hapvida e Intermédica levantaram no mercado R$ 16,2 bilhões desde a oferta inicial de ações, ambas realizadas em abril de 2018”. Na capa do Valor Econômico.

“Novo Mais Médicos tem impasse sobre cubanos. Outro aspecto que não está claro é como o governo bancará o aumento do custo do programa”. No Valor Econômico.

“Bolsonaro revê Itaipu para conter crise no Paraguai. Sob pressão. Opositores decidem abrir processo para afastar Mario Abdo Benítez em razão de acordo firmado em maio com governo brasileiro, pelo qual paraguaios pagariam mais por energia; Bolsonaro aceita rever pacto para evitar destituição de um aliado”. Na capa do Estadão.

“Governo distribui cargos no Incra entre deputados. Poderes. Ao menos 8 dos 10 indicados para ocupar superintendências têm deputados como padrinhos; secretário de Assuntos Fundiários vê ‘sintonia’ com parlamentares”. Na capa do Estadão.

“Azul ganha licenças e acirra competição na ponte aérea. Outras três empresas ganham licenças. Para analistas, mais competição na ponte aérea Rio- SP deve reduzir preços”. Na capa do O Globo.

“Enseada de água imunda. Na Zona Sul, rompimento de comporta, por força da água, leva lixo e esgoto para Baía. Na Barra, parte de ciclovia cede”. Na capa do O Globo.

? Colunas e artigos:

“Arroubo retórico de Bolsonaro não interfere em plano de aprovação da reforma da Previdência”. Na coluna Painel, da Folha.

“A ideia do imposto único guarda um objetivo único. Proposta de defensores é começar a transição pela desoneração da folha de pagamento”. Na coluna de Roberto Dias, na Folha.

“Governantes estimulam infrações e instalam anarquia ambiental no país. Ao desautorizar punições, Bolsonaro e governador incentivam o descumprimento da lei”. Na coluna de Bruno Boghossian, na Folha.

“Fale mais, Bolsonaro. O peixe e o falastrão quase sempre morrem pela boca”. Na coluna de Mariliz Pereira Jorge, na Folha.

“Na contramão do mundo. Agenda de Bolsonaro mobiliza coalizão política tão forte quanto sem sintonia global”. Na coluna de Maria Hermínia Tavares de Almeida, na Folha.

“Ao dizer que não possui estratégia, Bolsonaro apenas torna evidente que neste momento não sabe aonde quer chegar.” Na coluna de William Waack, no Estadão.

“Governo Bolsonaro seria melhor sem Bolsonaro”. Na coluna de Ascânio Seleme, no O Globo.

“A estratégia do insulto. Trump e Bolsonaro dizem não ter uma estratégia por trás do discurso agressivo. Mas o objetivo deles é claro: acirrar a divisão e manter a tropa mobilizada”. Na coluna de Bernardo Mello Franco, no O Globo.

“O poder contra a liberdade. Os ataques do presidente da República a reportagens que apontam suspeitas de conduta indevida em trocas de mensagens entre membros do Ministério Público Federal e representantes do Judiciário por ocasião do julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva mostram um sinal – mais um – da mentalidade antidemocrática no poder.” Artigo de Eugênio Bucci jornalista, é professor da ECA-USP.

“Lava-Jato mostra força após divulgação de diálogos”. Na coluna de Merval Pereira, no O Globo.

“Juros mais baixos podem ajudar a ansiada recuperação econômica. Mas será necessário o equilíbrio das contas públicas.” Na coluna de Celso Ming, no Estadão.

“Juros baixos para uma economia fraca. Na coluna de Miriam Leitão, no O Globo.

“Governo usa youtubers para bombar Saque Certo. Sob alegação de falta de recursos para gastar com publicidade e bombar sua grande aposta popular neste segundo semestre, a liberação do saque do FGTS, o governo vai recorrer às redes sociais.” Na Coluna do Estadão, no Estadão.

“Sem senso de urgência ao arrumar a economia. A economia brasileira está perto de completar cinco anos desde que, em 2015 e 2016, afundou num buraco onde ainda está, sem saída à vista. Problemas econômicos do País se agravaram enquanto soluções foram procrastinadas”. Artigo de Roberto Macedo economista (UFMG, USP E Harvard), professor sênior da USP, é consultor econômico e de ensino superior, no Estadão.

? Mercado: Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou em queda de -1.09%, a 101.812 pontos. O dólar terminou o dia em alta de 0,69%, a R$ 3,82, e o euro em baixa de -1,02%, a R$ e,19.

Destaque histórico:

“Em 01 de agosto de 1944, na Segunda Guerra Mundial: Revolta de Varsóvia contra a ocupação alemã nazista irrompe em Varsóvia, na Polônia.” Na Wikipédia.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


    Inscreva-se
    Notifique-me de
    guest
    0 Comentários
    Inline Feedbacks
    View all comments