Ipea e SGP vão traçar radiografia do serviço público federal

Cooperação técnica viabilizará estudos em busca de maior eficiência da gestão pública, a partir de radiografia do serviço público federal

O secretário de Gestão e Desempenho de Pessoal do Ministério da Economia (SGP/ME), Leonardo José Mattos Sultani, visitou, nesta sexta-feira (10/12), a unidade do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) no Rio de Janeiro, para estabelecer acordo de cooperação técnica entre as duas instituições. No encontro, o presidente do Ipea, Carlos von Doellinger, falou sobre a importância da parceria. “Será feito um mapeamento bem extenso de estudos e pesquisa sobre gestão de pessoal que vai traçar uma radiografia da administração pública do Brasil para encontrar perfil e características dos servidores civis, para maior compreensão e funcionamento das organizações e busca de maior eficiência e funcionalidade da gestão pública”, detalhou o presidente.

Acesse aos DESTAQUES DA GRANDE MÍDIA IMPRESSA, DIA A DIA

Sultani destacou também a celebração do acordo e a importância da parceria com o Ipea para a elaboração de estudos sobre o setor público. “O Ipea dispõe de profissionais altamente especializados na realização de estudos e pesquisas. E esses trabalhos poderão nos prover de subsídios para que tenhamos um processo de tomada de decisão e estabelecimento de políticas muito mais sólidas”, comentou. O secretário ainda informou que há, atualmente, no executivo civil federal, aproximadamente 600 mil servidores ativos e 735 mil aposentados e pensionistas. “Ou seja, somos responsáveis pela administração de mais de 1,3 milhão de vidas. Quando observamos os servidores ativos, estão distribuídos em mais de 200 órgãos e entidades do executivo civil federal, presente em mais de 26 estados e no Distrito Federal, precisando levar serviço aos cidadãos que estão nos mais de 5.570 municípios no Brasil”, afirmou.

A diretora de Estudos e Políticas do Estado, das Instituições e da Democracia do Ipea, Flávia de Holanda Schmidt, disse que os dados a serem produzidos, ao longo dos dois anos de pesquisas previstos no acordo, irão permitir elaborar comparativos com experiências internacionais. “No Ipea, como um instituto que pensa nas políticas públicas do país, não há como não pensar na melhoria da entrega dos serviços públicos à sociedade, sem pensar no futuro do serviço público”, declarou. A diretora agradeceu a parceria e falou sobre o início dos trabalhos. “A partir do dia 1º de janeiro de 2022, já estaremos a pleno vapor com nossa equipe de pesquisadores e bolsistas que vão trabalhar nesse projeto”, anunciou.

O técnico de planejamento e pesquisa do Ipea, Alexandre Gomide, falou sobre a satisfação em participar do projeto. “Espero que consigamos excelentes resultados, principalmente na questão da gestão de pessoal porque nessa área temos muito senso comum, mas poucas evidências. Espero que possamos trazer mais evidências para formular políticas públicas mais consistentes para melhorar o serviço público brasileiro”, previu o pesquisador.

Assessoria de Imprensa e Comunicação
(21) 98556-3093
[email protected]

You may also like

Inscreva-se
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments