Segunda onda da Covid-19; Covas, 47%, Boulos, 35%; Pfizer conclui testes; home office perde apoio; PPPs e concessões no DF

*Segunda onda da Covid-19; Covas, 47%, e Boulos, 35%; Pfizer conclui testes; home office perde apoio; PPPs e concessões no DF*. Esses são destaques da grande mídia impressa, nesta quinta-feira, 19 de novembro de 2020. Veja na *sinopse do noticiário*.

*BIRÔ DE IMPRENSA*, Ano III, Nº 740, de 19.11.2020

🖋 Edição: _Sérgio Botêlho_

📃 *Manchetes do dia*:

“Em meio à segunda onda, mundo se aproxima da vacina emergencial. Rio tem o maior número de mortes no país, 505 em 14 dias’” *Manchete de capa do O Globo*.

“Covas larga no 2º turno com 47% e Boulos, com 35%, aponta Ibope. Prefeito é considerado por 63% o vencedor mais provável; um em cada cinco eleitores diz que pode mudar voto” *Manchete de capa do Estadão*.

“Pfizer conclui testes e diz que vacina é 95% eficaz. Brasil não tem infraestrutura para receber o produto para o início de 2021.” *Manchete de capa da Folha*.

“Home office perde apoio e tendência é modelo híbrido. Análises feitas pela Orbit Data Science indicam forte queda na satisfação dos brasileiros com o trabalho em casa. ” *Manchete de capa do Valor Econômico*.

“PPPs e concessões para acelerar economia do DF. O governador Ibaneis Rocha (E) defendeu, ontem, a maior cooperação entre o Executivo local e a iniciativa privada em 2021.” *Manchete de capa do Correio Braziliense*.

 *Editoriais do dia*:

_*FOLHA*_

°”Cara de pau. Bolsonaro, que nunca se importou com madeireiros ilegais, quer fustigar europeus.” 

°”Etiópia à beira do caos. País vive ameaça de guerra civil apenas um ano após premiê receber Nobel da Paz.”

_*O GLOBO*_

°”Isolacionismo de Bolsonaro já faz do Brasil um pária. Participação na cúpula do Brics deixa clara a ameaça de o país persistir na política externa solitária.” 

°”Deterioração das contas públicas exige resposta urgente do governo. Situação fiscal crítica mostra que Executivo e Legislativo não podem mais protelar agenda de reformas.” 

_*ESTADÃO*_

°”Descuido mortal. Nada poderia ser mais inconsequente do que tomar medidas de flexibilização da quarentena como sinal inequívoco de que tudo voltou ao normal..”

°”O calvário peruano. Com a escolha de Francisco Sagasti, o país teve em uma semana três presidentes.” 

°”A integração comercial na Ásia-Oceania. Um novo bloco regional está surgindo, em que UE e EUA têm menos voz e a China, cada vez mais..” 

°”A necessária avaliação das políticas públicas. O Cmap, do Ministério da Economia, é destinado a combater desperdícios e o mau uso de dinheiro público” 

_*VALOR ECONÔMICO*_

°“China dribla guerra comercial com grande acordo multilateral. China aproveitou o vácuo deixado por Donald Trump para urdir uma rede compacta de relações econômicas em sua própria região” 

_*CORREIO BRAZILIENSE*_

°“A ameaça da segunda onda. O Brasil enfrenta a segunda onda da Covid-19, afirma o pesquisador Domingo Alves, responsável pelo Laboratório de Inteligência em Saúde (LIS), da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), que há oito meses acompanha o comportamento da epidemia.” 

📈 *Bolsa de Valores*Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou a quarta-feira, 18, em queda de -1.05%, a 106.119 pontos. O dólar terminou o dia em alta de 0,15%, a R$ 5,34.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


    Inscreva-se
    Notifique-me de
    guest
    0 Comentários
    Inline Feedbacks
    View all comments