Planalto cogita saída de Weintraub; retomada no Brasil será lenta

Planalto cogita saída de Weintraub; retomada no Brasil será lenta. Esses são destaques da grande mídia, nesta terça-feira, 16 de junho de 2020, na seção DESTAQUES DA GRANDE MÍDIA IMPRESSA.

🖋 Edição: _Sérgio Botêlho_

📃 *Manchetes do dia*:

“Corda esticada. Bolsonaro cogita saída de Weintraub para tentar conter desgaste com STF. ‘Não foi muito prudente participar’, disse presidente sobre ida do ministro a ato domingo.” *Manchete de capa do O Globo*.

“Retomada no Brasil deve ser mais lenta que em 90% dos países. Baixo crescimento e medidas descoordenadas contra pandemia agravam recuperação.” *Manchete de capa do Estadão*.

“Planalto prepara saída de Weintraub. Criticado por Bolsonaro após ter participado de ato contra STF, ministro deve cair, mas presidente quer desfecho honroso.” *Manchete de capa da Folha*.

“Governo quer facilitar a readmissão de demitidos. Ideia é alterar portaria de 1992 que impede recontratações num prazo inferior a três meses. ” *Manchete de capa do Valor Econômico*.

“Weintraub está por um fio no governo. Extremista é presa. Polícia Federal amplia o cerco a radicais em Brasília. Cinco estão foragidos. STF forma maioria para manter ministro da Educação no inquérito das fake news. Oficiais da reserva lançam carta com ataques a ministro do Supremo. ” *Manchete de capa do Correio Braziliense*.

📃 *Editoriais do dia*:

_FOLHA_

“Fora, Weintraub. Jagunço do bolsonarismo e prócer do golpismo, envergonha a democracia e a pasta.” 

“Testes ocultos. Faltam dados cruciais para avaliar eficácia do poder público diante da Covid-19.”

_O GLOBO_

“É preciso impedir que a milícia acelere construções na pandemia. Organizações criminosas se aproveitam de vácuo na fiscalização para agir.” 

“Ataque à democracia não pode ficar impune. Mecanismos de defesa do regime têm de ser acionados, para evitar que insegurança paralise o país.” 

_ESTADÃO_

“Esticando a corda. Para o general Luiz Eduardo Ramos, o Judiciário estará provocando uma reação militar se entender que houve irregularidade na campanha de Bolsonaro.”

“Saneamento, uma questão de consciência. Não existe respeito à dignidade humana sem rede de água e de esgoto.” 

“Mansueto, pregador das instituições. Ordem institucional dá segurança ao ajuste das finanças, lembra o secretário.” 

“A pandemia e a queda da produtividade. As perdas que o País vem acumulando afastam-no ainda mais de outras economias em desenvolvimento.” 

_VALOR ECONÔMICO_

Inflação corre muito abaixo da meta definida pelo CMN. Será importante o Copom sinalizar que tem instrumentos para cumprir a meta de inflação e que, se necessário, vai utilizá-los.” 

_CORREIO BRAZILIENSE_

“Caldo de cultura. A “irrelevante” pirotecnia em frente ao STF, entendida como agressão à democracia, mereceu justo repúdio do presidente Dias Toffoli, autoridades e cidadãos de variadas tonalidades partidárias. Como disse o ministro Barroso, “há diferença entre militância e bandidagem”. As instituições estão em pleno funcionamento para estabelecer limites.” Editorial do Correio Braziliense.

📈 Bolsa de Valores

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou a segunda-feira, 15, em baixa e -0,45%, a 92.376 pontos. O dólar terminou o dia em alta de 1,84%, a R$5,14.

Destaque histórico:

Informações sobre o dia de hoje na história, é só clicar.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


Inscreva-se
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments