Rio de Janeiro, economia e denúncia são os destaques das manchetes dos jornais

Primeira Hora – Anexo 6

Rio de Janeiro, economia e denúncia são os destaques das manchetes dos jornais. Agora, Crivella enfrenta CPIs; construção civil volta aos níveis de 2009; Polícia Federal denuncia ministro.

SINOPSE NACIONAL DE 14 DE JULHO DE 2018

Edição: Sérgio Botêlho 

JORNAIS:

Manchete e destaques do jornal O Globo: CPIs são uma nova ameaça a Crivella. Vereadores querem apurar atos do prefeito na saúde. Ministério Público estadual investigará ficha distribuída a fiéis de uma igreja para agendar consulta. Vereadores conseguiram as assinaturas necessárias para encaminhar duas Comissões Parlamentares de Inquérito com o objetivo de investigar atos do prefeito Marcelo Crivella/

Prefeito debocha de denúncia sobre encontro com pastores/

É preciso encorajar as meninas’. Prêmio Nobel da Paz de 2014, a paquistanesa Malala Yousafzai, que se tornou símbolo da luta pelo direito das jovens de frequentar escolas após sofrer um atentado dos talibãs, se diz impressionada com sua popularidade no Brasil. Em visita ao Rio, ela esteve, ontem, em laboratório tecnológico da PUC. “Luto pela educação das garotas em todo o mundo, e no Brasil há 1,5 milhão de meninas fora da escola”, disse ela ao GLOBO/

Divisão de verbas do fundo eleitoral gera divergências. Na primeira eleição financiada exclusivamente com recursos públicos e de pessoas físicas, partidos como MDB e PSDB enfrentam conflitos internos para repartir cerca de R$ 1,7 bilhão disponível no fundo eleitoral/

Procurador indicia 12 russos na investigação sobre Trump. O procurador especial Robert Mueller indiciou mais 12 russos — todos da Inteligência militar — na investigação sobre o suposto conluio na campanha do presidente Donald Trump à Casa Branca com a Rússia/

Divisão de verbas do fundo eleitoral gera divergências. Repasses prioritários do fundo eleitoral para candidatos a deputado geram insatisfação/

Fernando Gabeira: Manhã de domingo. Tentativa de libertar Lula exige um debate sério sobre os rumos do país, mas parte substancial da esquerda se fixa no líder petista/

Falta de critérios e de punições ameaça financiamento de candidatas. Destinação de 30% do Fundo Eleitoral não é clara, e mulheres temem concentração/

Marun ameaça aliados do governo que apoiarem Ciro. Partidos da base, que pretendem aderir unidos a uma candidatura ao Planalto, reagiram com desdém/

Flávio Rocha, do PRB, desiste do Planalto. Após anúncio, partido encaminha apoio ao tucano Geraldo Alckmin/

No Pará, Bolsonaro prega garimpo de quilombolas. Deputado tenta reduzir imagem negativa com grupos após frase que gerou denúncia por racismo. Em evento em Parauapebas, no interior do Pará, o presidenciável Jair Bolsonaro, do PSL, prometeu ontem que, se for eleito, vai levar “progresso” a aldeias indígenas e permitir que quilombolas abram garimpo em terras demarcadas ou até mesmo possam vendê-las/

PF indica que Aécio atuou para maquiar dados usados por CPI. Relatório aponta ‘provas indiciárias’ da participação de senador/

Petrobras reconhece compras sem controle. Delatores afirmam que ‘informalidade’ abriu margem para acerto de propina/

Cristiane Brasil pede ao STF aval para participar da convenção do PTB. Deputada está proibida de entrar em contato com investigados na operação Registro Espúrio/

Lula, o ‘garoto-propaganda’ da JBS. Investigado como operador de Mantega diz à PF que ex-presidente pediu agilidade em aporte do BNDES/

PGR: Moro é imparcial com o ex-presidente. Procuradoria respondeu a pedido da defesa, que quer afastar juiz do caso de Atibaia/

Chefe do COR é exonerado e sai atirando. Sangineto diz que sistema do Centro de Operações do Rio ‘está inoperante’ e acusa secretário de interferência indevida. “Se existe uma degradação do COR, não me cabe falar. Amendola que resolva esse abacaxi”, diz Guilherme Sangineto, ex-chefe-executivo do COR/

Editorial1: Agenda do próximo governo fica mais difícil. A aprovação no Congresso de mais despesas piora as expectativas para 2019 e aumenta o desafio ao próximo presidente, algo que o eleitor precisa considerar/

Editorial2: Trump erra ao aprofundar guerra comercial com China. A reação às tarifas de Trump já provoca o redesenho da geografia comercial do mundo, além de enfraquecer o multilateralismo num momento em que a economia ensaia sua recuperação da crise global de 2008. E, neste aspecto, todos os países vão perder em alguma medida.

Manchete e destaques do jornal Estado de São Paulo: Construção civil encolhe 20% e volta ao nível de 2009. Queda da atividade do setor nos últimos 4 anos é um dos fatores que frustraram a retomada da economia do País. A construção civil, considerada um dos setores que dariam impulso à economia e à geração de empregos no País, encolheu 20,5% em quatro anos, fechou 1,2 milhão de postos de trabalho e se mantém nos mesmos níveis de 2009. O atual desempenho só não é pior do que o registrado entre 1981 e 1984, quando recuou 22,5%./

Empresas estão pessimistas. Nenhum outro setor teve desempenho tão ruim nos últimos anos e, segundo o vice-presidente de Economia do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de SP, Eduardo Zaidan, empresas não veem sinais de melhora/

Trump nega ter criticado May e fala em acordo. Após repercussão negativa, presidente volta atrás e acusa jornalistas de espalharem ‘notícias falsas’ durante sua visita ao Reino Unido/

Covas muda plano de concessão do Ibirapuera. Administração. Bruno Covas (PSDB) vai excluir do projeto área de estacionamento que pertence ao Estado, após pressão do governador Márcio França (PSB). No futuro edital, obrigação de administrar quatro parques da periferia também vai sair do pacote/

Bolsonaro defende PMs que mataram sem-terra no Pará. Em Eldorado do Carajás (PA), onde 19 sem-terra foram mortos por PMs em 1996, Bolsonaro defendeu os autores do crime: “Quem tinha de estar preso era o pessoal do MST, gente canalha e vagabunda”/

Projeto prevê pena para corrupção privada/

Covas muda plano de concessão do Ibirapuera. O prefeito Bruno Covas (PSDB) vai excluir área do governo do Estado do plano de concessão do Parque do Ibirapuera. A mudança foi anunciada após pressão do governador Márcio França (PSB)/

‘Não consigo enxergar um nome que una o centro’. Ao desistir da disputa, Flávio Rocha descarta ser candidato a vice e diz que cabe ao PRB decidir apoio a outra campanha/

Marun afirma que aliados de Ciro devem entregar cargos no governo. Articulador do Planalto chama pré-candidato de oportunista; pedetista diz que Temer comete crime eleitoral ‘à luz do dia’/

Renan prepara campanha contra a candidatura de Meirelles na convenção/

CPIs contra Crivella já têm assinaturas. Vereadores de oposição ao prefeito do Rio, Marcelo Crivella (PRB), conseguiram ontem as 17 assinaturas necessárias para a abertura da CPI para investigar o Sistema de Centrais de Regulação, que trata da organização da fila de pacientes para o acesso à rede pública de saúde. Os apoios foram colhidos pela bancada do PSOL. A CPI vai investigar se o prefeito favoreceu pastores e fiéis da Igreja Universal/

Alvos da Odebrecht pedem fim de inquéritos. Cinco parlamentares citados em delação solicitam ao STF o arquivamento dos casos/

Coluna do Estadão: Mensagens evidenciam crise na defesa de Lula. As divergências entre os advogados do ex-presidente Lula se acentuaram ontem após o filho de Sepúlveda Pertence, Eduardo, ter enviado mensagens para os advogados Cristiano Zanin e Valeska Teixeira Martins em um grupo de WhatsApp: “Não precisamos de vocês para ter qualquer tipo de protagonismo! Meu pai é e sempre será maior que vocês”, escreveu/

Adriana Fernandes: Negociações para retirada da proibição ao reajuste de servidores foram uma aula de Brasil, com parlamentares sob ameaça/

Fernando Reinach: Cientistas descobriram que ratos e camundongos, assim como os humanos, também tomam decisões irracionais. Nosso cérebro muitas vezes toma decisões irracionais. Um exemplo é a maneira como decidimos interromper certo tipo de tarefa antes de ter sucesso/

João Domingos: O papel do PSB. O anúncio do governador Paulo Câmara, de Pernambuco, de apoio à candidatura presidencial de Lula, e a pressão pela neutralidade do partido exercida pelo governador de São Paulo, Márcio França, desestabilizaram o PSB. E, pelo menos por enquanto, deram uma esfriada nas negociações dos socialistas com o pré-candidato Ciro Gomes, do PDT/

Editorial1: Os perigos de um plantão. Carteirada do desembargador Rogério Favreto demonstrou como o mero exercício do plantão judiciário pode ser prejudicial à própria Justiça/

Editorial2>: A Justiça perdulária. Academia de ginástica no TJRJ é mais uma demonstração da desconsideração do Poder Judiciário com os contribuintes/

Editorial3: Partido estranho. Na quarta-feira passada, durante votação do projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2019, o líder do PSDB na Câmara, deputado Nilson Leitão, informou que o partido não teria um posicionamento oficial a respeito da proibição de reajustes para servidores públicos no ano que vem. O PSDB liberou a bancada para que cada parlamentar votasse como bem entendesse. Dos 25 deputados do partido que participaram da votação, 20 manifestaram-se a favor da permissão de aumento para o funcionalismo. Houve uma abstenção, e apenas quatro deputados tucanos apoiaram a proibição do reajuste. Ao fim, com o apoio dos 20 votos dos deputados do PSDB, o Congresso excluiu do texto da LDO de 2019 a proposta favorável à responsabilidade fiscal.

Manchete e destaques do jornal Folha de São Paulo: Ministério fraudou parecer para atender Marun, segundo PF. Investigação aponta que ministro solicitava facilidades para sindicatos de Mato Grosso do Sul em troca de apoio político. Relatório da Polícia Federal diz que integrantes do Ministério do Trabalho atropelavam exigências legais e fabricavam pareceres fraudulentos para atender a pedidos do ministro Carlos Marun (Secretaria de Governo). De acordo com a investigação da PF, o ministro solicitava facilidades para sindicatos de Mato Grosso do Sul, possivelmente em troca de apoio político no estado, que é seu reduto eleitoral, informa Fábio Fabrini. As demandas estão registradas em mensagens de maio. Marun disse que os casos citados são encaminhamentos rotineiros de demandas recebidas. “Não houve qualquer tipo de contrapartida”, afirmou/

Empresários temem ano perdido após caminhoneiros. Como consequência da paralisação dos caminhoneiros, em maio, empresários temem que 2018 esteja perdido. Donos de restaurantes, atacadistas,varejistas e a indústria já reveem suas projeções para o ano. Argumentam que parte das perdas registradas depois da paralisação é irrecuperável. Para eles, os estragos causados sobre a confiança de empresários e consumidores deverão ser mais duradouros do que o previsto/

Procuradoria-Geral defende Moro em processo de Lula. A Procuradoria-Geral da República se posicionou contra o pedido da defesa do ex-presidente Lula para considerar o juiz Sérgio Moro suspeito e afastá-lo da ação sobre o sítio de Atibaia. Segundo o subprocurador-geral Nívio de Freitas Silva Filho,Moro foi imparcial no processo/.

Empresário Flávio Rocha desiste da corrida ao Planalto/

Pós-eleição, cenário de crise é inevitável. Luís F. Carvalho Fº. O sistema eleitoral,contaminado pelo ranço autoritário e pelo cinismo,aproxima-se do esgotamento. O cenário de crise é inevitável e a legitimidade do futuro governo corre risco, independentemente do resultado/

Governo de SP faz prefeitura mudar concessão de parque. O governador Márcio França (PSB) pediu ao prefeito Bruno Covas (PSDB) que suspenda concessão à iniciativa privada do parque Ibirapuera, que inclui terrenos do estado. Covas então anunciou retirada da área estadual e redução de parques na periferia dos quais a empresa vencedora cuidará/

Indústria pressiona e propõe novo alerta para sal, açúcar e gordura em rótulos/

Editorial1: Modelo de risco. Iniciativa do governo ameaça desorganizar ainda mais o setor que atua em saneamento básico/

Editorial2: Crivella na berlinda. São claros os sinais de que o prefeito desrespeitou princípios de isenção e moralidade.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notifique-me de
Fechar Menu