Resultados da eleição domina o noticiário

*Centro não bolsonarista vence pleito.Paes e Covas vencem, celebram política e refutam radicalismo. Vitória de tucano simboliza triunfo do discurso de centro. Covas é reeleito; no país, PT e Bolsonaro são derrotados. PT some das capitais, centro vence e abstenção dispara*. Esses são destaques da grande mídia impressa, nesta segunda-feira, 30 de novembro de 2020. Veja na *sinopse do noticiário*.

*BIRÔ DE IMPRENSA*, Ano III, Nº 751, de 30.11.2020

🖋 Edição: _Sérgio Botêlho_

📃 *Manchetes do dia*:

“Centro não bolsonarista vence pleito. Entre os candidatos para quem o presidente Jair Bolsonaro pediu votos no segundo turno, só Tião Bocalom (PP) se elegeu, em Rio Branco. ” *Manchete de capa do Valor Econômico*.

“Paes e Covas vencem, celebram política e refutam radicalismo. Prefeito eleito do Rio diz que país precisa ‘sair do ambiente de confronto’” *Manchete de capa do O Globo*.

“‘RESTAM POUCOS DIAS PARA O NEGACIONISMO’. Vitória de tucano simboliza triunfo do discurso de centro. Resultado nas maiores cidades do País consolida derrota do PT, que fica fora das capitais. Candidatos apoiados por Bolsonaro também sofrem reveses” *Manchete de capa do Estadão*.

“Covas é reeleito; no país, PT e Bolsonaro são derrotados. É possível fazer política sem ódio, diz prefeito. Apoiados pelo presidente caem nas urnas. Partido de Lula fica sem eleitos nas capitais. Abstenção vai a 29,5% com Covid.” *Manchete de capa da Folha*.

“PT some das capitais, centro vence e abstenção dispara. Segundo turno das eleições municipais, o brasileiro fez algumas escolhas contundentes e deixou pistas para 2022..” *Manchete de capa do Correio Braziliense*.

 *Editoriais do dia*:

_*FOLHA*_

°”SP, dedicação integral. Covas venceu com atenção a temas locais; votação de Boulos ressalta demandas.” 

°”Mordaça judicial. Casos de censura a publicações despertam, felizmente, a reação da democracia.”

_*O GLOBO*_

°”Vitória de Paes traz oportunidade para o Rio se reerguer. Desta vez, porém, ele não terá a mesma bonança do passado: administrará uma cidade falida.” 

°”A dificuldade dos ‘postes’ para irradiar luz própria depois de eleitos. Padrão se repete na América do Sul: uma vez na Presidência, as criaturas se voltam contra os criadores” 

_*ESTADÃO*_

°”Os múltiplos desafios do prefeito. Num país até recentemente marcado pela disputa extremista de esquerda e direita, reeleição de Covas é indicativo de que tempo das aventuras passou.”

°”O espectro da fome. Até o fim de 2020, 5,4 milhões de brasileiros devem cair na vala comum da miséria.” 

°”Entre o desemprego e a fantasia. Desemprego bateu recorde, mas o ministro Paulo Guedes vive em outro mundo..” 

_*VALOR ECONÔMICO*_

°“Agenda fiscal requer urgência do Executivo e do Legislativo. Sem votação da LDO, governo não poderá realizar gastos a partir de 1º de janeiro” 

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


    Inscreva-se
    Notifique-me de
    guest
    0 Comentários
    Inline Feedbacks
    View all comments