CCJ deixa votação da Reforma da Previdência para segundo plano e prioriza votação da PEC do Orçamento Impositivo, nesta semana

 

Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), líder da maioria, votou favoravelmente à inversão da pauta

Na continuidade dos debates na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, e em mais uma votação, a maioria dos parlamentares  que compõem o colegiado decidiram votar primeiramente a Proposta de Emenda à Constituição do Orçamento Impositivo, que torna obrigatório o pagamento de emendas de bancada, assim como já acontece com as emendas individuais dos parlamentares.

A decisão da CCJ contraria os interesses do governo que pretendia a votação prioritária da proposta de Reforma da Previdência. Ao se configurar a vitória da inversão de pauta, priorizando a PEC do Orçamento Impositivo, setores parlamentares governistas mudaram o voto para favorável à proposta.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notifique-me de
Fechar Menu