Reforma: com a comissão, o jogo será ainda mais pegado

Crédito da foto: Sérgio BotêlhoSérgio Botêlho

A novidade maior para a semana que se encerra fica por conta do andamento da reforma da Previdência, com a aprovação da admissibilidade, pela CCJ, e a constituição da comissão especial que vai analisar a reforma, no conteúdo.

Se na CCJ, onde havia o limite da apreciação apenas da parte formal da proposta, e, os parlamentares terminaram retirando itens do próprio mérito do texto, agora, na comissão especial, os cortes podem ser mais amplos.

Primeiro anotar que a Mesa que vai comandar o referido órgão colegiado, se não possui ninguém da oposição, também não registra nenhum nome dos dois partidos que formam a base do governo, a saber, o Partido Novo e o PSL.

Na presidência, o deputado Marcelo Ramos (PR-AM), e, na relatoria, o deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), ambos, é verdade, defensores da reforma, mas, não necessariamente do texto completo que veio do governo.

Em seus discursos de ontem, por sinal, após tomarem posse, tanto um quanto o outro acenaram para a necessidade de um relatório final mais próximo do consenso, enfatizando, inclusive, a colaboração, com propostas, dos oposicionistas.

O próprio presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que assume papel, no progresso da reforma, ainda mais relevante a partir da instalação da comissão especial, enfatizou a conveniência de que se produza um texto “de consenso e com diálogo”.

Por acordo entre seus membros e a presidência da Câmara, a comissão especial não vai se reunir na próxima semana, por conta do feriado do Dia do Trabalho, na quarta-feira, 01. Para valer, mesmo, a comissão se reúne a partir da outra semana, a ter início em 07 de maio.

As previsões variam sobre o prazo para que a proposta da reforma da Previdência seja, finalmente, votada no plenário da Câmara, para entre os meses de junho e julho. Façam suas apostas.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


    Inscreva-se
    Notifique-me de
    guest
    0 Comentários
    Inline Feedbacks
    View all comments