Refazendo as contas. Fechado o domingo, último dia das convenções, agora são 13 as candidaturas que disputarão a Presidência da República. PCdoB retira Manuela e PT indica vice de Lula, na pessoa do ex-prefeito paulista, Fernando Haddad

Sérgio Botêlho

Encerrado o prazo para a realização de convenções visando a escolha de candidatos ao pleito presidencial de 2018, os candidatos ao lugar do presidente Michel Temer são exatamente 13.

Será a eleição presidencial com o segundo maior número de candidatos depois da redemocratização do país, perdendo, apenas, para o primeiro desses pleitos, em 1989, quando 22 candidatos disputaram a Presidência da República.

Os candidatos à Presidência são os seguintes, com respectivos vices:

O ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles é o candidato do MDB, e tem como vice o ex-governador gaúcho, Germano Rigotto, também do MDB.

Geraldo Alckmin, ex-governador de São Paulo, é o candidato do PSDB, e tem como vice a senadora Ana Amélia, do PP do Rio Grande do Sul.

Ciro Gomes, ex-governador do Ceara é o candidato do PDT, e tem como sua vice a senadora Kátia Abreu, do mesmo partido de Ciro.

Álvaro Dias é o candidato do Podemos, e tem como seu vice o ex-presidente do BNDES, no governo Temer, Paulo Rabello de Castro, do PSC.

O Cabo Daciolo é o candidato do Patriota, e tem como vice a professora Suelene Balduino Nascimento.

Guilherme Boulos é o candidato do PSOL, e tem como vice a ativista indígena Sonia Guajajara.  

O deputado federal Jair Bolsonaro é o candidato do PSL, e tem como vice o general Mourão, do PRTB.

O ex-banqueiro João Amoêdo é o candidato do Partido Novo, tendo como vice o professor universitário Christian Lohbauer.

José Maria Eymael é o candidato da Democracia Cristã, e tem como vice o pastor Helvio Costa.

Marina Silva é a candidata da Rede Sustentabilidade e tem como vice o médico Eduardo Jorge, do Partido Verde.

Vera Lúcia é a candidata do PSTU, e tem como vice o militante maranhense Hertz Dias. O filho do ex-presidente João Goulart, João Goulart Filho, será o candidato do Partido Pátria Livre, tendo como seu vice o professor da Universidade Católica de Brasília, Léo Alves.

Por fim, o PT vai de Lula para a Presidência, tendo como vice o ex-prefeito paulistano, Fernando Haddad. Caso a Justiça Eleitoral vete a candidatura do ex-presidente, Haddad assumiria a candidatura à Presidência com Manoela D’Ávila, do PCdoB, na vice. Essa é a informação.

Deixe uma resposta

Fechar Menu