Projeto de jogos de azar é prioridade na Câmara para 2022

Projeto de jogos de azar ainda poderá receber emendas de Plenário e destaques de bancada; discussão segue até fevereiro de 2022

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou na última quinta-feira (16/12), com 293 votos favoráveis, 138 contrários e 11 abstenções, o requerimento de urgência ao PL 442/1991. O projeto, de autoria do então deputado Renato Vianna (PMDB/SC), trata da legalização de jogos de azar.

Segundo o presidente da Câmara dos Deputados, deputado Arthur Lira (PP/AL), o projeto teve sua discussão iniciada durante a sessão, mas a votação ocorrerá apenas no próximo ano legislativo. Poderão ser apresentadas emendas de Plenário e destaques de bancada até o anúncio formal do encerramento da discussão, previsto para fevereiro do ano que vem.

A ANFIP reforça seu posicionamento contra o projeto. Os efeitos deletérios resultantes da jogatina superam qualquer possível ganho econômico advindo da prática, que além de estimular atividades ilícitas como corrupção, prostituição, tráfico de drogas e lavagem de dinheiro, pode causar sérios danos à saúde, desencadeando doenças como a ludopatia – transtorno compulsivo patológico reconhecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS), causado pelo vício em jogos. As desvantagens se agravam, ainda, pela impossibilidade de controle e fiscalização efetivos das atividades, devido à grande extensão do território nacional e ao déficit de servidores públicos na carreira.

Edição do Anexo 6: Sérgio Botêlho, com informações da Agência Câmara

You may also like

Inscreva-se
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments