Primeira hora: Mídia destaca desencontros da política e Reforma da Previdência

📰 Birô de Imprensa – Ano 2 – Número 109

🖋Edição: Sérgio Botêlho

📅 A 307 dias do fim do ano de 2019, hoje é quarta-feira, 27 de fevereiro, 58º dia do ano.

🌩 Livre pensar: Sem água não há vida. Por que então somos tão impiedosos com ela? (SB)

📃 Editorial: Partes da direita e da esquerda brasileira saem com imagem prejudicada perante a História, no episódio da Venezuela. O primeiro bloco, ao defender intervenção armada naquele país, por não entender que o Brasil não pode se alinhar tão automaticamente aos interesses dos EUA. A segunda, ao se colocar de forma irrefletida ao lado do regime venezuelano que tem todas as características de uma ditadura militar. Nem a Venezuela é ameaça à América Latina ou ao mundo, nem o regime presidido por Maduro é socialismo. Tanto não é possível desrespeitar a soberania da Venezuela quanto se alinhar automaticamente ao regime que vigora naquele país. Felizmente, pelo que sugerem as falas dos líderes do continente, o caminho das pedras admitido, apesar de todas as dificuldades, parece ser mesmo o do entendimento e da diplomacia.

📊 Mercado: Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou a terça-feira, 25, em alta de 0,37%, a 97.603 pontos. O dólar terminou o dia em alta de 0,03%, a R$3,75, enquanto o euro também fechou em alta de 0,45%, a R$4,27.

💲Economia:

“Em sabatina, Campos Neto reconhece que sistema financeiro é concentrado”. No Valor Econômico. “Campos indica continuidade na área monetária.” No Valor Econômico. “Preservar o BC que deu certo. Manter a vitoriosa política seguida no BC, sob a liderança de Ilan Goldfajn, foi a melhor promessa dos três diretores aprovados no Senado.” Editorial do Estadão.

💲Economia:

“Sem retomada, juro pode cair, prevê Bradesco. Para o economista-chefe do Bradesco, Fernando Honorato, se a economia brasileira não demonstrar reação nos próximos meses, é possível que a situação exija mais estímulo, como um corte adicional de juros.”

💲Economia:

“Acionistas aprovam fusão da Embraer com a Boeing. Os acionistas da Embraer aprovaram – com 96,8% dos votos válidos – o acordo com a Boeing para formação de uma joint venture na área de aviação comercial e outra para promover o cargueiro militar KC-390. Dos 21 acionistas presentes à assembleia, quatro votaram contra o acordo.” No Valor Econômico.

💲Economia:

“Estados miram R$ 55 bi de Legislativo e Justiça. Governadores apostam em decisão do STF para poder reduzir repasse em caso de receita menor.” No Valor Econômico.

💲Economia:

“Bem-estar social volta a crescer, apesar de piora da desigualdade. Apesar do aumento da desigualdade, Marcelo Neri, diretor da FGV Social, calcula que o índice de bem-estar social cresceu 0,81% em 2018.” No Valor Econômico.

💲Economia:

““Desemprego subiu para 11,9% em janeiro, estimam analistas. Para analistas, a recuperação do mercado de trabalho ainda deve ser lenta em 2019.” No Valor Econômico.

💲Economia:

“A recuperação do comércio não será rápida. A recuperação firme do comércio depende de mais oferta de emprego e de mais renda, que por sua vez dependem do ritmo da atividade econômica.” Editorial de Economia do Estadão.

💲Economia:

“Petrobras vai lançar programa de demissão voluntária e fechar sede na Avenida Paulista.” No O Globo.

Igreja:

“Encontro histórico sobre abusos marca mudança de postura da Igreja. Papa Francisco diz que não poupará esforços para levar à Justiça acusados de pedofilia.” Editorial do O Globo.

🌐Internacional:

“Na escala de Ernesto Araújo, Venezuela supera Coreia do Norte como ‘pior ditadura’”. No Valor Econômico.

🌐Internacional:

“Sem apoio, governo britânico já admite adiar o Brexit. Premiê Theresa May ainda não garantiu apoio no Parlamento britânico para o acordo de divórcio que ela negociou com a UE no ano passado.” No Valor Econômico.

🌐Internacional:

“EUA buscam reduzir expectativa de cúpula com Coreia do Norte. Especialistas estão céticos com a possibilidade de Trump e Kim chegarem a um acordo abrangente, depois que as negociações que se seguiram à cúpula de Cingapura terem produzido poucos resultados.” No Valor Econômico.

🌐Internacional:

“Negociação EUA-China deve ser apenas uma trégua. Qualquer acordo provavelmente não será mais do que uma breve trégua dentro de um longa guerra, pois EUA e China entraram em uma nova era de concorrência estratégica.” No Valor Econômico.

🌐Internacional:

“Ex-advogado depõe hoje e deve acusar Trump de crimes. O ex-advogado e faz-tudo de Donald Trump vai alegar que o empresário adulterava seu patrimônio e que não pagava todos os impostos, entre outras revelações. No Valor Econômico.

🌐Internacional:

“Tensão continua no comércio, mesmo com trégua EUA-China. A estocada contra o Brasil na OMC é mais um lembrete de que alinhamento automático com os EUA não é um bom negócio.” Editorial do Valor Econômico.

🌐Internacional:

“’Se Guaidó voltar à Venezuela, terá que dar explicações à Justiça’, diz Maduro.” Na Folha.

🌐Internacional:

“Taleban e EUA iniciam discussões de alto nível para encerrar guerra no Afeganistão.” Na Folha.

🌐Internacional:

“Mais cinco militares venezuelanos desertam pela fronteira brasileira. Eles darão entrada no pedido de refúgio na manhã desta quarta-feira.” No O Globo.

🌐Internacional:

“Numa trapaça da História, no 60º aniversário da entrada de Fidel Castro em Havana, um pedaço da esquerda latino-americana associou-se a uma ditadura que fechou a fronteira para impedir que uma parte de sua população deixe o país e que entrem caminhões com alimentos e remédios para quem não os têm.” Na coluna de Elio Gaspari.

🕵Investigações:

“PF apura se Lula recebeu propina em espécie. Investigação partiu de delação de Palocci, que disse que o dinheiro vivo era pago pela Odebrecht.” No Valor Econômico.

🕵Investigações:

“Empresa CCR diz não saber destino de R$ 4 milhões reservados como caixa 2 de políticos. Grupo aceitou pagar multa para se livrar de processos, mas acordo com Ministério Público tem lacuna sobre quem ficou com parte do dinheiro.” Na Folha.

🕵Investigações:

“Após vazamento de dados de ministros do STF e do STJ, TCU determina auditoria na Receita. Subprocurador alega um ‘desvio de função’.” Na Folha. “Alvo da Receita, Gilmar recebe ligação de Bolsonaro para discutir vazamento. Lista com 134 alvos inclui ministro e mulher do presidente do Supremo.” No Estadão.

🕵Investigações:

“Cabral diz que seu apego ao dinheiro ‘é vício’. Ao juiz Bretas, ex-governador admite propinas e assume que tinha US$ 100 milhões no exterior.” No O Globo.

⚖️Justiça:

“Fux rejeita dar foro a ministro em investigação sobre laranjas. Marcelo Álvaro Antônio (PSL-MG) é suspeito de direcionar R$ 279 mil para quatro candidatas-laranja na eleição de 2018.” No Valor Econômico.

⚖️Justiça:

“Penduricalhos ampliam efeito cascata nos TJs. É maior do que se supunha o efeito cascata nas contas públicas provocado pelo reajuste nos salários do Judiciário.” No Estadão.

Política:

“Bolsonaro tem 39% de ótimo e bom e 19% de ruim e péssimo, aponta pesquisa. Resultado é pior do que o registrado no início da gestão de Lula e Dilma, e melhor que de Temer.” Na Folha. “Sinal de alerta. Pesquisa CNT/MDA mostra que só 39% dos brasileiros avaliam o governo como ótimo ou bom.” Na coluna de Vera Magalhães, no Estadão.

Política:

“Bolsonaro revoga decreto de sigilo de dados para evitar nova derrota no Congresso”. No Valor Econômico.

Política:

“O papel dos militares no governo Bolsonaro. Ministros são mais realistas que o rei na agenda conservadora. Mourão, que, por ser vice-presidente, é indemissível, tornou-se porta-voz informal dos militares do núcleo do poder em Brasília. Tem sido a voz da moderação, inclusive, na política externa. Porque, sem saber o que pensa exatamente o presidente sobre a maioria dos temas, alguns ministros arvoram-se em defender, em várias áreas, ideias anacrônicas e perigosas para a jovem democracia brasileira.

Política:

“Vélez recua de pedido para uso de slogan de Bolsonaro. Ministro mantém solicitação de vídeo com alunos cantando hino. Secretários criticam MEC e MPF pede esclarecimento.” No Valor Econômico. “O disparate do MEC. Após pedir a escolas que cantassem hino e repetissem slogan, ministro recua.” Editorial da Folha. “Carta mostra que ministro da Educação quer escolas com (outro) partido.” Na coluna de Merval Pereira, no O Globo. “MEC exorbita ao tentar usar escolasem propaganda. Ministro Ricardo Vélez admite ‘erro’, numa ação que lembrou os aparelhos lulopetistas.” Editorial do O Globo.

Política:

“Por Itaipu, governo quer subir tom com Paraguai. Posse do novo diretor-geral ocorre em meio a dura negociação pela revisão do custo de energia pago pelos dois países, em que o Brasil sai em desvantagem em relação ao Paraguai.” No Valor Econômico. “Bolsonaro chama ditador de estadista e se irrita com pergunta sobre laranjas.” Na Folha.

Política:

“Bolsonaro escolhe Joice Hasselmann como líder do governo no Congresso. Deputada novata tem proximidade com o presidente e construiu canais de comunicação com lideranças políticas.” Na Folha. “A líderes na Câmara, Onyx promete cargos e verba. Em reunião com Bolsonaro e deputados, ministro-chefe da Casa Civil se comprometeu a liberar nomeações políticas em órgãos federais nos estados.” No O Globo.

Política:

“Governo decide excluir Leonardo Quintão da equipe da Casa Civil.” Na Folha.

Política:

“Governo tenta exercer o poder com mentira e desinformação. Ao tentar apagar bobagens com lorotas, Bolsonaro e auxiliares ofendem eleitores.” Na coluna de Bruno Boghossian, na Folha.

Política:

“Bolsonaro leva parlamentares em viagem a Foz e tenta se aproximar de base aliada. Iniciativa também tem como objetivo obter apoio para aprovação da reforma da Previdência.” No Estadão.

Política:

“Deputados da oposição estão indignados com o surgimento de um novo tipo de “pianista” na Câmara. Nesta terça-feira, nas listas de oradores para os debates no plenário da Casa, apareceram os nomes de vários deputados do PSL assinados com a mesma letra. Além de uma fraude, já que não é permitido que deputados assinem pelos outros, isso atrapalharia o debate e o direto ao contraditório. A oposição promete levar o caso ao Conselho de Ética da Câmara, lembrando que “pianistas” já foram cassados em outros carnavais.” No Estadão.

📦 Previdência:

“Dez contestações à reforma. Pelo menos dez dispositivos da proposta de reforma da Previdência devem ser questionados no Supremo Tribunal Federal. Especialistas afirmam que a fixação da idade mínima para aposentadoria, por exemplo, seria a primeira a ser questionada, por não considerar as expectativas de vida nas várias regiões do país.” No Valor Econômico.

📦 Previdência:

“Maia sinaliza que reforma deve sofrer mudanças. Previdência. Maior reclamação entre os deputados é a de que a equipe econômica não ouviu as lideranças do Congresso antes do envio do texto; proposta prevê pagamento de R$ 400 a idosos de baixa renda e idade mínima de 60 anos para trabalhador rural.” No Estadão.

📦 Previdência:

“Governo começa a ceder na Previdência. Partidos queixam-se de articulação política do Planalto.” No Valor Econômico. “Base pressiona governo a ceder em benefícios sociais”. Na Folha. “Após cobranças, Bolsonaro indica mudança em texto”. Na Folha.

📦 Previdência:

“Quem paga conta do que não for aprovado?”. Na coluna de Vinícius Torres Freire, na Folha.

📦 Previdência:

“Reforma da Previdência tira regra de reajuste via inflação. Pela proposta, recomposição do valor real de aposentadoria sairá da Constituição.” Na Folha.

📦 Previdência:

“Reforma pode ampliar força do Executivo sobre o STF”. Na Folha.

📦 Previdência:

“Bônus espúrio. Colapso das contas tornou inadiável reforma que induza servidores a prestarem mais e melhores serviços.” Editorial da Folha.

📦 Previdência:

“Atrevida e certeira. A reforma da Previdência é bom começo, mas não suficiente sanar todo o desequilíbrio nas contas.” Artigo de Delfim Neto, na Folha.

📦 Previdência:

“O desafio da Previdência. A experiência internacional mostra que é insuficiente ter uma boa proposta de reforma se não houver um intenso trabalho de viabilização política.” Editorial do Estadão.

📦 Previdência:

“A má comunicação do governo Bolsonaro e a desarticulação da base podem comprometer seriamente a reforma.” Na coluna de Monica De Bolle, no Estadão.

📦 Previdência:

“Bolsonaro diz a parlamentares que reforma da Previdência tem ‘gordura’ para ser cortada. Presidente ouviu queixas sobre pontos da proposta formulada pela equipe econômica.” No O Globo.

📦 Previdência:

“Nova regra reduz benefícios a aposentado que fica viúvo. Aposentado que se tornar viúvo após aprovação do texto da Previdência teria de seguir novas regras que restringem acúmulo de pagamentos e alterações de regras na pensão por morte.” No O Globo.

📦 Previdência:

“A aprovação da reforma da Previdência pode evitar o pior, mas ela sozinha não garante o cenário que está sendo vendido por alguns integrantes do governo e os mais entusiastas do mercado financeiro.” Na coluna de Miriam Leitão.

😱 Tragédia:

“Funcionários da Vale presos dizem que diretores sabiam de risco de barragem.” No Estadão.

Destaque histórico:

Em 27 de fevereiro de 425 é fundada a Universidade de Constantinopla pelo imperador Teodósio II a pedido de sua esposa Élia Eudócia. Na Wikipedia.

👴Sextilha:

É melhor ficar fanhoso

Do que ficar sem nariz.

Vão-se os anéis fiquem os dedos

Por aí muito se diz.

É que um prejuízo menor

Até nos deixa feliz.

(SB)

👍Positivo:

“Carnaval deve movimentar R$ 1,9 bi em SP.” Na Isto É.

👎Negativo:

“Em Presidente Venceslau (SP). Presídio onde estava cúpula do PCC mantém 782 “soldados” da facção.” No UOL.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notifique-me de
Fechar Menu