Previdência: Senado dá passo à frente, mas debate será árido

Sergio Botelho

Apesar de pesquisas indicarem maioria parlamentar favorável à Reforma da Previdência, a matéria vai provocar áridos debates tanto na Câmara dos Deputados quanto no Senado Federal. O alcance da reforma que está na cabeça de cada um, e de cada partido, causará toda a pinimba.

Por isso, assinale-se como positiva a decisão da Mesa Diretora do Senado Federal em criar uma subcomissão de senadores para acompanhar, e, contribuir, dentro dos limites institucionais e políticos em voga, com os debates que vão acontecer na Câmara. Uma medida que se fosse adotada, sempre, nas matérias mais polêmicas, agilizaria bastante o trâmite de muitas desse tipo de proposta.

Por falar em reforma previdenciária, é preciso esperar para ver como é que fica o humor da bancada do PSL após a demissão, ontem, por decisão do presidente Bolsonaro, de Gustavo Bebianno, grande referência do partido.

Bebianno ocupava a Secretaria de Governo e fazia dobradinha com o chefe da Casa Civil, Onix Lorenzoni, no Palácio do Planalto, no trato com os parlamentares em busca de diálogo com o governo federal.

A decisão foi justificada por Bolsonaro como de foro íntimo. No lugar de Bebianno assumirá o general Floriano Peixoto, o oitavo militar no primeiro escalão do governo federal. O ministro demitido já chegou a ser segurança pessoal de Bolsonaro.

 

 

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


    Inscreva-se
    Notifique-me de
    guest
    0 Comentários
    Inline Feedbacks
    View all comments