Posse de Fernández e mortes em Paraisópolis são destaques na mídia

Posse de Fernández e mortes em Paraisópolis. Bolsonaro recua e Mourão vai à posse na Argentina; policiais envolvidos em Paraisópolis são afastados; segundo o Datafolha, maioria aprova soltura de Lula; Feliciano é expulso do Podemos. Estes são alguns dos destaques da grande mídia, nesta terça-feira, 10 de dezembro de 2019.

🖋 Edição: Sérgio Botêlho

📃 Destaques do dia:

Bolsonaro/Argentina

“Bolsonaro cede e Mourão vai a posse na Argentina. Presidente muda de ideia na véspera da transição em país vizinho, após conselho de integrantes das Forças Armadas, do ministro da Economia e do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia: importância da relação comercial teria pesado na decisão”. Manchete de capa do Estadão.

“Bolsonaro envia Mourão para ‘não fechar portas’ com Argentina. Após pressão do Congresso, vice vai à posse de Alberto Fernández”. Manchete de capa do O Globo.

“Bolsonaro recua e decide enviar Mourão à posse de Fernández. Após desistir de enviar o ministro Osmar Terra à posse do presidente da Argentina, Alberto Fernández, Jair Bolsonaro decidiu que o representante brasileiro no evento será o vice, Hamilton Mourão”. Destaque de capa da Folha.

Paraísópolis

“Nove dias após mortes em Paraisópolis, Doria afasta mais 32 PMs. Decisão atende as famílias das nove vítimas que morreram pisoteadas em baile funk”. Destaque de capa do Estadão.

“’Paraisópolis ficaria impune sob excludente de ilicitude’, diz Rodrigo Maia”. Destaque de capa do Valor Econômico.

“Doria afasta os 38 PMs que atuaram em Paraisópolis. O pedido foi feito por familiares das vítimas durante reunião, ontem, no Palácio dos Bandeirantes”. Destaque de capa da Folha.

Datafolha/soltura de Lula

“Maioria considera justa decisão de libertar Lula. Para 54% dos brasileiros, soltura foi correta; 42% acham injusta, indica Datafolha”. Manchete de capa da Folha.

Feliciano expulso

“O Podemos expulsou o deputado Marco Feliciano (SP). A decisão foi tomada pelo comando da legenda em São Paulo por oito votos a zero e foi comunicada ao parlamentar pelo presidente estadual do Podemos, Mario Covas Neto.”. Destaque de capa do Estadão.

Mercado

“Fundos imobiliários batem recorde e captam R$32,5bi”. Manchete de capa do Valor Econômico.

“Rede Outback é colocada à venda no Brasil”. Destaque de capa do Valor Econômico.

“Procura por ação da XP supera em 10 vezes a oferta. Como a operação poderá a chegar a US$ 2,1 bilhões, considerando a colocação de um lote extra, já há ordens de cerca de US$ 20 bilhões pelos papéis da maior corretora brasileira, apurou o ‘Estado’; ação será precificada hoje na bolsa americana Nasdaq”. Destaque de capa do Estadão.

Educação

“TV Escola passa série que propõe revisão histórica. Série de 5 episódios na emissora de sinal aberto promete ‘maior resgate histórico já produzido’ e agrada a redes bolsonaristas”. Destaque de capa do Estadão.

Cultura

“Galeria histórica deve virar museu. Prestes Maia terá espaço para exposições e eventos sobre direitos humanos; mudança se insere em uma série de propostas para requalificar o centro”. Destaque de capa do Estadão.

Balança comercial/Brasil

“Balança comercial piora mesmo com dólar alto. Nem dólar alto deve garantir melhora na balança comercial em 2020”. Destaque de capa do O Globo.

Candidatura avulsa

“STF prevê julgar no ano que vem permissão a candidatura avulsa. STF deve julgar em 2020 se cidadãos sem vínculo com partidos podem se candidatar”. Destaque de capa do O Globo.

Briga no PSL

“Maia sobre briga no PSL: ‘Está todo mundo nu e se matando’. Presidente da Câmara participa da primeira edição com plateia do Ao Ponto, o podcast diário do GLOBO, faz avaliações críticas sobre o primeiro ano do governo de Jair Bolsonaro e projeta futuro político do centro”. Destaque de capa do O Globo.

Direitos humanos

“‘Há no país uma política de combate aos direitos humanos’. No Dia Internacional dos Direitos Humanos, ex-ministro da Justiça avalia que situação do Brasil na área é a pior desde a redemocratização; para ele, maiores violações estão no Rio”. Destaque de capa do O Globo.

Saúde/Rio

“Paralisação e falta de insumos podem piorar crise na Saúde do Rio. Com mensagens escritas em um jaleco, técnico de enfermagem passou pelo menos 14 horas na porta do Albert Schweitzer”. Destaque de capa do O Globo.

Lei seca/Rio

“Lei Seca diminui número de operações realizadas no Rio. De janeiro a novembro, foram abordados 266.923 motoristas, número menor do que no ano passado. Cinco jovens que morreram juntos num acidente, após consumo de álcool, são sepultados em Sulacap”. Destaque de capa do O Globo.

Cinema/Brasil

“Netflix e Meirelles. A Netflix liderou as indicações para o Globo de Ouro. Foram 34, entre elas a de melhor filme para “Dois Papas”, de Fernando Meirelles, indicado também em outras categorias”. Destaque de capa da Folha.

Datafolha/Moro e Guedes

“Aprovação de Moro e Guedes é maior entre quem tem renda maior”. Destaque de capa da Folha.

Reino Unido

“Johnson é alvo de críticas após se recusar a olhar para foto de criança dormindo no chão de hospital. Premier pôs o celular do repórter que o indagava sobre a imagem no bolso de seu paletó; Corbyn disse que incidente mostra que líder britânico ‘não se importa’”. Destaque de capa do O Globo.

Esporte/Rússia

“Doping afasta Rússia de competições por 4 anos. Investigação. País está fora de grandes eventos, como Olimpíada, Mundiais e Copa”. Destaque de capa do Estadão.

“Rússia é banida das próximas Olimpíada e Copa do Mundo. Atletas perderiam Jogos de Tóquio e Copa do Qatar; Moscou vai recorrer”. Destaque de capa do O Globo.

Trump

“Ação de Trump deve paralisar tribunal da Organização Mundial do Comércio”. Destaque de capa da Folha.

📃 Editoriais do dia:

Moro

“O saldo de Moro. Popularidade elevada do ministro não basta para fazer suas propostas avançarem”. Editorial da Folha.

Governo/meio ambiente

“Desencontro ambiental. Relatos contradizem versão de Salles para reunião que tratou de reserva no Acre”. Editorial da Folha.

Educação

Educação completa 10 anos de estagnação no Brasil”. Editorial do Valor Econômico.

Governo/IDH

“O Brasil perde posição no IDH. Casa Civil atribuiu responsabilidade a “governos petistas”, mas não disse o que a gestão Bolsonaro já fez de concreto no mandato para reverter o quadro.” Editorial do Estadão.

“IDH força Bolsonaro a  rever posturas. Manter o MEC na luta ideológica  e retardar reformas prejudicam o desenvolvimento humano”. Editorial do O Globo.

Milícias

“Só o combate sistemático reduzirá poder econômico das milícias. Grupos paramilitares viram Estado paralelo e já atuam na distribuição clandestina de energia elétrica”. Editorial do O Globo.

Indústria

“Hora de pensar na indústria. Pelas projeções do mercado, captadas na pesquisa Focus, a produção da indústria deve crescer 2,20% em 2020 e 2,50% em cada um dos dois anos seguintes.” Editorial do Estadão.

Brasil

“Divisão consolidada. Pesquisa mostra a divisão da sociedade brasileira ao final do primeiro ano de mandato do presidente Jair Bolsonaro”. Editorial do Estadão.

📊 Mercado:

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou a segunda-feira, 09, em baixa de -0,13%, a 110.997 pontos. O dólar terminou o dia em baixa de -0,39%, a R$4,13.

 

(Anexo 6 publica diariamente a sinopse da grande mídia impressa, com foco nas manchetes, nos editoriais e nos destaques de capa)

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notifique-me de
Fechar Menu