Petrobras, reforma trabalhista e prisões em São Paulo são os destaques das manchetes dos jornais

Primeira Hora – Anexo 6

Petrobras, reforma trabalhista e prisões em São Paulo são os destaques das manchetes dos jornais. Petrobras perde R$17 bi em ação; reforma trabalhista derruba quantidade de ações; desvios na Rodoanel leva ex-secretário de Alckmin à prisão.

SINOPSE DE 22 DE JUNHO DE 2018

Edição: Sérgio Botêlho

JORNAIS :
Manchete e destaques do jornal O Globo : Justiça condena Petrobras em ação de R$ 17 bi. O TST decidiu a favor dos empregados da Petrobras em processo que discute o cálculo de salários e adicionais para cerca de 51 mil funcionários ativos e inativos da estatal. O impacto para a empresa é estimado em R$ 17,2 bilhões, dos quais R$ 15,2 bilhões para corrigir salários retroativamente. A folha de pagamento aumentará R$ 2 bilhões ao ano. A discussão começou em 2015 no TST. A empresa vai recorrer da decisão/
Prisão de ex-secretário é revés para Alckmin. Ex-secretário de Geraldo Alckmin (PSDB) no governo de São Paulo, Laurence Lourenço foi preso sob a suspeita de irregularidades na construção do Rodoanel que podem ter causado prejuízo de R$ 600 milhões. Alckmin disse que apoia investigações/
Inflação: prévia do mês é a maior desde 1995. O IPCA 15, do IBGE, prévia da inflação oficial, subiu para 1,1% em junho, maior taxa para o mês desde 1995. O índice captou as variações de preços durante a greve dos caminhoneiros, além da alta dos combustíveis (5,94%) e da energia (5,44%)/
Reforma trabalhista só vale para ação ajuizada após nova lei, diz TST. Instrução normativa aprovada pelo TST indica que as mudanças da reforma trabalhista só se aplicam às ações ajuizadas após a vigência da nova lei, em 11 de novembro de 2017/
Operação High Tech. Em mais uma operação nos morros da Babilônia e do Chapéu Mangueira, no Leme, o Exército usou moderna tecnologia de vigilância para procurar bandidos e armas. Uma pessoa foi presa/
Editorial1: Fatores internos condicionam Banco Central. Se o lado externo da economia está sob controle, há indefinições no front interno — em que se destaca o quadro eleitoral — que justificam manter os juros no mesmo nível/
Editorial2: Eleições na Turquia são estratégicas para o Ocidente. População vai às urnas no domingo em meio ao recrudescimento do autoritarismo do regime de Erdogan, mas analistas veem chance da oposição no Parlamento.

Manchete e destaques do jornal Estado de São Paulo : Número de ações cai 40% com reforma trabalhista. Em 6 meses, pedidos de indenização por danos morais e insalubridade passaram de 80 mil por mês para 20 mil. Dados do Tribunal Superior do Trabalho (TST) mostram que, nos seis meses de vigência da reforma trabalhista, completados em maio, o número de ações abertas na Justiça do Trabalho registrou queda de 40,8% em relação a igual período do ano anterior. A reforma, que alterou pontos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), entrou em vigor em 11 de novembro de 2017. Segundo José Márcio Camargo, professor da PUC-RJ, o número de pedidos de indenização por danos morais e insalubridade, mais difíceis de ser comprovados pelo trabalhador, caiu de 70 mil a 80 mil por mês para 15 mil a 20 mil. Ontem, o TST decidiu que empregados derrotados na Justiça só terão de pagar as custas do processo judicial se as ações começaram a tramitar após 11 de novembro. Antes da reforma trabalhista, o trabalhador que alegasse insuficiência financeira tinha o benefício da gratuidade/
Petrobrás perde ação de R$ 15 bi. O plenário do TST decidiu que a estatal não pode incluir no cálculo da base salarial de seus funcionários adicional noturno, periculosidade e horas extras. A sentença pode levar a empresa a desembolsar mais de R$ 15 bilhões/
PF prende ex-secretário de Transportes de Alckmin. O ex-secretário estadual de Transportes e ex-diretor da Dersa Laurence Casagrande foi preso ontem pela PF acusado de participar de esquema que teria desviado R$ 131,9 milhões das obras do Trecho Norte do Rodoanel durante o governo Geraldo Alckmin (PSDB). Outras 13 pessoas também foram detidas, incluindo funcionários das empreiteiras OAS e Mendes Júnior. Alckmin defendeu investigação rigorosa/
Tabela de frete é ignorada por transportadoras. A tabela que fixa preço mínimo para frete é descumprida por parte das transportadoras para serviços em longas distâncias. As empresas também estão preferindo estocar produtos. Pressionados, motoristas aceitam preços antigos/
Desabastecimento leva IPCA-15 a 1,11%/
EUA detêm 500 brasileiros por imigração ilegal. Quinhentos brasileiros estão detidos nos EUA sob acusação de violar leis de imigração. Destes, 207 têm ordens de deportação. Cerca de 40% dos presos do Brasil em território americano estão detidos por violar lei migratória/
Editorial1: Derrota do arbítrio. O STF corrigiu gritante violação dos limites do Direito por parte de agentes públicos ao considerar inconstitucional a condução coercitiva de réu ou investigado para interrogatório/
Editorial2: A finalidade da Embrapa. Há quem pretenda transformar a Embrapa em “universidade”, quando sua vocação é a pesquisa aplicada ao campo/
Editorial3: O Atlas da violência. A edição de 2018 do Atlas da Violência – elaborado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) em parceria com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, com base em dados extraídos do Sistema de Informações sobre Mortalidades do Ministério da Saúde – revela um cenário ainda mais trágico do que o retratado na edição de 2017.

Manchete e destaques do jornal Folha de São Paulo : Acusado de desvio no Rodoanel, ex-assessor de Alckmin é preso. Laurence Lourenço foi secretário de Transportes no governo de SP; tucano diz que prisão não afeta campanha. As investigações sugerem que as construtoras OAS e Mendes Júnior, já investigadas na Lava Jato, foram beneficiadas. Além de Lourenço, outros sete servidores e ex-funcionários da Dersa tiveram a prisão decretada. Uma das vitrines eleitorais de Alckmin, que é pré-candidato à Presidência pelo PSDB, o trecho norte do Rodoanel foi prometido para 2014. No Rio, o tucano afirmou que a prisão não terá efeito na sua campanha. Ele disse apoiar as apurações sobre o caso e pediu conclusão rápida/
Petrobras perde ação trabalhista de R$ 15 bilhões. Por 13 votos a 12, a Petrobras perdeu no Tribunal Superior do Trabalho a maior ação que já enfrentou na Justiça trabalhista. Com a decisão do tribunal, a estatal terá de pagar mais de R$ 15 bilhões a funcionários que questionam a política de remuneração. A companhia recorrerá no TST e no Supremo Tribunal Federal/
Brasil, com Neymar, enfrenta a Costa Rica por primeira vitória. Com Neymar escalado, o Brasil busca diante da Costa Rica sua primeira vitória na Copa, após empatar por 1 a 1 com a Suíça. O camisa 10 teve dores no tornozelo direito durante a semana. Se a seleção não vencer, pode acabar o dia fora da zona de classificação no Grupo E. O jogo, em São Petersburgo, começa às 9h de Brasília/
Renato Terra: Lula se encanta com VAR e quer juiz de vídeo para ele também/
Norma que proíbe sátiras em eleições é derrubada no STF. Por unanimidade, o Supremo Tribunal Federal declarou inconstitucional o trecho da Lei Eleitoral que proibia emissoras de rádio e TV de veicular sátiras e críticas a candidatos e partidos em período de eleições/
EUA podem usar base militar como abrigo de crianças. Segundo o Pentágono, foram solicitadas 20 mil vagas e avaliadas quatro bases. Na próxima terça (26), a detenção de 49 crianças brasileiras será tema em reunião entre o presidente Michel Temer e Mike PenCe, vice dos EUA/
Editorial1: O enigma das vacinas. Compete ao governo disseminar mais e melhor as verdades sobre a imunização/
Editorial2: Apito eletrônico. Árbitro assistente de vídeo vem se revelando útil para evitar falhas graves nesta Copa.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notifique-me de
Fechar Menu