Intervenção na política de preços da Petrobras, pelo presidente Bolsonaro, é o principal destaque do noticiário

Bolsonaro intervém na política de preços da Petrobras e o fato é destaque nas capas dos jornais da grande mídia. Decisão teria a intenção de impedir greve de caminhoneiros. Editoriais e analistas de economia avaliam o efeito da decisão na percepção da política econômica do governo. Ministro da Economia sinaliza que não sabia da decisão presidencial. Nova tragédia no Rio após desabamento de 2 prédios em área de milícia. Presidente diz que ‘Exército não matou ninguém’ e considera a morte do músico carioca como ‘incidente’. Mensagens da Odebrecht citam Toffoli como ‘amigo do amigo do meu pai’, mas não apontam irregularidades do presidente do Supremo. Leia mais na sinopse:

📰 Birô de Imprensa – Ano 2 – Número 154

🖋Edição: Sérgio Botêlho

📅 A 262 dias do fim do ano de 2019, hoje é sábado, 13 de abril de 2019, 103º dia do ano.

📊 Mercado: Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou a sexta-feira, 12, em queda de -1,98%, a 92.875 pontos. O dólar terminou o dia em alta de 0,83%, a R$3,89, e o euro, também em alta de R$4,39.

💲Economia:

“Está comprovado que o melhor é o Banco Central ganhar autonomia. No Brasil, com Lula e depois com Dilma, ficou claro que um BC técnico ajuda nas expectativas.” Editorial do O Globo.

💲Economia:

“Itaú revê crescimento de 2% para 1,3%; projeção para 2020 também cai.” Na capa da Folha.

🏛 Governo:

“Ingerência de Bolsonaro custa R$ 32,4 bi à Petrobras e arrasta Ibovespa. Análise: Bolsonaro vira ‘Dilmo’ e derruba Petrobras.” Manchete da hora do Valor Econômico online.

🏛 Governo:

“Bolsonaro dita o preço do diesel e Petrobras cai R$32 bi na Bolsa. Após frear reajuste, presidente diz não entender de economia e cita preocupação com caminhoneiros.” Manchete de capa da Folha.

🏛 Governo:

“Valor da Petrobrás cai R$ 32 bi após intervenção de Bolsonaro. Ações da empresa caíram 8,5% depois que reajuste do diesel foi cancelado; mercado teme repetição da política petista.” Manchete de capa do Estadão.”

🏛 Governo:

Política de preços. Após interferência do governo, Petrobras perde R$32 bilhões. Com temor de greve de caminhoneiros, Bolsonaro veta reajuste do diesel, e ações despencam na Bolsa.” Manchete de capa do O Globo.

🏛 Governo:

“Para mercado, este não foi o primeiro sinal de ingerência na estatal.” Na capa da Folha.

🏛 Governo:

“Liberalismo do presidente sempre foi miragem”. Na coluna de Bruno Boghossian, na Folha.

🏛 Governo:

“Intervenção na Petrobras quebra confiança do mercado e põe em xeque ascendência de Guedes.” No Painel, da Folha.

🏛 Governo:

“Político, não liberal. Veto de Bolsonaro ao aumento do diesel não deveria causar surpresas.” Na coluna de João Domingos, no Estadão.

🏛 Governo:

“Por temor de nova greve, governo cede a caminhoneiros. Ameaça de nova paralisação faz com que governo avalie todas as demandas dos caminhoneiros.” Na capa do Estadão.

🏛 Governo:

“A invasão da Petrobrás. O presidente Jair Bolsonaro agiu como seus antecessores petistas, chocou o mercado, assustou investidores e derrubou as ações da companhia.” Editorial do Estadão.

🏛 Governo:

“Ecos de Dilma. Jair Bolsonaro intervém no preço do diesel para agradar a caminhoneiros.” Editorial da Folha.

🏛 Governo:

“Guedes sugere não ter sido consultado sobre Petrobras.” No Valor online.

🏛 Governo:

“Paulo Guedes com jornalistas nos EUA. Pergunta: O sr. Pode falar sobre o diesel? Reposta: Eu não sei nem do que vocês estão falando. Pergunta: Mas, está em todas as manchetes, ministro. Resposta: (Silêncio). Pergunta: O que o senhor está dizendo aos investidores? Reposta: (Silêncio). Pergunta: Se o senhor não tem informações… Resposta: Eu tenho um silêncio ensurdecedor para os senhores. Pergunta: Então o senhor não foi informado. Resposta: É uma inferência razoável aparentemente.” Na capa da Folha.

🏛 Governo:

“Não existe meia liberdade, Bolsonaro tirou da Petrobras a política de preços.” Na coluna de Miriam Leitão, no O Globo.

🏛 Governo:

“’Exército não matou ninguém’, diz presidente”. Na capa da Folha.

🏛 Governo:

“‘Exército não matou ninguém’. Presidente classificou como ‘incidente’ o fuzilamento de família em carro no Rio.” Na capa do Estadão.

🏛 Governo:

“Bolsonaro: ‘O Exército não matou ninguém’. Presidente disse que lamenta a morte de músico por militares e que perícia vai apontar o que aconteceu.” Na capa do O Globo.

🏛 Governo:

“Bolsonaro e o Bolsa Família. Ante a vertiginosa queda de popularidade verificada em pesquisas recentes, o presidente começa a ceder à mesma tentação populista que marcou a era lulopetista.” Editorial do Estadão.

🏛 Governo:

“Importância da classe média. Cuidar bem da classe média transcende a classe média. É questão de justiça com todos.” Editorial do Estadão.

🏛 Governo:

“Revisão geral ‘FACA’ NOS DECRETOS. Extinção de decretos atinge documentos de presidentes desde Rodrigues Alves a Temer.” No Estadão.

🌐Internacional:

“Hacker ligado a Assange é preso no Equador. WikiLeaks. Programador sueco Ola Bini tentou ir para o Japão com documentos relacionados ao presidente equatoriano, Lenín Moreno, e a família dele; as informações teriam sido usadas para impedir que o jornalista australiano perdesse o asilo diplomático.” Na capa do Estadão.

🕵Investigações:

“À PF, Odebrecht diz que Toffoli é o ‘amigo do amigo do meu pai’. Codinome aparece em e-mails apreendidos; mensagens não citam irregularidades do presidente do Supremo.” No Estadão.

🎙 Mídia:

“Evento faz balanço dos cem dias. Gestão expôs contradições e dificuldade para tocar reformas, concluem participantes de seminário promovido pelo Estado e pelo Ibre/FGV.” Na capa do Estadão.

💲 Negócios:

“Anac proíbe Avianca de vender bilhetes aéreos. Turbulência grave. Entidade reguladora do setor aéreo cancela matrícula de dez aviões e companhia é obrigada a suspender 180 voos, sendo vários da ponte aérea; leilão da empresa fica mais difícil e consumidores têm dificuldades em conseguir informações.” Na capa do Estadão.

💼Política:

“Presidente abre o Planalto para o ‘varejo’ parlamentar. Governo. Presidente faz aceno a parlamentares e, nas duas últimas semanas, se reúne com 57 líderes partidários, deputados e senadores para consolidar base no Congresso.” Na capa do Estadão.

💼Política:

“A desorganização na articulação política é tamanha que pode pôr em risco a meta de colocar as contas públicas no azul.” Na coluna de Adriana Fernandes, no Estadão.

💼Política:

“Confiança na Presidência dispara, mas Forças Armadas lideram. Forças Armadas são consideradas ‘muito confiáveis’ por 45% dos entrevistados. Em segundo lugar entre as instituições ficou a Presidência da República, cujo índice de confiança aumentou de 5% para 29% em um ano.” Na capa do O Globo.

💼Política:

“Aprovação ao Congresso sobe e atinge um quinto dos brasileiros, aponta Datafolha.” Na Folha.

💼Política:

“Não se prende o insulto. Sementes do pensamento autoritário brotam perigosamente no Brasil.” Editorial da Folha.

👥 Social:

“Palocci quer ser consultor de cursos a distância. Ex-ministro, que cumpre prisão em casa, recebeu convite para assessorar empresa que ministra cursos a distância.” Na capa do Estadão.

😱 Tragédia:

“É preciso querer ver os problemas do Rio. Não é necessário esperar a tragédia acontecer para que se reconheça que nossas cidades estão muito doentes.” Editorial do O Globo.

😱 Tragédia:

“Prédios erguidos por milícia desabam e matam no Rio. Até a noite, bombeiros trabalhavam nos escombros, à procura de 13 desaparecidos; pelo menos 10 feridos foram resgatados. A prefeitura decidiu interditar e demolir na área outros três edifícios, também supostamente erigidos ilegalmente.” Na capa do Estadão.

😱 Tragédia:

Prédios desabem em área de milícia no Rio; 4 morrem.” Na capa da Folha.

😱 Tragédia:

“Show revolta parentes de vítimas em Suzano. No dia em que completa um mês do massacre na Escola Estadual Raul Brasil, a prefeitura de Suzano vai realizar hoje um evento com apresentações ao vivo de artistas para “promover a cultura de paz”. Apesar da proposta de homenagem às vítimas, os pais dos alunos consideraram a escolha desrespeitosa.” Na capa do Estadão.

😱 Tragédia:

“Milícias estão cada vez mais poderosas. A cidade está abandonada, dominada pela bandidagem. O estado vive uma calamidade permanente, há anos. Não é possível que dois prédios de cinco andares sejam erguidos sem que o poder público fiscalize.” Na coluna de Merval Pereira, no O Globo.

Destaque histórico:

“Em 13 de abril de 1919, o exército britânico destrói uma cidade sagrada da Índia e executa pessoas que protestavam contra as novas leis impostas pelo império.” No portal Terra.

👍Positivo:

“Drones ainda devem dominar os céus, um voo de cada vez. Questões ligadas a regulação, privacidade e segurança são obstáculos que os entusiastas das pequenas aeronaves tentam superar.” No Estadão.

👎Negativo:

“Aumento dos casos de miopia alcança patamar de epidemia. OMS estima que, em 2050, mais da metade da população mundial seja afetada pelo problema.” No G1.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notifique-me de
Fechar Menu