Peronismo no poder. Vitória de Fernandéz, na Argentina, é maior destaque da mídia impressa

Peronismo no poder. Vitória de Alberto Fernandéz, na Argentina, é o principal destaque do noticiário, nesta segunda-feira, 28 de outubro, 301º dia do ano, a 64 dias para o réveillon de 2019-2020. Com a vitória de Fernandéz, tendo como vice Cristina Kirchner, ex-presidente argentina, os peronistas reassumem o poder. A vitória sobre o atual presidente, Maurício Macri, mexe com o tabuleiro político da América Latina.

Após votar, o presidente eleito fez uma foto, com seus apoiadores, fazendo o ‘L’ de Lula, segundo destaca a mídia. A decisão irritou o Palácio do Planalto, que fez campanha aberta em favor de Macri. Mas, o gesto de Fernandéz revela alinhamento que o futuro governo da Argentina pretende seguir. Conforme lembram os analistas, a Argentina é o maior comprador de carros produzidos no Brasil, e maior parceiro comercial do país na América Latina.

Em outra manchete do dia, o Estadão anuncia que o governo pretende editar uma Lei obrigando os estados a aderirem à reforma previdenciária. Equipe econômica espera ter o apoio do Congresso na criação de estímulos visando as adesões às novas regras.

Por sua vez, o Valor Econômico realça a informação de que empresas nacionais voltam a atrair estrangeiros. De acordo com a manchete do jornal, analistas brasileiros e estrangeiros apontam boas perspectivas.

🖋 Edição: Sérgio Botêlho

📃 Manchetes do dia:

Peronismo no poder

“Fernández vence, e peronismo volta ao poder na Argentina. Novo presidente procura acalmar o mercado: ‘Temos de ser responsáveis’ diante da crise”. Manchete de capa do O Globo.

“Alberto Fernandez é eleito presidente da Argentina. Maurício Macri reconhece derrota para kirchnerista no 1º turno e promete transição organizada. No dia da eleição, Alberto Fernandéz posta foto em que faz o ‘L’ com a mão, símbolo do movimento ‘Lula Livre’”. Manchete de capa da Folha.

Previdência

” Governo quer lei para forçar a adesão de Estados à Previdência. Com apoio do Congresso, equipe econômica planeja estímulos para Estados e municípios que enquadrarem servidores na nova aposentadoria do funcionalismo”. Manchete de capa do Estadão.

Economia

“Ação de empresas nacionais volta a atrair estrangeiros. Analistas brasileiros e estrangeiros apontam boas perspectivas”. Manchete de capa do Valor Econômico.

📃 Editoriais do dia:

“O alvo da CPI. Congresso pode combater milícias virtuais, sem prejudicar liberdade de expressão”. Editorial da Folha.

“Óleo sobre o fogo. Desastre ambiental no Nordeste se soma a salto de cerca de 40% na área desmatada”. Editorial da Folha.

“A modernização no campo. A mecanização da lavoura alterou o perfil do trabalho no campo nos últimos 11 anos, com a redução da mão de obra utilizada, mas impulsionou a produtividade.” Editorial do Estadão.

“Lições da Inquisição. Nos dias de hoje, em que com frequência se dá às delações um crédito irrazoável e desproporcional, é instrutivo recordar que foi esse tipo de testemunho que ocasionou, em muitos países, uma epidemia sangrenta de perseguição.” Editorial do Estadão.

“Um longo caminho. O Brasil não investe pouco em educação. Apesar disso, no PISA, amarga as últimas posições entre 70 países”. Editorial do Estadão.

“Judicialização da agenda política avança com os partidos. Legendas têm transferido aos tribunais conflitos não resolvidos no Legislativo ou com o Executivo”. Editorial do O Globo.

“Banalização de CPI é perigosa para a credibilidade da Câmara e do Senado. Instrumento que já foi importante no Legislativo transforma-se em trunfo de barganhas entre políticos”. Editorial do O Globo.

O necessário debate sobre a abertura econômica. O diálogo com o setor produtivo deve ser um dos pilares das relações entre o Estado e o mercado”. Editorial do Valor Econômico.

📃 Outros destaques:

Mundo

Peronismo no poder

“Alberto Fernández vence em 1º turno na Argentina. O candidato kirchnerista Alberto Fernández, da coligação Frente de Todos, elegeu-se em votação no primeiro turno presidente da Argentina “. Na capa do Valor Econômico.

Esquerda vence eleição na Argentina com peronista. Após vitória peronista, Banco Central planeja medidas para frear desvalorização do peso, em meio a uma crise econômica que fortaleceu candidatura de advogado de 60 anos; Macri admite derrota e chama rival para encontro na Casa Rosada”. Na capa do Estadão.

Eleito faz homenagem a Lula e irrita o Planalto. Postagem de Fernández pela libertação de Lula irrita governo de Bolsonaro, que fez campanha aberta por Macri”. Na capa do O Globo.

China

“A nova face das compras na China. A tecnologia de reconhecimento facial está mudando a maneira como os chineses pagam suas compras”. No Valor Econômico. 

Uruguai

“No Uruguai, boca de urna indica 2º turno. Daniel Martínez, da Frente Ampla, e Luis Lacalle Pou, do Partido Nacional, devem se enfrentar novamente em 24 de novembro”. Na capa do O Globo.

“Centro-direita e esquerda vão ao 2º turno no Uruguai”. Na capa da Folha.

““Uruguai terá segundo turno. Daniel Martínez, candidato da situação, deve enfrentar Luis Lacalle Pou, que vai agregar partidos conservadores que foram derrotados”. Na capa do Estadão.

Oriente Médio

“Líder do EI morre em ação dos EUA. Presidente dos EUA diz que Abu Baghdadi detonou explosivo amarrado ao seu corpo após ser cercado por agentes especiais na Síria”. Na capa do Estadão.

“Trump anuncia morte do líder do Estado Islâmico”. Na capa da Folha.

Mídia

“‘Informação é poder’, diz editor do NYT. Editor de opinião do ‘The New York Times’ criou evento que inspira summit ‘O Que é Poder?’, promovido pelo ‘Estado’”. Na capa do Estadão.

ONU

“Entrevista da 2ª. Léo Heller. Saneamento com mais participação privada é falácia. Para o relator especial da ONU em direitos humanos em água e saneamento, ampliar a participação da iniciativa privada no setor vai na contramão das tendências internacionais”. Na capa da Folha.

Política

“Lula insiste em nomes só do PT para prefeituras. Lula contraria PT e quer candidaturas próprias a prefeito no ano que vem”. Na capa do O Globo.

Congresso deveria seguir o Flamengo”. Na coluna de Fernando Gabeira, no O Globo.

Economia

“Alberto Safra deixa o banco da família. Rossano Maranhão, presidente da instituição, também deixou o cargo; eles devem se dedicar à abertura de um novo negócio”. Na capa do Estadão.

Sociedade

“‘Exames detectam tumor em Covas. Prefeito está internado no Hospital Sírio-Libanês; médicos já haviam diagnosticado bloqueio em artéria pulmonar”. Na capa do Estadão.

Investigações

MP tem cometa para enterrar na gente, afirma Queiroz.” Na capa da Folha.

Em novo áudio, Queiroz reclama de falta de apoio. Em novo áudio, ex-assessor de Flávio Bolsonaro demonstra preocupação com investigações do MP sobre ‘rachadinha’”. Na capa do O Globo.

Governo

“Planalto teme ‘contaminação’ de sua imagem. Ineditismo do desastre é um complicador para reduzir seus impactos “. No Valor Econômico.

Não dá para prever fim do vazamento do óleo, diz Ibama”. Na capa da Folha.

Aposentadoria de militares abre cisão no bolsonarismo. Exclusão dos policiais civis e federais do projeto e queixas dos praças das Forças Armadas se refletem na divisão entre deputados aliados de Bivar e grupo fiel a Bolsonaro”. Na capa do Estadão.

Em Comissão Especial na Câmara, Bolsonaro vive risco de esgarçamento com seu mais fiel eleitorado. Votação na Comissão será no dia 29.” Na capa do Estadão.

Benefício a idosos carentes cai no governo Bolsonaro”. Na capa da Folha.

Federação

São Paulo reforça vigilância eletrônica. Licitações estão em curso para a instalação de 220 radares em rodovias, reconhecimento facial nas estações de Metrô e compra de dronessilenciosos para incrementar as formas de identificar criminosos; especialistas veem risco de perda de privacidade”. Na capa do Estadão.

Crivella rompe contrato e abre pedágio da Linha Amarela”. Na capa do O Globo.

📃 Colunas e artigos:

Governo

“Governo prepara projeto que muda avaliação de servidores da ativa. A ideia é editar um projeto de lei complementar que verse sobre o aprimoramento da avaliação do desempenho e dos critérios de promoção, o que tornaria a progressão salarial mais lenta.”. Na coluna Painel, da Folha.

Mercoexit, o novo embuste. A experiência comparada demonstra: quem negocia sozinho, vira aperitivo. É impossível prever o impacto a longo prazo da diplomacia do embuste, mas uma coisa é certa. Ernesto está sendo extremamente bem-sucedido na sua política de degradação moral e institucional do Itamaraty”. Na coluna de Mathias Alencastro, na Folha.

Bolsonaro vai lançar campanha para mostrar realizações dos estados. O slogan será ‘Aqui é São Paulo, Aqui é Brasil’, ou ‘Aqui é Rio, Aqui é Brasil’”. Na coluna de Mônica Bergamo, na Folha.

A roupa nova do rei. Senso de ridículo: não saia de casa, nem do país, sem ele. O homem decidiu se paramentar aos moldes da monarquia, que capricha nos adornos com símbolos reais para comparecer às cerimônias. Foi um plebeu em dia de princesa.” Na coluna de Claudia Tajes, na Folha.

“Bolsonaro governa só para um terço do país, diz cientista político. Marcos Nobre / cientista político, presidente do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap) diz que Jair Bolsonaro quer manter a base mais fiel do seu eleitorado”. Na capa do O Globo.

Economia

“Argentina e Chile estão aí para provar que o custo político e social pode ser maior do que consta nas planilhas.” Na coluna de Cida Damasco.

Por que a prosperidade gera protestos? A desigualdade que importa é a percebida, não a real”. Na coluna de Marcus André Melo, na Folha.

A revolta chilena. É hora de perguntar se a desigualdade não é um limite para políticas pró-mercado”. Na coluna de Celso Rocha de Barros, na Folha.

Reforma só afastou falência, falta crescer, avisa Bloomberg. Rodrigo Maia diz ao Financial Times que tem ‘grandes esperanças’ com novas reformas”. Na coluna de Nelson de Sá, na Folha.

Meio ambiente

“Estamos acuados pela assustadora dimensão do problema ambiental que nos agride de forma crescente, na sucessão de rompimento de barragens, incêndios nas matas e vazamento de óleo no mar.” Na coluna de Ana Maria Machado, no O Globo.

Educação

“O risco de não obrigar gasto com Educação”. Na coluna de Antônio Gois, no O Globo.

Política

“Em vez de correr, 03 deveria se preparar para prestar contas à população. Eduardo Bolsonaro vira chacota por fugir da imprensa pelos corredores da Câmara “. Na coluna de Danielle Brant, na Folha.

Judiciário

“Segunda instância, o julgamento que nunca termina. Desapreço pela estabilidade das regras do jogo no STF sugere novas reviravoltas”. Na coluna de Vinícius Mota.

📊 Mercado:

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) reabre nesta segunda-feira, 28, após o fim de semana.

⏳ Destaque histórico:

“Em 28 de outubro de 1637, parte expedição amazônica liderada por Pedro Teixeira, com a missão de fundar uma povoação que marcasse o limite, no Amazonas, da soberania portuguesa.” Na Barsa.

 

(Anexo 6 publica diariamente a sinopse da grande mídia impressa, com foco nas manchetes, nos editoriais e nos destaques de capa)

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notifique-me de
Fechar Menu