Parlamentares têm sigilos quebrados; Lei do Saneamento fiará economia

Parlamentares têm sigilos quebrados; Lei do Saneamento causa boa expectativa. Esses são destaques da grande mídia, nesta quarta-feira, 17 de junho de 2020, na seção DESTAQUES DA GRANDE MÍDIA IMPRESSA.

🖋 Edição: _Sérgio Botêlho_

📃 *Manchetes do dia*:

“Caminho do dinheiro. STF quebra sigilo bancário de 11 parlamentares bolsonaristas. Avança investigação da PF sobre financiamento de atos antidemocráticos.” *Manchete de capa do O Globo*.

“Nova lei do saneamento pode ser impulso para a economia pós-covid. Investidores estrangeiros mostram interesse no setor, que necessita de R$ 500 bilhões.” *Manchete de capa do Estadão*.

“PGR pede, e Moraes quebra sigilo de 11 parlamentares. Dez deputados e um senador bolsonaristas são alvo de inquérito que apura atos antidemocráticos.” *Manchete de capa da Folha*.

“Pequena empresa receberá empréstimo via ‘âncoras’. BNDES disponibilizará até R$ 2 bilhões para empresas de grande porte fornecerem capital de giro a seus fornecedores e clientes. ” *Manchete de capa do Valor Econômico*.

“STF busca financiadores de ataques à democracia. Quebrado sigilo de 10 deputados e de um senador bolsonaristas. Empresário Luís Felipe Belmonte, suplente de Izalci, é alvo da PF. Ibaneis fecha a Esplanada depois de ameaças de radicais à Cúria. ” *Manchete de capa do Correio Braziliense*.

📃 *Editoriais do dia*:

_FOLHA_

“Violência mascarada. Governo federal abafa dados da violência policial enquanto a PM mata mais em SP.” 

“O medo da 2ª onda. Brasil precisa aprender com outros países para evitar nova escalada de Covid-19.”

_O GLOBO_

“A chance afinal do saneamento básico. Um aspecto do Brasil que parou no século XIX pode ser mudado com projeto a ser votado pelos senadores.” 

“Papel desagregador de Bolsonaro torna maiores incertezas no retorno. Saída do isolamento social ficou mais arriscada pela falta de um trabalho coordenado na Federação.” 

_ESTADÃO_

“Bolsonaro e o Dia de São Nunca. As atenções do Congresso para o combate aos efeitos da pandemia deram ao presidente o pretexto ideal para deixar as reformas para o Dia de São Nunca.”

“O dever de Aras. O único compromisso do procurador-geral da República pode e deve ser apenas com a lei.” 

“Governança em tempos de crise. Na falta da liderança de Jair Bolsonaro, ouvir quem já a exerceu serve como alento.” 

“Incerteza atual é quase tão grande quanto na era Lula. Análise da FGV enfatiza as dúvidas quanto ao avanço da pandemia no Brasil e às medidas de isolamento.” 

_VALOR ECONÔMICO_

Bolsonaro inventa um papel de árbitro para os militares. Investidas interpretativas a Constituição pelo presidente envenenam o ambiente político.” 

_CORREIO BRAZILIENSE_

“A possibilidade de uma segunda onda da pandemia do novo coronavírus assusta o planeta, tanto pelos impactos imprevisíveis nos sistemas de saúde quanto na economia.” Editorial do Correio Braziliense.

📈 Bolsa de Valores

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou a terça-feira, 16, em alta de 1,25%, a 93.531 pontos. O dólar terminou o dia em alta de 1,87%, a R$ 5,24.

Destaque histórico:

Informações sobre o dia de hoje na história, é só clicar.

Folha de S.PauloO Estado de Sao PauloO GloboCorreio Braziliense

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


Inscreva-se
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments