“Para a reforma enviada pelo governo, talvez o governo não tem os votos nem do PSL”, diz presidente da Comissão Especial

Reforma tem de contemplar o maior número de partidos, diz presidente da Comissão Especial da Reforma da Previdência. “A proposta original do governo tem dois votos; a ideia de uma reforma, esmagadora maioria”, diz o deputado Marcelo Ramos (PL-AM), presidente da Comissão Especial da Reforma da Previdência, em entrevista ao quadro A Semana, do Anexo 6.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notifique-me de
Fechar Menu