Novo titular do MEC é derrota para olavistas e ideológicos

Novo titular do MEC é derrota para olavistas e ideológicos. Esse é o principal destaque da grande mídia, nesta sexta-feira, 26 de junho de 2020, na seção DESTAQUES DA GRANDE MÍDIA IMPRESSA, do Anexo 6.DESTAQUES DA GRANDE MÍDIA IMPRESSA🖋 Edição: _Sérgio Botêlho_

📃 *Manchetes do dia*:

“Bolsonaro atende ala militar e escolhe moderado para o MEC. Nomeação de Carlos Alberto Decotelli, gestor de finanças e administração, é derrota para ala olavista do governo.” *Manchete de capa do Estadão*.“Caso das rachadinhas. Decisão do TJ coloca em risco investigação sobre Flávio Bolsonaro. Após conseguir foro privilegiado, defesa quer derrubar medidas a cerca de senador e Queiroz.” *Manchete de capa do O Globo*.“Aprovação de Bolsonaro segue estável após prisão de Queiroz. Rejeição oscila de 43% a 44%, diz Datafolha; presidente sabia sobre o paradeiro do amigo, creem 64%.” *Manchete de capa da Folha*.“MP facilita concessão de PLR e livra empresas de multas. Medida Provisória 936 terá efeito retroativo, o que significa que autuações bilionárias aplicadas pela Receita a empresas e bancos perderão validade. ” *Manchete de capa do Valor Econômico*.“Decotelli assume MEC com missão de reabrir diálogo. Dentro do governo, a nomeação representa uma derrota da ala ideológica e uma vitória do grupo militar mais moderado. ” *Manchete de capa do Correio Braziliense*.📃 *Editoriais do dia*:
_FOLHA_
“Cegueira do STF. Sem cortes de salário, máquina pública ruma ao colapso agarrada a suas vantagens.” “Cinemateca no limbo. Urge solucionar impasse jurídico que ameaça um acervo valioso.”
_O GLOBO_
“Saneamento pode abrir ciclo de investimentos. Novo marco para o setor estimula negócios e deveria ter sequência com a retomada de reformas.” “TCU constata o que governo ignora: falta estratégia contra a Covid-19. Ministros criticam a pouca transparência na Saúde e a ausência de profissionais da área em comitês de gestão de crise.” 
_ESTADÃO_
“O STF contra a arte de governar. Ao proibir Estados e municípios de cortar salários de servidores, o STF pôs em xeque a Lei de Responsabilidade Fiscal, fator essencial de racionalização do setor público.”“Diante do rombo, cuidar da confiança. Buraco fiscal maior e confiança menor poderão gerar um segundo desastre.” “A nova lei do saneamento. Congresso deu um passo votando o PL 4.162/2019, mas há muito trabalho a ser feito.” “Diferimento de tributo afeta mais a arrecadação. A redução da produção industrial, das vendas de bens e serviços e da massa salarial afetou a arrecadação de maio.” 
_VALOR ECONÔMICO_
Em plena covid-19, STF proíbe corte de salário de servidores. Redução de salários é disseminada no setor privado e tida como inconstitucional no setor público.” 
_CORREIO BRAZILIENSE_
“Demonstração de insensibilidade. Os ministros do Supremo Tribunal Federal acabam de dividir o Brasil em duas categorias: a dos trabalhadores que podem ter seus salários reduzidos e a dos que não podem ter seus vencimentos diminuídos.” Editorial do Correio Braziliense.

📈 Bolsa de Valores

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou a quinta-feira, 25, em alta de 1,7%, a 95.983 pontos. O dólar terminou o dia em alta de 0,28%, a R$ 5,34.

Destaque histórico:

Informações sobre o dia de hoje na história, é só clicar.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


0 0 vote
Article Rating
Inscreva-se
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments