NOVAS REGRAS, NOVOS RUMOS

Num país de imensa desigualdade social, a compra de votos sempre foi tarefa fácil e vantajosa para políticos inescrupulosos. E a compra de votos pode ser mascarada em promessas de emprego, pagamento de contas, doação de botijão de gás e até por aquele velho método de um pé de sandália antes da eleição e o outro após a vitória do candidato.

Até bem pouco tempo, a legislação eleitoral permitia a concessão de benesses para o eleitor e facilitava a ação corrupta do poder econômico. Eram liberados showmícios com artistas de renome, doação de camisetas, chaveiros e outros badulaques que podiam influenciar na escolha do eleitor mais humilde ou menos esclarecido.

O longo período de 90 dias de campanha também beneficiava os candidatos com mais recursos. Foram muitos os bons candidatos que perderam disputas acirradas perto da linha de chegada, por falta de fôlego financeiro.

Nas próximas eleições, serão novas regras. O financiamento por empresas está proibido e o uso de cavaletes e placas nas ruas também. O período de campanha foi reduzido de 90 para 45 dias. Isso pode equilibrar o jogo e propiciar o surgimento de novas caras no cenário político.

As perspectivas são nebulosas para quem deseja utilizar-se de caixa 2 ou recursos escusos na próxima disputa. A Justiça está mais vigilante do que nunca, já que a maior parte do dinheiro não declarado é proveniente de corrupção com a coisa pública.

Há também uma expectativa de que o eleitor apure seus critérios de escolha. O brasileiro está indignado com o comportamento da classe política e tem demonstrado sua insatisfação nos últimos anos, com mobilizações sucessivas por todo o país.

Pelo exposto, as eleições de 16 e 18 tendem a apresentar altos índices de renovação. Agora é hora de tirar o mofo das Câmaras de Vereadores e Prefeituras. Em 18, será a vez dos Governos, Assembleias, Congresso Nacional e do Planalto.

E de eleição em eleição, de voto e voto, vamos construir um Brasil melhor.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notifique-me de
Fechar Menu