MP do Emprego, Bolívia, DPVAT e PSL são os destaques da mídia

MP do Emprego, Bolívia, DPVAT e PSL são os destaques da mídia, nesta quarta-feira, 13 de novembro. Chegamos ao 317º dia de 2019 e, portanto, bem próximos de ver encerrado mais um ano. Isso, porque estamos a apenas 48 dias para o réveillon 2019-2020.

🖋 Edição: Sérgio Botêlho

📃 Manchetes do dia:

MP do Emprego

“MP do emprego amplia reforma de leis trabalhistas. Texto de incentivo à contratação de jovens altera jornada e libera trabalho domingo”. Manchete de capa do O Globo.

“Jornada, FGTS, registro, multas: governo faz minirreforma das leis trabalhistas com MP. Medida Provisória do emprego para jovens inclui mudanças para os demais trabalhadores, como trabalho aos domingos e abertura de bancos aos sábados, que já foram rejeitados pelo Congresso. Conheça as alterações”. Manchete da hora do O Globo online.

“Governo usa pacote do emprego para mudar regras trabalhistas. Alterações na legislação incluem permissão para o trabalho de todas as categorias aos domingos e feriados e um novo sistema de homologação de acordos trabalhistas”. Manchete de capa do Estadão.

“Ao ampliar incentivo fiscal, programa Verde Amarelo racha equipe econômica”. Destaque da hora do Estadão.

“Senadores querem bancar programa de empregos com recursos do Sistema S”. Destaque da hora do Estadão.

“MP para gerar empregos de jovens antecipa reforma trabalhista. Texto permite trabalho aos domingos e reduz reajuste de dívida trabalhista”. Destaque da hora da Folha.

Bolívia

“Em manobra, senadora se declara presidente da Bolívia sem votação do Congresso. Jeanine Añez diz, em interpretação controversa, ser a próxima na linha sucessória; senadora é tida como nome sem expressão”. Manchete da hora da Folha online.

“Partidários de Camacho recebem com euforia posse de senadora na Bolívia e beijam tela de TV”. Destaque da hora do O Globo.

“Ex-apresentadora, advogada e política por acidente: conheça Jeanine Áñez”. Destaque da hora do O Globo.

“Após senadora assumir presidência da Bolívia, Evo volta a falar em ‘golpe’. Ex-presidente criticou ausência de quórum na Assembleia e apoio das Forças Armadas”. Manchete da hora do Estadão online.

“Em manobra, senadora se diz presidente da Bolívia. Sem aval do Congresso, Jeanine Añez fala em novas eleições; Brasil a reconhece”. Manchete de capa da Folha.

“Turbulência na Bolívia pode afetar o preço do gás no Brasil”. Destaque da hora do Valor Econômico.

DPVAT

“SUS perderá R$ 3,7 bi para tratar vítimas de acidentes de trânsito com o fim do DPVAT. União fica com metade do arrecadado por seguro, extinto por Bolsonaro, para vítimas de acidentes de trânsito”. Destaque da hora do O Globo.

“Sem DPVAT, motociclista será o mais prejudicado. Benefício era garantido a motoristas, passageiros e pedestres que se envolvessem em acidente de trânsito; a partir do ano que vem, será extinto”. Destaque de capa do Estadão.

“Fim do DPVAT é erro monumental e deixará milhares sem proteção”. Destaque da hora do Estadão.

Reforma administrativa

“Guedes pede sinal verde de líderes no Congresso antes de reforma administrativa”. Destaque da hora da Folha.

Bolsonaro deixa o PSL

“Jair Bolsonaro deixa PSL e aliados devem ser punidos”. Destaque de capa da Folha.

Bolsonaro confirma que vai sair do PSL e criar partido. O presidente Jair Bolsonaro se reuniu com grupo de deputados do PSL para comunicar sua decisão de deixar o partido ecriar uma nova legenda; objetivo é disputar as eleições do ano que vem”. Destaque de capa do O Globo.

“Bolsonaro anuncia nova sigla para enfrentar PT. Presidente reúne aliados e confirma que vai deixar o PSL e fundar nova legenda batizada de Aliança pelo Brasil, cujo manifesto acentua clima de radicalização com o PT”. Destaque de capa do Estadão.

“Ao deixar PSL, Bolsonaro aposta na força de seu nome para repetir em 2020 onda de 2018”. Destaque da hora do O Globo.

“Bolsonaro deixa o PSL e anuncia que vai criar partido ‘Aliança pelo Brasil’. É a nona troca de sigla em sua carreira”. Destaque da hora do Estadão.

“Nova sigla de Bolsonaro mescla militarismo e religião”. Destaque da hora da Folha.

Juros

“BC vai mudar a taxa de juros do cheque especial. Líder no Senado diz que orientação é que bancos públicos diminuam taxas ao consumidor. Caixa corta de 8,99% para 4,99% o percentual cobrado no cheque especial. BC prepara mutirão para facilitar a renegociação de dívidas”. Destaque de capa do O Globo.

“Sob orientação do governo, Caixa e BB reduzem juros ao consumidor”. Destaque da hora do O Globo.

MP dos balanços das empresas

“Comissão dá parecer contrário à MP dos balanços. Parecer aprovado pelo colegiado misto do Congresso apontou falta do pré-requisito de urgência e relevância na medida provisória que desobriga publicação de demonstrações financeiras de empresas de capital aberto em jornais”. Destaque de capa do O Globo.

Segunda instância

“Consultoria do Senado diz que Congresso pode prever prisão de condenados em 2ª instância”. Destaque da hora do O Globo.

“Alcolumbre resiste em pautar PEC da 2ª instância e pede alterações no texto”. Destaque da hora do Estadão.

Caso Marielle

“MP interpela Jungmann sobre investigação de caso Marielle Franco”. Destaque da hora do Estadão.

SUS

“Sob críticas de entidades, Bolsonaro muda lógica de financiamento no SUS”. Destaque da hora do Estadão.

Brics

“Alinhamento com americanos causa atrito com Brics”. Destaque de capa da Folha.

Espanha

“Esquerda chega a acordo e forma governo na Espanha”. Destaque de capa da Folha.

Chile

“Greve geral no Chile tenta pressionar Piñera a aprofundar reformas”. Destaque de capa da Folha.

Previdência

“Reforma da Previdência é publicada e começa a valer”. Destaque da hora da Folha.

Receita

“MP pode decidir disputas bilionárias com a Receita. Governo estima que as mudanças no PLR e prêmios não terão impacto fiscal. Mas instituições financeiras travam disputas bilionárias no Carf e na Justiça por esse motivo”. Manchete de capa do Valor Econômico.

Ciro

“Ciro acusa Lula e Moro e não descarta candidatura. Pedetista descarta participar de frente ampla de esquerda”. Destaque do Valor Econômico.

📃 Editoriais do dia:

MP do Emprego

“Remendo trabalhista. Programa de estímulo ao emprego suscita dúvidas e merece mais debate”. Editorial da Folha.

Ideologia

“Da facada à terra plana. Teses conspiratórias descoladas de lógica se propagam entre nichos ideológicos”. Editorial da Folha.

Previdência

“É relevante a promulgação da reforma. São vitais as mudanças na Previdência feitas no Congresso, mas elas terão de ser atualizadas”. Editorial do O Globo.

Chacina

“A emblemática condenação de PMs acusados da chacina de Costa Barros. Há quatro anos, cinco jovens inocentes tiveram o carro fuzilado com 111 tiros quando voltavam de uma lanchonete”. Editorial do O Globo.

Democracia

“‘Ensaios autoritários’. Se há interesse em manter a democracia viva, é preciso prestigiar a imprensa livre, a única capaz de jogar luz naquilo que as autoridades pretendem manter nas sombras”. Editorial do Estadão.

Desigualdade

“Várias cidades em uma só. O Mapa da Desigualdade revela o abismo social e econômico entre os bairros mais pobres e os mais ricos de São Paulo.” Editorial do Estadão.

Saneamento

“Estatais dominadas. A existência de cerca de 100 milhões de pessoas sem saneamento revela as péssimas condições de vida no País”. Editorial do Estadão.

Contas externas

 Piora nas contas externas ajuda a depreciar o real. O que os números estão dizendo é que o câmbio ainda pode se apreciar mais por algum tempo”. Editorial do Valor Econômico.

📊 Mercado:

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou a terça-feira, 12, em queda de -1,49%, a 106.751 pontos. O dólar terminou o dia em alta de 0,58, a R$4,17.

(Anexo 6 publica diariamente a sinopse da grande mídia impressa, com foco nas manchetes, nos editoriais e nos destaques de capa)

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notifique-me de
Fechar Menu