Mortes triplicam, no país; quarentena adiou pico; relaxamento preocupa

Mortes triplicam, no país; quarentena adiou pico; relaxamento preocupa. Esses são destaques da grande mídia, neste sábado, 11 de abril de 2020, na seção DESTAQUES DA GRANDE MÍDIA IMPRESSA, do Anexo 6.🖋 Edição: Sérgio Botêlho

📃 Destaques do dia:

“País tem mais de mil mortos, e o mundo, mais de 100 mil. Total de pacientes com Covid-19 mais que dobra em uma semana, e São Paulo chega a 8.216 casos.” Manchete de capa da Folha.“Mortes triplicam em uma semana, e ritmo de internações preocupa. País já tem mais de mil vítimas da Covid-19. Em SP, vagas em UTIs podem acabar em dez dias.” Manchete de capa do O Globo.“Mortes por covid-19 passam de mil no País e 100 mil no mundo. Para especialista, quarentena adiou pico no Brasil, que pode ocorrer no fim do mês.” Manchete de capa do Estadão.“Mortes passam de mil no Brasil. Mais do que nunca, é preciso ter fé no isolamento”. Manchete de capa do Correio Braziliense.📃 Editoriais do dia:“São Paulo pode parar. Não se descarta paralisação contra coronavírus, mas falar em prisão é exagero.” Editorial da Folha.“Ajuda sem farra. Estados e cidades precisam de socorro, sem benefício permanente e incondicional.” Editorial da Folha.“Estados e União têm de fechar logo um acordo. Desentendimento sobre ajuda na crise eleva risco da falta de recursos para vítimas da Covid-19.” Editorial do O Globo.“Flexibilização do isolamento social quando casos crescem é temerária. No momento em que sistema de saúde é posto à prova, governos e cidadãos relaxam quarentenas.” Editorial do O Globo.“O papel de cada um. Se algo inspira algum otimismo, é a certeza de que as instituições como o Supremo e Congresso são capazes de proteger o País das investidas irresponsáveis do presidente.” Editorial do Estadão.“O Enem e o deboche de Weintraub. Depois de ter ironizado o modo como os chineses falam, postando no Twitter um texto preconceituoso que deflagrou uma crise diplomática entre a China e o Brasil, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, voltou a incidir no mesmo erro. Desta vez, tratou de modo debochado quem o criticou por manter as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2020 nas datas definidas em 2019, sem levar em conta as restrições de circulação impostas pela pandemia do novo coronavírus durante o primeiro semestre letivo..” Editorial do Estadão.“A pandemia não espera sindicato. Decisão do ministro Ricardo Lewandowski deixa trabalhadores à deriva.”.Editorial do Estadão.O ruim pode piorar. Moradores de regiões que sofrem com temperaturas rigorosas costumam dizer que só valoriza a primavera quem vive o inverno. O dito pode ser adaptado a mudanças radicais observadas neste período de pandemia. Uma delas se refere ao emprego formal. Só valoriza a carteira de trabalho assinada quem a perde ou corre risco de perdê-la.”. Editorial do Correio Braziliense.

📈 Bolsa de Valores

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) não funcionou na Sexta-Feira da Paixão

⏳ Destaque histórico:

Informações sobre o dia de hoje na história, é só clicar.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


0 0 vote
Article Rating
Inscreva-se
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments