Morte de miliciano do caso Marielle, dívida pública e BNDES

Morte de miliciano do caso Marielle, dívida pública e BNDES. Estes são os destaques da grande mídia, nesta segunda-feira, 10 de fevereiro de 2020.

? Edição: Sérgio Botêlho

? Destaques do dia:

“Ex-capitão do Bope investigado no caso Marielle é morto na Bahia. Adriano Nóbrega chefiava grupo de matadores de aluguel”. Manchete de capa do O Globo.

“Miliciano ligado a Flávio Bolsonaro é morto na BA. Adriano da Nóbrega é citado em investigação que envolve filho do presidente”. Manchete de capa da Folha.

“Governo economiza R$ 68,9 bi em juros da dívida pública. Custo da dívida caiu ao menor nível da história em 2019; mais R$ 120 bi poderão ser economizados este ano”. Manchete de capa do Estadão.

“BNDES conduz privatização de saneamento nos Estados. Carteira de projetos do banco tem potencial para gerar R$ 42 bilhões em investimentos”. Manchete de capa do Valor Econômico.

“‘Parasita’ vence, e diretor sul-coreano faz História. O sul-coreano ‘Parasita’ torna-se primeira produção em língua não inglesa a vencer o prêmio de melhor filme, e ‘Democracia em vertigem’ perde para documentário produzido pelos Obama.”. Destaque de capa do O Globo.

“Bolsonaro e Maia discutem vetos ao Orçamento. Planalto indica ceder a deputados e senadores o direito de indicar prioridades na execução de R$ 31 bilhões em emendas. Negociação foi tema de reunião entre Rodrigo Maia e Bolsonaro, ontem, no Palácio do Alvorada”. Destaque de capa do O Globo.

“Imóveis: vendas crescem e puxam lançamentos. Com juros baixos e alta nas vendas, construtoras retomam lançamentos”. Destaque de capa do O Globo.

“Axée funk no Centro. Cantora reuniu 120 mil pessoas no Carnaval Square; evento foi o primeiro a ter a segurança reforçada da PM para megablocos.”. Destaque de capa do O Globo.

“Grupo que estava na China chega para quarentena. Grupo chega da China a base aérea para quarentena contra coronavírus”. Destaque de capa do O Globo.

“Miliciano ligado a caso Marielle é morto na Bahia. Foragido há 14 meses, ele era investigado por organizar grilagem no Rio e por ligação com as mortes da vereadora Marielle Franco e seu motorista. Também foi citado em apuração sobre suposto esquema de ‘rachadinha’ no gabinete de Flávio Bolsonaro”. Destaque de capa do Estadão.

“‘Queima de arquivo’. Segundo o advogado Paulo Emilio Catta Preta, capitão Adriano disse, na quarta-feira, que policiais não queriam só prendê-lo”. Destaque de capa do Estadão.

“O presidente do Morgan Stanley no Brasil, Alessandro Zema, diz que o setor privado assumiu protagonismo na economia e que País terá ciclo de expansão prolongado. “Nunca estivemos tão confiantes no Brasil”, afirma.”. Destaque de capa do Estadão.

“Daniel Scioli, embaixador da Argentina no Brasil: ‘Estou aqui para unir e buscar convergências’. Para novo embaixador, relação entre o Brasil e a Argentina está melhorando e é preciso respeitar a vontade popular”. Destaque de capa do Estadão.

“Assembleia de SP dá bônus a aposentados.”. Destaque de capa do Estadão.

“Repatriados em quarentena. Grupo de 34 brasileiros que foi resgatado de Wuhan deve ficar 18 dias em Anápolis”. Destaque de capa do Estadão.

“Defesa busca empresários para patrocinar atletas. Portaria autoriza Forças Armadas a receber apoio de empresas privadas em programas de marketing social e competições militares”. Destaque de capa do Estadão.

“Israel faz bloqueio a exportações palestinas. Tel-Aviv fecha a passagem de Allenby impedindo a negociação de produtos agrícolas do vizinho com o resto do mundo; em retaliação, palestinos estão barrando a entrada de legumes, frutas, refrigerantes, sucos e água mineral para israelenses.”. Destaque de capa do Estadão.

“Mudanças no Carnaval de SP afetam blocos. Alterações frequentes em itinerário e datas são apontadas como uma das razões”. Destaque de capa do Estadão.

“Publicidade turbina sites de moda. Para garantir giro de produtos, Privalia, Dafiti e Netshoes produzem até 50 campanhas publicitárias por dia”. Destaque de capa do Estadão.

“O futebol na luta contra a doença de Alzheimer. Pacientes do Hospital das Clínicas revivem bons momentos do passado em visitas ao Museu do Futebol.”. Destaque de capa do Estadão.

“Seleção sub-23 vai a Tóquio. Pré-Olímpico. Equipe faz ótima partida, vence por 3 a 0 e com isso País vai defender o ouro no futebol masculino”. Destaque de capa do Estadão.

“Sul-coreano ‘Parasita’ ganha melhor filme”. Destaque de capa da Folha.

“Governo trava Bolsa Família em cidades mais pobres”. Destaque de capa da Folha.

“Improviso amazônico. Plano ambiental do governo anunciado em Davos carece de prazos e recursos”. Destaque de capa da Folha.

“Salvador Nogueira: Sonda europeia estudará sol de perto”. Destaque de capa da Folha.

“Marcas artesanais lançam drinques em lata no Brasil”. Destaque de capa da Folha.

“Executivo estuda limitar auxílio a pescadores”. Destaque de capa da Folha.

“Leandro Cólon: Perguntas sobre a família podem ficar sem resposta. Por que Flávio exaltava policial e empregava seus parentes?”. Destaque de capa da Folha.

“Brasileiros voltam do epicentro do coronavírus para ficar em quarentena ”. Destaque de capa da Folha.

“Militares e policiais ocupam Congresso em El Salvador”. Destaque de capa da Folha.

“Maurício Fiori e L. Fernando Tófoli: Dado sobre gasto na Cracolândia é problemático”. Destaque de capa da Folha.

“Entrevista da 2ª. Cat Packer. Veremos no futuro a globalização da maconha legal”. Destaque de capa da Folha.

“Brasil se classifica para Tóquio. Na vitória de 3X0 sobre a Argentina, seleção brasileira sub-23 garante vaga na Olimpíada de 2020”. Destaque de capa da Folha.

“Bolsa oscila entre euforia e receio de bolha. Gestores já questionam se preços estão ficando inflados”. Destaque de capa do Valor Econômico.

“Economista do UBS vê riscos geopolíticos. Para Stuart Kaiser, economia americana deve desacelerar no primeiro semestre”. Destaque de capa do Valor Econômico.

“Triunfos e misérias do Maranhão. Para governador Flávio Dino (PCdoB), a alta dependência dos programas de transferência de renda justifica o crescimento da miséria no Estado”. Destaque de capa do Valor Econômico.

“Justiça livra empresa de custear o ‘home office’. Desembargadores paulistas entenderam que gastos de ex-funcionária da Gol estavam cobertos pelo salário”. Destaque de capa do Valor Econômico.

“Pós-graduação muda para ter mais relevância. Escolas incluem temas do mercado e facilitam financiamento”. Destaque de capa do Valor Econômico.

“Diesel ‘verde’. Empresário Erasmo Carlos Battistella procura sócio para projeto de cerca de US$ 800 milhões”. Destaque de capa do Valor Econômico.

“Menos crescimento e menos inflação. Com um crescimento mais perto de 2% e uma inflação confortavelmente abaixo da meta, os juros poderão ficar baixos por um longo tempo”. Destaque de capa do Valor Econômico.

“Inflação da carne perde força e núcleos indicam cenário tranquilo. Em 12 meses, a média de sete núcleos, medidas que buscam eliminar ou reduzir a influência dos itens mais voláteis, está abaixo de 3%”. Destaque de capa do Valor Econômico.

“Economista contesta estudo do governo sobre produtividade. Para Bráulio Borges, documento não provoca relação entre a queda do indicador e a má alocação de recursos”. Destaque de capa do Valor Econômico.

“Governos locais e sociedade civil buscam ganhar espaço na discussão ambiental. Movimento ocorre no momento em que governo Bolsonaro centraliza decisões sobre projetos socioambientais”. Destaque de capa do Valor Econômico.

“Governo corre para finalizar reforma administrativa. Envio ao Congresso de proposta ainda nesta semana é dúvida”. Destaque de capa do Valor Econômico.

“Alemanha ditará ritmo do acordo entre UE e Mercosul. País assumirá em julho a presidência rotativa do Conselho Europeu e terá como desafio apaziguar questões ambientais”. Destaque de capa do Valor Econômico.

? Editoriais do dia:

“Abaixo do mínimo. Restrição a reajustes do piso salarial impõe política focada nos mais pobres”. Editorial da Folha.

“Espírito de corpo. Cabe à Câmara investigar deputado que STF mandou afastar, em vez de protegê-lo”. Editorial da Folha.

“A reforma administrativa e os seus vários obstáculos. Um Estado que atenda às aspirações dos brasileiros prescinde do fim da estabilidade do funcionalismo no emprego”. Editorial do Valor Econômico.

“Nova versão da Embratur é projeto de alto risco. Agência federal terá verba anual de R$ 480 milhões, volume 1.400% superior ao orçamento anterior”. Editorial do O Globo.

” Morales volta a tumultuar eleição na Bolívia apenas para obter imunidade. Ex-presidente, que renunciou após fraude eleitoral, tenta eliminar o risco de prisão no retorno ao país”. Editorial do O Globo.

“Bomba-relógio fiscal. A relutância do governo em negociar suas propostas no Congresso – ou seja, em fazer política – está pondo a máquina pública na rota do colapso..” Editorial do Estadão.

“A captura das agências. O presidente Jair Bolsonaro quer manter sua capacidade de exercer influência política nas agências reguladoras.” Editorial do Estadão.

“Mais uma do MEC. A escalada de descalabros do MEC resulta do erro que o governo Bolsonaro cometeu ao privilegiar critérios mais religiosos do que técnicos, numa área tão estratégica para o futuro do País, como a educação e a ciência. Ao restringir viagens de docentes e cientistas, o MEC afasta o Brasil do mundo globalizado. N. da R. – A revogação da portaria evita seus efeitos, mas não apaga sua inspiração”. Editorial do Estadão.

? Mercado:

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) reabre nesta segunda-feira, 10, após o final de semana.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


Inscreva-se
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments