Moradias; empobrecimento do Brasil; aulas; pandemia e doações

*Plano para habitação exclui 42% das moradias. Brasil empobrece e fica mais distante do mundo. Com 4,9 mi sem aula, escolas ‘caçam’ alunos até de canoa. Doações triplicam com a pandemia.*. Esses são destaques da grande mídia impressa, neste domingo, 20 de dezembro de 2020. Veja na *sinopse do noticiário*.

*BIRÔ DE IMPRENSA*, Ano III, Nº 771, de 20.12.2020

🖋 Edição: _Sérgio Botêlho_

📃 *Manchetes do dia*:

“Plano para habitação exclui 42% das moradias. Governo retirou subsídio a faixa de renda que concentra déficit de casas’” *Manchete de capa do O Globo*.

“Brasil empobrece e fica mais distante do mundo. De 2011 a 2020, país cresce 2,2%, enquanto conjunto das nações avança 30,5%” *Manchete de capa da Folha*.

°“Com 4,9 mi sem aula, escolas ‘caçam’ alunos até de canoa. Esforço das redes de ensino do País é para resgatar alunos que não têm acesso ou perderam vínculo com os estudos.” *Manchete de capa do Estadão*.

“Doações triplicam com a pandemia. Em 2020, o verbo ajudar foi conjugado com mais frequência.” *Manchete de capa do Correio Braziliense*.

 *Editoriais do dia*:

_*FOLHA*_

°”Confusão sem fim. Há plano, mas não vacina; Bolsonaro e Doria agora disputam seringas e agulhas.” 

°”Assédio na Alesp. Ato deplorável do deputado Fernando Cury mostra machismo truculento resiste.”

_*O GLOBO*_. 

“Fique em casa nas festas de fim de ano. No encerramento de um 2020 tisnado pela pandemia mortífera, não há espaço para comemorações feéricas.” 

_*ESTADÃO*_

°”O que diz a agenda do presidente. Ali se verifica que Jair Bolsonaro tem muitas prioridades e que a saúde dos brasileiros definitivamente não está entre elas.”

°”A maldição dos dois por cento. Só reformas livrarão o Brasil da praga do baixo crescimento, repetem CNI e OCDE.” 

°”A destruição da política externa. O País nunca esteve tão isolado e os interesses nacionais nunca foram tão mal defendidos.” 

°”Na pandemia, inadimplência cai em São Paulo. As medidas de estímulo à atividade econômica e de apoio financeiro à população de renda mais baixa foram essenciais para mitigar os impactos da pandemia” 

_*CORREIO BRAZILIENSE*_

°“Volta às aulas. A decisão dos governantes não pode ser baseada apenas na vontade ou motivada por pressão de setores atingidos economicamente pela pandemia.” 

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


    Inscreva-se
    Notifique-me de
    guest
    0 Comentários
    Inline Feedbacks
    View all comments