Maia quer CCJ da Câmara instalada nesta semana. PSL vai presidir.

Crédito da foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Maia quer CCJ da Câmara instalada nesta semana. PSL vai presidir.
Objetivo do presidente da Câmara é favorecer a contagem de votos para tramitação da Reforma da Previdência. Felipe Francischini (PSL-PR) deve ser o presidente.


A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania da Câmara dos Deputados deverá ser instalada nesta semana que antecede o Carnaval. A intenção foi manifestada pelo presidente da Casa, deputado federal Rodrigo Maia (DEM-RJ). O propósito é o de favorecer a contagem de prazos para a tramitação da Reforma da Previdência.
Desde a última sexta-feira, 22, que a PEC da Previdência foi entregue à secretaria da CCJ, que, agora, aguarda a constituição da comissão de 66 membros, cujos nomes devem ser encaminhados pelos partidos e blocos que compõem a Câmara. A presidência, segundo acordo firmado com Maia, antes da eleição do presidente da Casa, ficará com o PSL.
No âmbito interno da bancada do principal partido governista, quatro nomes disputavam a indicação: Bia Kicis (DF), Felipe Francischini (PR), Coronel Tadeu (SP) e Marcelo Freitas (MG). Ao que parece, no entanto, o escolhido deverá ser Francischini, de 27 anos, filho do ex-deputado federal Fernando Francischini, agora deputado estadual no Paraná.
Após a instalação e posse de sua Mesa Diretora, a CCJ terá o prazo de cinco sessões do plenário para decidir sobre a admissibilidade da PEC da Previdência e votar parecer elaborado pelo relator, que é escolhido pelo presidente da CCJ. O colegiado vai analisar se a proposta está de acordo com a Constituição Federal.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notifique-me de
Fechar Menu