Planalto entra de vez na campanha pela Reforma da Previdência

Reforma da Previdência terá Bolsonaro e Maia envolvidos diretamente em sua aprovação na Câmara dos Deputados, segundo ficou acertado em reunião no Planalto.

Sérgio Botêlho

Ao mesmo tempo em que inicia o processo de instalação das comissões temáticas na Câmara dos Deputados, o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), inaugura conversas sobre distribuição de cargos federais nos estados.

Inicialmente propenso a ocupar esses cargos com militares, o presidente Jair Bolsonaro (PSL-RJ), teria voltado atrás na ideia e, em concordância com Maia, fará a distribuição com os parlamentares visando a aprovação da Reforma da Previdência.

O acerto foi feito no último sábado, 09, em encontro de Maia e Bolsonaro, quando o presidente da Câmara expôs as dificuldades para a aprovação da reforma caso os parlamentares fossem excluídos da distribuição dos cargos federais nos estados.

A conversa será feita inicialmente com os líderes partidários, ao mesmo tempo que essas lideranças começam a fazer as indicações para a composição das comissões temáticas da Casa, principalmente a de Constituição e Justiça e de Cidadania, a poderosa CCJ.

Depois disso, as lideranças vão conversar diretamente com Bolsonaro, no Planalto, quando deverão ser acertadas, enfim, as ocupações dos cargos federais nos estados, num processo considerado pelos governistas como ‘legítimo’.

A decisão do Planalto com o processo de distribuição de cargos está sendo visto pelos especialistas como concordância do presidente da República em se envolver pessoalmente com a aprovação da Reforma da Previdência.

Com essa decisão, Bolsonaro atende a uma reivindicação da base governista, justamente a de participar, ativa e pessoalmente, da campanha pela aprovação da Reforma da Previdência, o grande tema político e econômico a partir desta segunda-feira, 11, no país.

 

 

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


    Inscreva-se
    Notifique-me de
    guest
    0 Comentários
    Inline Feedbacks
    View all comments