Lula, Lava Jato e economia se destacam como temas das manchetes

🗞 🗞 🗞 🗞 🗞 🗞 🗞 🗞 🗞 🗞 🗞 🗞

📰 Birô de Imprensa – Ano 2 – Número 325- A 91 dias do fim do ano de 2019, hoje é terça-feira, 01 de outubro de 2019, 274º dia do ano.

*Sinopse da grande mídia impressa*:

🖋 Edição: _Sérgio Botêlho_

📃 *Manchetes do dia*:

“Lula desafia Lava Jato e diz não ‘barganhar liberdade’. Petista divulga carta após a força-tarefa pedir mudança para o regime semiaberto”. Manchete de capa da Folha.

“Cálculo político. Lula diz não querer regime semiaberto pedido pela Lava Jato. Estratégia do ex-presidente é anular sentença e voltar a eleições”. Manchete de capa do O Globo.

“Indústria no Brasil cai 15% em 5 anos; no mundo, cresce 10%. País pode deixar o grupo das 10 nações mais industrializadas; causas incluem crise argentina e Brumadinho”. Manchete de capa do Estadão.

“Frigoríficos ignoram crise e papéis disparam na bolsa”. Manchete de capa do Valor Econômico.

📃 *Editoriais do dia*:

“Redução de danos. Brecha para caixa dois eleitoral sobrevive a vetos; resta conter gasto público”. Editorial da Folha.

“O preço da água. Estudo propõe explicitar nas tarifas custos da crucial expansão do saneamento”. Editorial da Folha.

“A bilionária aventura petista. A desastrosa política econômico-financeira dos governos lulopetistas já custou mais de R$ 250 bilhões aos contribuintes. E continuará impondo custos ao País até 2041”. Editorial do Estadão.

“Avançando, mas longe do azul. O fim do déficit primário em 2023, ou, na melhor hipótese, em 2022, dependerá de enorme esforço de ajuste”. Editorial do Estadão.

“Desbragada judicialização. Parte da oposição tem recorrido sistematicamente ao Supremo Tribunal Federal na tentativa de reverter derrotas sofridas no Congresso, bem como de sustar medidas adotadas pelo Palácio do Planalto”. Editorial do Estadão.

“Proposta de Toffoli aponta caminho para a modulação. Presidente do STF deve ajudar a tornar palatável a aplicação da sentença que ameaça a Lava-Jato”. Editorial do O Globo.

“Apoio de Witzel à privatização da Cedae é essencial para o saneamento. Governador admite venda de ações da estatal e abertura a concessões, necessárias mesmo sem a crise fiscal”. Editorial do O Globo.

📃 *Outros destaques*:

“Aras: delações devem ser mais rigorosas. Novo chefe do Ministério Público Federal defende ‘tratamento mais rigoroso’ para os acordos de delação premiada e a criação de um colegiado para unificar a coordenação de todas as forças-tarefas do país”. Na capa do O Globo.

“Gilmar suspende investigações sobre Flávio Bolsonaro. O ministro do STF Gilmar Mendes suspendeu as investigações do Ministério Público do Rio sobre o senador Flávio Bolsonaro. Para ele, os procuradores erraram ao não pedir à Justiça a quebra de sigilo do parlamentar e por isso devem ser investigados pelo Conselho do Ministério Público.” Na capa do O Globo.

“‘É direito dele (Lula) ficar preso. Quer ficar, fica’. Jair Bolsonaro, presidente da República”. Na capa do Estadão.

“Lula desafia Lava Jato e diz que não aceita ‘barganha’ para sair da prisão”. Na Folha.

“Força-tarefa muda conduta ao pedir progressão de regime para Lula”. Na Folha.

“Lula assume riscos se resistir a mudança após decisão judicial sobre semiaberto”. Na Folha.

“Partidos gastam 48% mais com advogados. Valor chegou a R$ 50,92 mi em 2018; lei aprovada pela Câmara e sancionada por Bolsonaro permite que políticos tenham defesa paga com recursos públicos do Fundo Partidário”. Na capa do Estadão.

“Lei de abuso de autoridade vai inibir investigações, diz representante de procuradores”. Na Folha.

“PSL contratou PMs para fazer bico ilegal em eventos de campanha de Bolsonaro”. Na Folha.

“Gilmar atende a pedido de Flávio Bolsonaro e suspende tramitações relativas ao caso Queiroz”. Na Folha.

“Por pressão ruralista, Bolsonaro demite comando de órgão de reforma agrária”. Na Folha.

“Promotores paulistas contestam eleição para procurador-geral no STF”. Na Folha.

“Hacker ficou 9 dias em contato com Manuela. Nos diálogos, Delgatti Neto, preso desde julho, afirma querer expor o material acessado para ‘fazer justiça’”. Na capa do Estadão.

“Eike tem a maior condenação por crime financeiro. Pena é a maior já aplicada na Justiça por crime contra o mercado de ações”. Na capa do O Globo.

“Bancos reduzem juros na disputa pelo crédito imobiliário. No entanto, para saber se mudança vale a pena, é preciso se atentar a outros custos, como taxa de administração”. Na capa do Estadão.

“MEC libera R$ 2 bi e maior parte vai para universidades. Descontingenciamento será para universidades, bolsas e livro didático”. Na capa do O Globo.

“MEC libera R$ 1,15 bi para universidades. Valor destinado às universidades federais corresponde à metade do que havia sido contingenciado”. Na capa do Estadão.

“Brumadinho sepulta a 250ª vítima da tragédia. Após oito meses da tragédia, mas uma vítima foi encontrada; número de mortos subiu para 250”. Na capa do O Globo.

“Tragédia aumenta crise financeira de Inhotim. Auditoria levanta dúvida quanto à continuidade do instituto que sofre queda de receita após tragédia de Brumadinho”. Na capa do Estadão.

“Rio. Cadê a obra que deveria estar aqui? Prefeitura mapeia áreas de risco, mas só faz sete de 22 obras necessárias”. Na capa do O Globo.

“São Paulo. Para o livro das multas. Município disse não ter sido comunicado pela empresa, que afirma seguir diretrizes; moradores criaram movimento contra ‘extermínio’”. Na capa do Estadão.

“Presidente do Peru abre crise ao dissolver Congresso. Presidente dissolve o Congresso, que reage declarando sua suspensão”. Na capa do O Globo.

“O presidente dos EUA, Donald Trump, pressionou o premiê australiano, Scott Morrison, por dados sobre a investigação contra sua campanha em 2016, revelou o New York Times. É a segunda ação semelhante de Trump.” Na capa do Estadão.

📃 *Colunas e artigos*:

“Política faz de Lula um réu em situação inédita. Este é um caso singular, provavelmente inédito, de um preso (o ex-presidente Lula) que não quer progredir de regime prisional, e impõe condições para aceitá-lo”. Na coluna de Merval Pereira, no O Globo.

“Estratégia de Lula divide PT. Preso há 542 dias, o ex-presidente Lula está diante de duas armadilhas. Uma delas foi montada pela força-tarefa da Lava-Jato. A outra, pela sua própria estratégia de defesa.” Na coluna de Bernardo Mello Franco, no O Globo.

“Só Lava-Jato fez corrupto devolver dinheiro roubado”. Na coluna de Miriam Leitão, no O Globo.

“No mundo político, a questão é saber se Lula se anima e se tem força para liderar a resistência a Bolsonaro nas ruas.” Na coluna de Eliane Catanhêde, no Estadão.

“No mundo cor-de-rosa do econocoach, quando o governo gasta mais os problemas somem, porque o gasto é positivo.” Na coluna de Pedro Fernando Nery, no Estadão.

“Coisa de louco. Fantasiar com um crime e revelar essa fantasia não são crimes. Às vezes, um charuto é apenas um charuto. A declaração do ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot de que quase disparou um tiro de pistola contra o ministro Gilmar Mendes durante sessão do STF é tão maluca e está tão fora da curva que não deve, a meu ver, ser tratada como sintoma de agravamento de uma suposta crise institucional.” Na coluna de Hélio Schwartsman, na Folha.

“O bolsonarismo quer uma imprensa para chamar de sua. Governo demonstra não estar satisfeito com a atual e laboriosa rede de aduladores”. Na coluna de Ranier Bragon, na Folha.

“Reputação ilibada. Quem é o conselheiro do TCE envolvido no assassinato de Marielle Franco”. Na coluna de Álvaro Costa e Silva, na Folha.

“Livro de Janot vai municiar ações de Lula e outros réus contra a Lava Jato e a delação da JBS”. Na coluna Painel, da Folha.

“Revolução Chinesa chega aos 70 com Hong Kong como calcanhar de Aquiles”. Na Folha.

“Dias Toffoli pode pautar segunda instância neste mês. Presidente do STF discute com colegas a melhor data para colocar o assunto em debate”. Na coluna de Mônica Bergamo.

📊 *Mercado*: Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou a segunda-feira, 30, em baixa de -0,32 %, a 104.745 pontos. O dólar terminou o dia em alta de 0,02%, a R$4,16. O euro fechou em baixa de -0,44%, a R$ 4,53.

⏳ *Destaque histórico*: “Em 01 de outubro de 1908, Henry Ford lança o Ford T, o primeiro carro popular da história.” Na Wikipédia.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notifique-me de
Fechar Menu