Investimento social, agronegócio, trabalho e juízes se destacam na mídia

Maioria quer investimento social contra violência, efeito China bomba o agronegócio, cresce trabalho intermitente e vale refeição para juízes. Estes são os destaques da grande mídia, nesta terça-feira, 31 de dezembro de 2019.

🖋 Edição: Sérgio Botêlho

📃 Destaques do dia:

“Maioria quer mais investimento social contra a violência. Datafolha mostra que 57% defendem gasto com educação e combate ao desemprego; 42% preferem reforço policial.” Manchete de capa da Folha.

“Efeito China valoriza ações do agronegócio em 86%. Com um faturamento combinado de quase R$ 300 bilhões, as indústrias JBS, BRF, Marfrig e Minerva foram beneficiadas pela epidemia de peste suína africana na China”. Manchete de capa do Valor Econômico.

“Trabalho intermitente cresce 70% em um ano. Modelo, com horário flexível e jornada menor, vira porta de entrada para emprego formal”. Manchete de capa do O Globo.

“Vale-refeição de juízes supera salário mínimo em 24 Estados. Valor mensal do ‘penduricalho’ infla salário de magistrados e chega a ser maior que piso pago a professores”. Manchete de capa do Estadão.

“Futmesa, uma das novidades do verão. Último domingo do ano teve clima de festa na orla, com novidades à beira-mar e praias lotadas de cariocas e turistas”. Destaque de capa do O Globo.

“Racismo: Zagueiro Thuler e atacante Lincoln, do Fla, protagonizam polêmica. Polêmica com atletas do Fla levanta debate sobre racismo”. Destaque de capa do O Globo.

“Fábio Porchat: Sátira é fundamental para a democracia. Sátiras são fundamentais para que uma sociedade democrática possa rir de si mesma”. Destaque de capa do O Globo.

“Joaquim Falcão: As derrotas e a candidatura de Sergio Moro. Qualquer um que falar, se aproximar, ou se referir ao ministro Sergio Moro já sabe. Está claro. Queira ou não, estará falando com um possível, não necessariamente provável, candidato a presidente da República. Esta candidatura não depende dele. Nem de você. Ela, simplesmente, é. Tem a virtude da existência e por convite de Bolsonaro para ser ministro. Ao aceitar, ficou candidato.”. Destaque de capa do O Globo.

“Demétrio Magnoli: Greta Thunberg, 17 anos, personalidade do ano da revista “Time”, tem diversas certezas e nenhuma dúvida. Daí, seu sucesso na era das redes sociais e a esterilidade política de seus alertas dramáticos. A dinâmica do clima global é bastante complexa, mas menos que a intersecção entre ciência e política na qual se inscrevem as iniciativas destinadas a enfrentar as mudanças climáticas.” Destaque de capa do O Globo.

“Crise faz ensino médio privado perder alunos. Instituições perdem 351 mil alunos em quatro anos e só esperam melhora em 2021”. Destaque de capa do O Globo.

“PSL é líder em processos no Conselho de Ética. Com recorde de processos no Conselho de Ética, ‘política do confronto’ é marca de 2019”. Destaque de capa do O Globo.

“Em 2020, muitos feriados e menos vendas e produção. Serão 11 dias livres em 2020, contra oito em 2019, e seis fins de semana prolongados. Na cidade do Rio, varejo estima perdas de R$ 4,8 bilhões. Por outro lado, turismo regional aumenta com as folgas durante o ano”. Destaque de capa do O Globo.

“Entre 12 capitais, Rio tem a maior queda de receita. Entre as 12 cidades mais populosas do país, Rio teve a maior queda absoluta na arrecadação”. Destaque de capa do O Globo.

“Com lama, óleo, fogo e desmate, ambiente teve seu pior ano. País sofreu com desastre da Vale em Brumadinho, desmatamento da Amazônia, óleo no Nordeste e fogo no Pantanal”. Destaque de capa do O Globo.

“Obituário. Nilcéa Freire, ex-ministra e primeira reitora da Uerj, aos 67 anos”. Destaque de capa do O Globo.

“Analistas veem impulso para Bolsa e fundos imobiliários. Bolsa e fundos imobiliários seguirão atrativos, dizem analistas. Renda fixa é opção para reserva de emergência”. Destaque de capa do O Globo.

“Ucrânia e separatistas pró-Rússia trocam 200 prisioneiros”. Destaque de capa do O Globo.

“‘Juiz de Garantias é legítimo’. Alexandre de Moraes, ministro do Supremo Tribunal Federal Um dos autores do pacote anticrime, ministro do Supremo aposta em medidas para fortalecer a Justiçaf”. Destaque de capa do Estadão.

“Congresso altera quase 30% dos vetos de Bolsonaro. Em 2019, presidente rejeitou total ou parcialmente 59 projetos aprovados por deputados e senadores, mas em 17 casos não conseguiu manter todas as modificações”. Destaque de capa do Estadão.

“Universidades barram extinção de 4,2 mil vagas. Levantamento feito pelo ‘Estado’ mostra que pelo menos 38 instituições de ensino conseguiram, com decisões judiciais, manter 4.215 dos 13,7 mil cargos extintos pelo governo federal, que argumenta ter prerrogativa de gerir os próprios recursos”. Destaque de capa do Estadão.

“‘Fake news atrai clique’. Especialista aponta interesse econômico na propagação de notícias falsas, que geram audiência na web”. Destaque de capa do Estadão.

“EUA bombardeiam grupo xiita pró-Irã. Ação foi resposta ao ataque com míssil que deixou um civil americano morto em base iraquiana; essa foi a primeira vez que Washington agiu militarmente contra um grupo xiita nesses países desde seu retorno à região em 2014 contra o Estado Islâmico”. Destaque de capa do Estadão.

“Indiferença de esquecidos pelo sistema ajuda Trump”. Destaque de capa do Estadão.

“Entrevista da 2ª. Elena Landau. Governo não é liberal, liberalismo é progressista”. Destaque de capa da Folha.

“Questionado e popular, Moro vive pressão inédita”. Destaque de capa da Folha.

“Antônio Pellegrino: Elas foram ao front em 2019. O ano em que as mulheres foram par ao front conter retrocessos e impulsionar as sociedades é 2019”. Destaque de capa da Folha.

“Lei contra abuso de autoridades é alvo de ações”. Destaque de capa da Folha.

“Associação de Lojistas de Shopping nega distorção de números sobre vendas de Natal”. Destaque de capa da Folha.

“Morre Nilceia Freire, militantes feminista e ex-ministra de Lula”. Destaque de capa da Folha.

“Consumo com propósito social e ambiental é a grande tendência para 2020, diz consultoria”. Destaque de capa da Folha.

“Receita cresce mais nos municípios. Em 22 das 26 capitais o crescimento da arrecadação foi maior do que o do governo do respectivo Estado”. Destaque de capa do Valor Econômico.

“Parabólicas e 5G em uma só frequência. Decisão do Ministério das Comunicações é para evitar mais atrasos no cronograma do leilão”. Destaque de capa do Valor Econômico.

“Novas petroleiras estreiam no país. A malaia Petronas, a australiana Karoon, a independente Trident Energy e a brasileira 3R Petroleum pagaram US$ 2,65 bilhões à estatal brasileira”. Destaque de capa do Valor Econômico.

“Nos tribunais, resquícios de discriminação contra mulher. Estudantes e advogadas são barradas no STF por não estarem vestidas adequadamente”. Destaque de capa do Valor Econômico.

📃 Editoriais do dia:

“Confrontos estéreis. Na educação, governo Bolsonaro deixa gestão em favor de picuinhas ideológicas”. Editorial da Folha.

“Brasil e França no enfrentamento das corporações. Em estágios de desenvolvimento diferentes, os países lutam para acabar com privilégios de castas”. Editorial do O Globo.

“Legado de Evo Morales é desastroso em obras e nas empresas estatais. Dos sete aeroportos construídos, só dois têm uso efetivo; reservas de gás foram superestimadas”. Editorial do O Globo.

“Mais trabalho, menos ideologia. A lição que o Ministério da Infraestrutura dá às demais pastas é que o trabalho deve se sobrepor às narrativas, que os critérios técnicos prevaleçam sobre os ideológicos.” Editorial do Estadão.

“Liberdade em risco. A liberdade de expressão na internet não é uma concessão de governos ou de empresas privadas, e sim um direito constitucional.” Editorial do Estadão.

“No caminho do progresso. Há razões para acreditar que o período de dez anos que ora se encerra tenha sido o melhor decênio para a humanidade.”. Editorial do Estadão.

“Benefício ao governo do DF não pode criar privilégios. Não é possível aceitar que a União destine mais recursos públicos para a educação e saúde no DF do que a outras regiões do país”. Editorial do Valor Econômico.

📊 Mercado:

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) reabre nesta segunda-feira, 30, para o último pregão do ano.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notifique-me de
Fechar Menu