Investigações, criminalidade, Argentina e Copa do Mundo são os destaques dos jornais

Primeira Hora – Anexo 6

Investigações, criminalidade, Argentina e Copa do Mundo são os destaques dos jornais. Crivella passa a investigado sobre privilégios a evangélicos; PCC tem vida interna revelada; exportação brasileira é prejudicada por crise na Argentina; Brasil é eliminado da Copa e provoca enxurrada de análises.

SINOPSE DE 07 DE JULHO DE 2018

Edição: Sérgio Botêlho 

JORNAIS  :

Manchete e destaques do jornal O Globo : MP investiga Crivella por benefícios a fiéis. Privilégios oferecidos em encontro podem configurar improbidade administrativa. O Ministério Público anunciou que investigará o prefeito Marcelo Crivella por causa dos benefícios oferecidos a fiéis de igrejas evangélicas em reunião na prefeitura, conforme revelado pelo GLOBO. O procurador-geral de Justiça, Eduardo Gussem, disse que será apurado se houve improbidade administrativa e abuso de poder político, o que configuraria crime eleitoral. Crivella promoveu, no encontro, um pré-candidato de seu partido. Um grupo de vereadores já defende o impeachment do prefeito. Em post numa rede social, Crivella se disse vítima de intolerância religiosa/

Washington Fajardo: Crivella converteu o espaço público em clube privê/

Inflação sobe, e IPCA em 12 meses vai a 4,39%, elevando risco de alta de juros/

Caciques do centrão querem fim de noivado do PR com Bolsonaro. Aliança viabilizaria candidatura do PSL com tempo de TV e rádio/

Registro sindical era ‘balcão de negócios’. Afirmação é de procurador; novas denúncias contra setor do Ministério do Trabalho serão apresentadas/

Conselho de Ética corre risco de não concluir processos. O presidente do Conselho de Ética da Câmara dos Deputados, Elmar Nascimento (DEM-BA), admitiu ao GLOBO que os processos de cassação contra os deputados Lúcio Vieira Lima (MDB-BA) e Nelson Meurer (PP-PR) correm o risco de não serem concluídos até o fim do ano em função da campanha eleitoral/

Editorial1: Gestão precisa ser considerada nos planos de saúde. Enquanto não se parte para a racionalidade, vive-se de refregas sem fim entre MP, órgãos de defesa do consumidor e empresas, ficando para a Justiça estabelecer percentuais/

Editorial2: Crivella usa prefeitura em projeto de poder. O bispo Marcelo Crivella (PRB) se declara formalmente “licenciado” da Igreja Universal do Reino de Deus, mas usa o cargo de prefeito do Rio de maneira clientelista, para ampliar a participação de evangélicos na política.

Manchete e destaques do jornal Estado de São Paulo : PCC tem cadastro de inadimplentes e ‘código penal’ para infratores. Penas para crimes previstos em cartilha vão de suspensão por 90 dias até exclusão/

Plano para matar promotor. As investigações do Ministério Público mostram que um chefe do PCC planejava matar o promotor de Justiça Carlos Paixão de Oliveira, de Roraima/

Gilmar Mendes afirma que a Lava Jato foi ‘canonizada’. O ministro do STF Gilmar Mendes criticou ontem o que chamou de “canonização” da Lava Jato, defendeu decisão de revogar prisões ordenadas em primeira instância e disse que o País precisa “pensar” em lei contra abuso de autoridade. “Em algum momento, houve a canonização da Lava Jato. Qualquer decisão contra o Moro era considerada antirrepublicana, antipatriótica, o que é uma bobagem.”/

Força-tarefa em alerta. O arquivamento no STF de seis inquéritos da Lava Jato em um mês alarmou procuradores e delegados da PF que atuam na operação/

Com greve, inflação de junho é a maior desde 1995. IPCA ficou em 1,26% em junho, maior taxa para o mês desde 1995. O desabastecimento provocado pela greve dos caminhoneiros é apontado como motivo principal da alta, ao pressionar os preços dos alimentos. Apesar de acreditarem que o fenômeno é pontual, analistas revisaram projeções e a estimativa agora é de que a inflação oficial feche perto do centro da meta de 4,5% neste ano/

MP investigará reunião de Crivella com pastores. Segundo reportagem, prefeito ofereceu facilidades a líderes de sua igreja no atendimento do SUS; prefeitura diz que ‘prestou contas à sociedade’/

Após ‘anúncio’, Datena afirma que está estudando candidatura. Apresentador diz a pessoas próximas que pode desistir da corrida ao Senado; decisão deve ocorrer no fim de semana/

Adriana Fernandes: Licença para gastar. Alta da inflação dá uma folga de R$ 15 bilhões no teto de gastos e alivia o governo/

EUA e China iniciam guerra comercial/

Coluna do Estadão: Congresso quer alterar composição do CNMP. Comentários polêmicos de procuradores da República em redes sociais e a forma como são conduzidas algumas das investigações contra políticos motivaram um debate no Senado sobre mudanças na composição do Conselho Nacional do Ministério Público. Dos 14 integrantes do CNMP, oito são do Ministério Público; os outro seis são indicados pelo Congresso, OAB, Supremo e STJ. Uma proposta para equilibrar o placar só não será apresentada agora porque o Congresso está proibido de alterar a Constituição devido à intervenção federal no Rio/

Coluna do Estadão. Debate na CNI. Após ouvir o presidenciável Henrique Meirelles em sabatina na CNI, José Ricardo Coelho, presidente da Fiesp, questionou: “Ele diz que vai resolver os problemas que propõe, mas por que não fez até agora?”. Geraldo Alckmin foi quem causou melhor impressão na sabatina. “Ele traz o sentimento de esperança, mesmo sabendo que não vai bem nas pesquisas. Para a indústria seria um excelente presidente”, diz Amaro Sales, da Fiern. Bem posicionada nas pesquisas, Marina Silva (Rede) não empolgou. “Ela é cheia de normas”, avaliou Humberto Cronemberger, presidente da Fiepi. Jair Bolsonaro ganhou o público quando defendeu a desburocratização. Ao contrário de Ciro Gomes, que desagradou pelo discurso antirreforma/

Coluna do Estadão. O ministro Carlos Marun, da articulação política do governo, recebeu apoio de colegas após ser envolvido na Operação Registro Espúrio. Resume um palaciano: “Ele faz política ‘tratora’, mas não tem perfil de operador”/

João Domingos: A 3 meses da eleição, uma certeza: não haverá renovação na Presidência e no Congresso/

Crianças separadas nos EUA tiveram registro apagado. Por extravio ou falta de documentos, filhos de imigrantes passam por exames de DNA antes de rever seus pais; há 100 menores de 5 anos/

Editorial1: Bloqueios contra os pobres. Os pobres foram os mais prejudicados pelo efeito inflacionário da crise no transporte rodoviário. O bloqueio de estradas esfarelou o orçamento familiar/

Editorial2: Os jovens e a formação técnica. Para uma revolução educacional, é preciso eleger prioridades/

Editorial3: Vigilância constante. Diligentes ações do governo federal, com o cancelamento de 220 mil auxílios-doença e aposentadorias por invalidez irregulares ou fraudulentos concedidos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), resultaram em uma economia de R$ 9,6 bilhões no Orçamento. O Ministério do Desenvolvimento Social avalia que o valor economizado pode chegar a R$ 15,7 bilhões até o final deste ano com o aumento do número de perícias técnicas.

Manchete e destaques do jornal Folha de São Paulo : Crise da Argentina afeta o crescimento econômico do Brasil. As dificuldades enfrentadas pela economia argentina devem produzir efeitos negativos sobre a produção brasileira, sobretudo a automotiva, e reduzir a projeção para o PIB em 2018. O país vizinho, que pediu ajuda ao FMI, é um dos principais parceiros comerciais do Brasil/

Taxa de 25% sobre produto chinês entra em vigor nos EUA. O governo de Donald Trump passou a taxar o equivalente a US$ 34 bilhões em artigos chineses. Em resposta, a China aumentou impostos e apresentou ação contra os americanos na Organização Mundial do Comércio/

Por risco à segurança, Exército americano dispensa imigrantes. Imigrantes que são reservistas ou recrutas estão sendo dispensados abruptamente. Segundo alguns deles, o Exército afirmou que eram considerados risco à segurança. Servir nas Forças Armadas é via para obter cidadania/

Dirigentes do PR que jogam contra aliança com Bolsonaro acenam a Álvaro Dias/

Pré-candidato à reeleição, França eleva promessa de repasses a municípios/

Delator da JBS relata pressão para ajudar Temer/

Folha Informações fará checagem de mensagens mandadas por leitores/

Notícia de que Palocci delatou contas do PT em China, Cuba e Palestina é falsa/

STF arquiva inquéritos sem perícia em dados da Odebrecht/

Em áudio, aliado de Cristiane Brasil diz que processo sindical o faria ganhar na loteria/

Editorial1: Brasil fora. Derrotas na Copa são sempre dolorosas para o país; agora há chance de aprender também/

Editorial2: Declínio bolivariano. Rafael Correa, ex-presidente do Equador, tem a prisão preventiva decretada.

Deixe uma resposta

Fechar Menu