Investigação, saúde, eleições 2018 e economia são os destaques das manchetes dos jornais

Investigação, saúde, eleições 2018 e economia são os destaques das manchetes dos jornais. Lava-jato age contra cartel internacional da saúde; candidatos expõem compromissos econômicos; vacinação abaixo da meta preocupa.

SINOPSE NACIONAL DE 05 DE JULHO DE 2018

Edição: Sérgio Botêlho 

JORNAIS  :

Manchete e destaques do jornal O Globo : Cartel internacional da saúde é alvo da Lava-Jato. Contratos fraudados do grupo com o Into somam R$ 1,5 bilhão/

Parceria vai concluir refinaria no Comperj. Petrobras assina carta de intenções com chinesa CNPC. Obra pode gerar até 10 mil empregos. A Petrobras assinou carta de intenções com a gigante chinesa CNPC para concluir a construção da refinaria no Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), em Itaboraí. É o primeiro investimento estrangeiro em refino desde 2001, anunciado um dia depois de a estatal suspender a venda de quatro refinarias. A obra, parada desde 2015 e um dos maiores símbolos da corrupção na Petrobras revelada pela Lava-Jato, pode gerar até 10 mil empregos. A parceria inclui ainda a compra de participações pelos chineses nos campos de Marlim, na Bacia de Campos/

Indústria tem pior queda em dez anos. Reflexo da greve dos caminhoneiros, a indústria brasileira despencou 10,9% em maio. É a maior queda mensal desde dezembro de 2008. Os dados do IBGE apontam que os setores alimentício e automobilístico foram os mais atingidos. Economistas já reveem para baixo as projeções de expansão da indústria este ano/

Brasil vacina pouco contra sarampo. A média de vacinação contra sarampo no país em 2017 ficou abaixo da meta indicada pela Organização Mundial da Saúde para erradicar a doença. Apenas o estado do Ceará atingiu o índice recomendado, que é de 95% de cobertura na segunda dose da vacina. Rio já registra 17 casos suspeitos/

País é condenado por morte de Herzog. O Estado brasileiro foi condenado pela Corte Interamericana de Direitos Humanos pelo assassinato, durante a ditadura militar, do jornalista Vladimir Herzog, que foi considerado crime contra a Humanidade/

‘Clube do pregão’, que reunia as multinacionais Philips e Johnson & Johnson e servidores, manipulava licitações e distribuía propinas de até 40% do valor das vendas de insumos/

Editorial1: É essencial mobilizar para vacinação. Preocupa que o índice de cobertura da população por vacinas esteja baixo, não só no sarampo, e venezuelanos entrem no país sem estar imunizados/

Editorial2: Intervenção no Judiciário polonês aprofunda crise na EU. Substituição compulsória de ministros da Suprema Corte enfraquece instituições de controle do Executivo e indica ofensiva do nacional-populismo.

Manchete e destaques do jornal Estado de São Paulo : Candidatos falam em controle do câmbio e em corte de impostos. Propostas foram apresentadas em evento da CNI que reuniu 2 mil empresários. Em encontro ontem com cerca de 2 mil empresários, em Brasília, pré-candidatos à Presidência apresentaram propostas econômicas como o controle do câmbio e do juro e a redução de impostos para empresas. A primeira medida foi defendida por Ciro Gomes (PDT). Ele também propõe usar bancos públicos para baratear o crédito. Ainda no evento da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Geraldo Alckmin (PSDB) citou como exemplo Donald Trump e falou em diminuir o Imposto de Renda das empresas. Marina Silva (Rede) gerou reação negativa da plateia ao falar em rever pontos que chamou de “draconianos” da reforma trabalhista. Ciro também disse que pretende mudar pontos da reforma, em vigor desde novembro/

Direto da Fonte: Ao falar a empresários, Jair Bolsonaro (PSL) pediu ajuda para erguer escola militar, disse que “se deixarem, a China invade o Brasil” e sonha com “vários Sérgios Moros” no STF/

Coluna do Estadão: MP perde efeito e refugiados vão ficar sem verba. No momento em que o Brasil enfrenta o impacto da crise humanitária na Venezuela, com a entrada de 50 mil refugiados do país vizinho, metade deles vivendo em Boa Vista, o governo Temer vai deixar caducar a medida provisória que libera recursos para o atendimento dos que cruzaram a fronteira. A MP destina R$ 190 milhões para alimentação e assistência de saúde nos abrigos. Até o momento, foram empenhados R$ 92 milhões. Os outros R$ 98 milhões serão perdidos. A MP não será votada no Congresso até segunda, quando o prazo expira/

Coluna do Estadão: O PDT já definiu o papel que cada partido terá caso se consolide uma aliança em torno de Ciro Gomes. O PSB vai influenciar no campo mais ideológico; DEM, PP e Solidariedade ajudarão a fortalecer o governo com o empresariado e a manter um bloco com poder na Câmara/

Cem empresas acionam bancos por ‘cartel do câmbio’. Associação que reúne mais de cem exportadores entrou na Justiça contra bancos que fariam parte do “cartel do câmbio” – grupo que atuaria na manipulação, em benefício próprio, das cotações do dólar. Eles estimam perdas de R$ 50 bilhões. A ação pede a prorrogação do prazo para pedidos de indenização. O caso é investigado pelo Cade. Bancos não comentaram/

Distribuidoras da Eletrobrás. A Câmara aprovou o texto-base do projeto que destrava a venda de distribuidoras da Eletrobrás. Emendas serão votadas na próxima semana/

Negociação com a Boeing está avançada, diz Embraer. O presidente da Embraer, Paulo Cesar de Souza e Silva, disse ao Estado que as conversas para a venda de parte da fabricante brasileira de aviões para a Boeing estão perto de serem concluídas. A negociação precisa do aval do governo e da aprovação dos órgãos reguladores nacionais e internacionais e dos conselhos de administração de cada uma das companhias/

Greve derruba indústria. A greve dos caminhoneiros fez a indústria registrar o segundo pior desempenho da história, com queda de 10,9% em maio, ante abril/

País tem 1,9 mil casos suspeitos de sarampo. Vinte e cinco Estados e o Distrito Federal não alcançaram no ano passado a meta de vacinação contra sarampo. Até o fim de junho, o País tinha 1.891 casos suspeitos da doença e 472 confirmados, a maior parte na Região Norte/

Ex-CEO da Philips é preso pela Lava Jato. Vinte pessoas, entre elas o ex-CEO da Philips Medical Daurio Speranzini Júnior, foram presas pela força-tarefa da Lava Jato no Rio, acusadas de integrar esquema para fraudar licitações na área da saúde desde 1996. Segundo procurador, prejuízo é “incalculável”/

Governo vê brecha e marca leilão do pré-sal/

William Waack: Tal como está agora, o eleitorado “demanda” candidatos que apregoem o rompimento/

Editorial1: Limites ao poder monocrático. O controle de constitucionalidade deve servir para que a Constituição prevaleça. Do jeito que se faz hoje, a voz de uma única pessoa pode imperar sobre toda a República/

Editorial2: Uma trombada na indústria. Paralisação do transporte rodoviário provocou tombo na produção e danos ao País/

Editorial3: Cautela com a situação hídrica. Quando em maio o Sistema Cantareira, principal reservatório de abastecimento de água da capital, ficou abaixo de 50% – e desde então ele vem oscilando em torno disso –, soaram sinais de alerta. Esses sinais se justificam pelo eventual risco de uma repetição da grave crise hídrica de 2014 e, só por isso, a prudência recomendaria que as autoridades levassem em conta as preocupações da população.

Manchete e destaques do jornal Folha de São Paulo : Vacinação infantil está abaixo da meta em 25% das cidades. Para o Ministério da saúde, baixo índice traz risco de retorno de doenças e surtos/

Diretor-presidente da GE é preso em operação contra fraude na saúde no RJ. O diretor-presidente da General Eletric para a América Latina, Daurio Speranzini Junior, foi preso na Operação Ressonância, deflagrada pela Polícia Federal. A investigação deriva da operação que prendeu o ex-secretário da Saúde do Rio Sérgio Côrtes por fraudes na secretaria e no Instituto Nacional de Traumatologia. No pedido de prisão são citados principalmente fatos ligados ao período em que ele presidiu a Philips Medical no Brasil, até 2010. Sua defesa não foi localizada/

Produção da indústria em maio é a pior desde 2008. Em maio, a atividade industrial teve a pior queda em dez anos. O nível de produção ficou 23,8% abaixo do pico registrado em 2011, segundo o IBGE. Na avaliação do órgão, a paralisação dos caminhoneiros desarticulou o processo de produção nacional, seja pelo abastecimento de matéria-prima, seja pela distribuição/

Brasileiro precisará de autorização para entrar na Europa. Turistas brasileiros e de mais de 60 outras nacionalidades precisarão de autorização para entrar na Europa a partir de 2021. O documento custará €7 (R$ 31,80) e poderá ser obtido pela internet. A iniciativa visa a aumentar a segurança na região/

Embraer terá 20% de nova empresa com a Boeing/

Executivo preso é tido como incentivador de conduta ética/

Juiz absolve Geddel em ação sobre tentativa de atrapalhar investigação/

Câmara aprova projeto que proíbe STF de suspender lei em decisão individual/

Ciro chama Temer de quadrilheiro e é vaiado por empresários ao propor rediscutir a reforma trabalhista/

Ministério Público de MG investiga relação de Aécio com negócios de grupo de comunicação/

Brasil é responsável por não investigar e punir crime contra Herzog, diz tribunal internacional de direitos humanos/

Sem partidos, Marina Silva faz aposta em alianças simbólicas/

Trump sugeriu diversas vezes invadir Venezuela/

Bruno Boghossian: Indústria enfrenta contradições ao pedir socorro a candidatos. Patrões cobram menos interferência do governo na produção, mas querem benefícios/

Matias Spektor: Bolsonaro lança sua mais ambiciosa iniciativa de política externa. Candidato quer reunir expoentes da direita na Cúpula Conservadora das Américas/

Editorial1: Rejeição à urna. Pesquisas detectam crescimento de intenções de votos nulos e brancos, refletindo desgaste/

Editorial2: O fardo de Merkel. Política migratória provoca desgaste na liderança da poderosa chanceler da Alemanha.

 

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notifique-me de
Fechar Menu