Internações sobem em SP; governo faz nova proposta a estados

Birô de Imprensa, Ano III, Nº 522, de 15.04.2020

*Sinopse do noticiário*. Internações sobem em SP; governo faz nova proposta a estados. Esses são destaques da grande mídia, nesta quarta-feira, 15 de abril de 2020, na seção DESTAQUES DA GRANDE MÍDIA IMPRESSA, do Anexo 6.

🖋 Edição: Sérgio Botêlho

📃 Manchetes e destaques do dia:

“Em SP, internações sobem na capital e já pressionam UTIs. Aumento de casos de coronavírus leva à ocupação de 80% dos leitos em alguns dos principais hospitais.” Manchete de capa da Folha.

“Governo faz nova proposta de ajuda de R$ 77 bi a estados. Valor engloba suspensão de dívidas com União e bancos públicos.” Manchete de capa do O Globo.

“‘Mandetta fez uma falta. Merecia cartão’, diz Mourão. Vice-presidente critica o ministro da Saúde e diz que ‘certos assuntos precisam ser resolvidos intramuros’.” Manchete de capa do Estadão.

“BNDES chama bancos para socorrer grandes empresas. Plano de resgate busca mobilizar pelo menos quatro instituições financeiras, além de investidores institucionais. ” Manchete de capa do Valor Econômico.

“Pracinha de 99 anos vence a guerra contra o cornavírus. . ” Manchete de capa do Correio Braziliense.

“País tem maior alta de mortes e 2 mil internados em São Paulo. PAÍS REGISTRA MAIOR ALTA DE VÍTIMAS DA COVID-19.” Destaque de capa do O Globo.

“Vitória em nova guerra. Veterano da Segunda Guerra, Ernando Piveta, de 99 anos, sai aplaudido pela equipe médica após ficar internado oito dias no Hospital das Forças Armadas, no DF, devido à Covid-19.”. Destaque de capa do O Globo.

“Witzel é a nova vítima do coronavírus. WITZEL E HELDER BARBALHO ESTÃO CONTAMINADOS.” Destaque de capa do O Globo.

“Ainda não há droga eficaz contra o vírus, diz pesquisa.” Destaque de capa do O Globo.

“Auxílio pode chegar a 70 milhões de trabalhadores informais. Número supera estimativas iniciais, de 54 milhões. Técnicos admitem que gastos devem superar os R$ 98 bilhões previstos”. Destaque de capa do O Globo.

“FMI prevê pior crise global desde 1930 e queda de 5% do PIB nacional. PIB mundial deve ter retração de 3% este ano. Brasil sofrerá queda de 5,3%, com desemprego ultrapassando os 14%.” Destaque de capa do O Globo.

“Contribuinte ganha peso em tribunal da Receita Federal. Secretaria de Fazenda perde voto de desempate nas decisões do conselho que julga recursos a multas aplicadas pelo Fisco. Em caso de empate, julga-se a favor de quem contesta as penalidades.” Destaque de capa do O Globo.

“Hospital que é referência no Rio luta para evitar sobrecarga. FUNCIONÁRIOS FORAM INFECTADOS E VISITANTES DENUNCIAM FALTA D’ÁGUA”. Destaque de capa do O Globo.

“Crise já levou 9 países a adiar votações na América Latina. NOVE PAÍSES DA AMÉRICA LATINA ADIAM PLEITOS PARA COMBATER COVID-19.” Destaque de capa do O Globo.

“Europa cria regras para fim do isolamento. Com governo em risco até fevereiro, Giuseppe Conte conseguiu conquistar o país com medidas enérgicas contra a pandemia.” Destaque de capa do O Globo.

“Elio Gaspari: Elite nunca ofereceu episódio tão triste quanto agora”. Destaque de capa do O Globo.

“Merval Pereira: Base no Congresso faz falta para o presidente.” Destaque de capa do O Globo.

“Edmar Bacha: Já soubemos lidar com problemas econômicos graves como o atual. A crise pode levar ao aumento da dívida pública. Não há soluções fáceis. Mas o importante é preservar vidas.” Destaque de capa do O Globo.

“Pandemia pode fazer País retroceder uma década. Caso se confirme previsão do FMI de queda de 5,3% no PIB brasileiro em 2020, economia deverá somar R$ 6,87 tri, nível próximo ao registrado há 11 anos, segundo cálculos do Itaú Unibanco; para Fundo, retração global será a maior desde a Grande Depressão. ” Destaque de capa do Estadão.

“Brasil registra recorde de 204 mortes por covid-19 em 24h. As informações são necessárias para que o ministério saiba para quais regiões deve emitir alertas sobre risco de colapso na rede.” Destaque de capa do Estadão.

“Despovoar favelas salvaria 41 mil em SP e RJ, diz estudo. Simulador feito por especialistas, incluindo professor do Insper, sugere retirada para equipamentos públicos ou hotéis, aliada a medidas de higienização e saneamento, oferta de renda e ampliação de leitos; governos destacam que já adotam ações em áreas periféricas.” Destaque de capa do Estadão.

“Governo acena com ajuda de R$ 77 bilhões a Estados. Medida tenta barrar avanço de projeto no Congresso, considerado ‘cheque em branco’. ” Destaque de capa do Estadão.

“Vera Magalhães. Um dos poucos efeitos saneadores da crise da pandemia foi expor de forma inédita os políticos e os gestores públicos..” Destaque de capa do Estadão.

“Rosângela Bittar: Bolsonaro e PT recrudescem a polarização para evitar que o centro, em crescimento evidente, os atropele..” Destaque de capa do Estadão.

“Plano prevê R$ 100 bilhões a empresas para retomada. ” Destaque de capa da Folha.

“Oferta de vagas em setor demandado sobre até 700%.” Destaque de capa da Folha.

“FMI prevê recuo global de 3% e pior crise desde 1929.” Destaque de capa da Folha.

“Distanciamento pode ser necessário até 2022, se não houver vacina. ” Destaque de capa da Folha.

“Mandetta admite erro em confronto com Bolsonaro.” Destaque de capa da Folha.

“Brasil bate recorde e registra 204 mortes em 24 horas.” Destaque de capa da Folha.

“Governadores Witzel e Barbalho têm Covid-19. ” Destaque de capa da Folha.

“Trump decide suspender pagamentos à OMS.” Destaque de capa da Folha.

“Pico representa 6% dos óbitos diários no país”. Destaque de capa da Folha.

“Vírus pode provocar infarto, afirmam estudos. ” Destaque de capa da Folha.

“Nos EUA vírus mata negros e pobres de forma desproporcional.” Destaque de capa da Folha.

“É importante festejar, diz dono de funerária     de ‘meme do caixão’.” Destaque de capa da Folha.

“PM tem uma denúncia por minuto de comércio que deveria estar fechado. ” Destaque de capa da Folha.

“Paulistano troca capital por campo e praia para passar quarentena.” Destaque de capa da Folha.

“Hélio Schwartsman: Nada justifica novos apartheids.” Destaque de capa da Folha.

“Marc Lipsitch: Que é imune ao coronavírus?. ” Destaque de capa da Folha.

“Governo faz outro plano para Estados. Projeto alternativo foi criticado pelo presidente da Câmara. ” Destaque de capa do Valor Econômico.

“Shoppings e lojistas vão à Justiça. Levantamento feito pelo Valor na Justiça de São Paulo e Rio mostra entrada de processos de grandes grupos de shopping centers contra lojistas.” Destaque de capa do Valor Econômico.

“Recessão sincronizada. FMI prevê recessão profunda, com queda do PIB global de 3%.” Destaque de capa do Valor Econômico.

“Acaba o voto de minerva em decisões do Carf. Lei que altera desempate gerou reações dos integrantes da Receita Federal. ” Destaque de capa do Valor Econômico.

“Incompetências horripilantes nos levaram a isso. Mundo chegou a este momento com as grandes potências divididas e uma incompetência de proporções horripilantes nos mais altos escalões governamentais.” Destaque de capa do Valor Econômico.

“Clubes de futebol podem perder R$ 1,1 bi de receita. Consultoria estima que receita conjunta caia 17% este ano.” Destaque de capa do Valor Econômico.

“Toffoli proíbe Bahia e Maranhão de criar barreira sanitária em aeroporto. Presidente do STF acolhe argumentação da Anvisa e diz que medida é “risco inverso à saúde”. ” Destaque de capa do Valor Econômico.

“SP reconhece subnotificação e amplia compra de testes. Secretaria da Saúde estima que Estado pode ter 100 mil pessoas infectadas sem sintomas ou necessidade de tratamento hospitalar.” Destaque de capa do Valor Econômico.

“Casos novos da doença voltam a ganhar força no país. Confirmações cresceram 15% ontem, ante média de 8% a 10% nos dias anteriores, segundo ministro.” Destaque de capa do Valor Econômico.

“A Grande Devastação. No exterior, pessimismo em relação ao Brasil é impressionante. ” Destaque de capa do Valor Econômico.

“Dívida bruta pode atingir 100% do PIB em 2030. Dívida do governo deve disparar com medidas necessárias para mitigar a crise provocada pelo coronavírus.” Destaque de capa do Valor Econômico.

“Primeiro bimestre foi excelente, diz chefe da Receita. Segundo José Barroso Tostes Neto, resultado de fevereiro foi o segundo melhor para o mês desde 2007.” Destaque de capa do Valor Econômico.

“Em cenário de incerteza, meta fiscal de 2021 pode ter componente variável. Tamanho do tombo da economia de 2020 e velocidade de recuperação são algumas das dificuldades para o cálculo. ” Destaque de capa do Valor Econômico.

“Gasto ligado a combate da pandemia pode ser excluído do cálculo da meta de 2021. Medida visaria impedir que elevado volume de restos a pagar contamine objetivo de resultado primário.” Destaque de capa do Valor Econômico.

“Crise amplia fatia da Ásia na exportação brasileira. Tendência geral de queda nas vendas externas dá mais espaço para as commodities.” Destaque de capa do Valor Econômico.

“Reformas voltam após quarentena, diz Sachsida. Para secretário, funcionalismo também deverá dar sua cota de sacrifício, por uma “questão moral”. ” Destaque de capa do Valor Econômico.

“Indicadores de confiança têm queda recorde e vão cair mais. Piora deve reverberar na economia até o ano que vem, diz FGV.” Destaque de capa do Valor Econômico.

“IBC-Br sobe em fevereiro, mas não altera quadro de contração para o trimestre. Cenários mais pessimistas para a queda do PIB ganham espaço.” Destaque de capa do Valor Econômico.

“DF registra mais duas mortes: homem de 94 anos, de Taguatinga; e mulher de 78, de Águas Claras.” Destaque de capa do Correio Braziliense.

“Papuda tem o maior número de infectados do sistema prisional do país: 23 detentos e 20 agentes. ” Destaque de capa do Correio Braziliense.

“Presidente da Fecomércio-DF afirma ao CB que crise pode causar 20 mil demissões no setor.” Destaque de capa do Correio Braziliense.

“Distritais aprovam R$ 1.045 para os demitidos do DF.” Destaque de capa do Correio Braziliense.

“Números no Brasil sempre em alta. ” Destaque de capa do Correio Braziliense.

“Servidores federais podem ficar sem reajuste.” Destaque de capa do Correio Braziliense.

“Nova Zelândia bloqueia vírus. Medidas como quarentena rígida e fechamento de fronteiras ajudam a manter a epidemia sob controle no país.” Destaque de capa do Correio Braziliense.

“O alto risco da obesidade. ” Destaque de capa do Correio Braziliense.

“FMI prevê pior crise desde 1929.” Destaque de capa do Correio Braziliense.

📃 Editoriais do dia:

“Braços cruzados. Procurador falha em sua tarefa ao se omitir diante de temeridades de Bolsonaro.” Editorial da Folha.

“Aliviar as prisões. Diante do coronavírus, reduzir superlotação com penas alternativas é imperativo.” Editorial da Folha.

“STF serve de barreira para conter Bolsonaro. Decisão liminar que garante isolamento social nos estados precisa ser confirmada em plenário.” Editorial do O Globo.

“Drama que acomete o Amazonas pode se repetir em outros estados. Colapso precoce na rede de saúde de Manaus mostra equívoco de flexibilizar isolamentos.” Editorial do O Globo.

“Contra a recessão, FMI se alinha à OMS. Boas políticas sanitárias, como o isolamento social, tornarão mais provável a reativação da economia a partir do segundo semestre e algum desafogo em 2021.” Editorial do Estadão.

“A pandemia e o MPT. Diante dos problemas da covid-19, órgão tem demonstrado prudência e responsabilidade.” Editorial do Estadão.

“Excesso de generosidade. Aprovado na Câmara, plano de socorro a Estados e municípios quase falidos não prevê contrapartidas.”. Editorial do Estadão.

Opep faz acordo fraco diante de recessão forte. O mais provável é que as cotações só reajam para valer quando a peste do coronavírus estiver sob controle, mesmo que precário, e as principais economias comecem a se mover novamente”. Editorial do Valor Econômico.

“O socorro não pode esperar. Governo e Congresso devem se entender, rapidamente, para a liberação da ajuda aos estados e municípios por parte da União, mais do que necessária depois da eclosão da crise provocada pela pandemia do novo coronavírus”. Editorial do Correio Braziliense.

📈 Bolsa de Valores

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou a terça-feira, 14, em alta de 1,37%, a 79.918 pontos. O dólar terminou o dia em alta de 0,15%, a R$ 5,19.

Destaque histórico:

Informações sobre o dia de hoje na história, é só clicar.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


Inscreva-se
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments