TSE nega, mais uma vez, antecipar inelegibilidade de Lula

O Tribunal Superior Eleitoral negou, pela segunda vez, a antecipação da inelegibilidade do ex-presidente Lula. Dessa vez, o pedido veio de um advogado de Goiás e a ação foi

O Tribunal Superior Eleitoral negou, pela segunda vez, a antecipação da inelegibilidade do ex-presidente Lula. Dessa vez, o pedido veio de um advogado de Goiás e a ação foi extinta pelo presidente da Corte, ministro Luiz Fux.

Da primeira vez, uma ação movida pelo Movimento Brasil Livre (MBL) foi negada pela ministra Rosa Weber, também do TSE. A situação de inelegibilidade de Lula somente vai ser apreciada no TSE após 15 de agosto, data final para registro de candidaturas.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.