Hacker preso suspeito de invadir celulares de autoridades seguirá preso

O pedido feito pela Defensoria Pública da União (DPU) em favor de Danilo Cristiano Marques, um dos hackers presos em julho pela Polícia Federal, foi negado pelo juiz Riccardo Leite, da 10ª Vara Federal de Brasília. Os hackers são suspeitos de invadir os telefones celulares do ministro da Justiça, Sergio Moro, e de outras autoridades.


“Ainda não foi esclarecido se os 60 chips encontrados com Danilo foram utilizados no procedimento empreendido por Walter para violação da intimidade das vítimas, e não se descarta a hipótese de que Walter obtinha os dados cadastrais das vítimas via invasão por aplicativo e repassava ao bando para a prática de estelionatos e fraudes bancárias”, escreveu o juiz.

Receba todas as novidades do Anexo6diretamente em seu email


Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notifique-me de
Fechar Menu